Nate Solder

Por que Nate Solder é o medalhão com mais chance de ser trocado?

É comum ver medalhões sendo trocados por Bill Belichick, especialmente quando o início da temporada se aproxima. Beirando os trinta anos, o tackle Nate Solder é o veterano com mais chance de ser negociado.

Por que Nate Solder é o medalhão com mais chance de ser trocado?

Há um padrão nas trocas de Belichick? Bom, tratando-se de negócios feitos para trazer um jogador, digamos que ele enxerga a chance de adicionar um talento – muitas vezes que ainda não deslanchou – ao elenco.

Todavia, quando o acordo é feito para enviar um jogador, fica menos impossível de prever a cabeça do treinador. Peguemos como base dois exemplos marcantes e recentes: Chandler Jones e Jamie Collins.

Ambos os atletas virariam free agents ao fim da temporada e, como atuam em posições caras, seria difícil mantê-los. Portanto, Belichick preferiu deixar de contar com os serviços dos jogadores – mesmo eles sendo excelentes – para não perdê-los de graça.

No elenco atual dos Patriots, dois futuros free agents deverão receber propostas gordas: Nate Solder e Malcolm Butler. Apesar de toda novela que envolveu o segundo nesta offseason, a chance maior é de Solder ser trocado.

Entrando na sua sétima temporada, o left tackle titular dos Patriots, além de possuir o padrão igual ao de Collins e Jones, tem outro fator que poderá influenciar: ele é o segundo jogador que mais ocupa espaço no salary cap da equipe.

Em 2015, Nate estendeu por mais dois anos seu contrato com a franquia, recebendo um total de $20 milhões. Para 2017, o tackle ocupará $11 milhões no cap. Esse valor só é menor que o de Tom Brady.

O dead money do camisa 77 é de $4 milhões. Com isso, caso seja trocado os Pats vão economizar $7 milhões na folha salarial.

Somado a essa quantia significativa que Solder receberá neste ano, uma renovação de contrato também não sairia barato. Left tackle é uma das posições mais caras da liga. Só nesta offseason, quatro jogadores fecharam acordos que ultrapassaram os $10 milhões anuais.

Bicampeão, Nate terá chance de receber o “último grande contrato”. Aproveitando o mercado inflacionado, o LT poderá receber uma proposta irrecusável e que, certamente, New England não igualaria.

Além disso, quando estendeu seu vínculo há dois anos, foi imposta uma cláusula que proíbe o tackle de receber a franchise tag, criando mais uma dificuldade para sua renovação.

No Draft 2017, os Patriots selecionaram dois jogadores da posição, Antonio Garcia e Conor McDermott. Apesar de ainda crus – principalmente o segundo – a chegada deles já visa uma reposição para Nate Solder. Resta saber se será para esse ano ou para os próximos.

4 thoughts on “Por que Nate Solder é o medalhão com mais chance de ser trocado?

  1. Deixar um QB velho nas mãos de um LT cru é insanidade. Já vimos a loucura que é de ter tackles ruins para proteger o Brady. Na final na AFC do ano retrasado, com o Solder machucado e o Cannon jogando nada, o Brady tomou uma quantidade de hits recorde. Nada mais que 20. CONSEQUENCIA? Derrota. Entretanto, poderia ser pior, nessa altura da carreira, qualquer lesão séria deverá encerrar a carreira do Brady.

  2. Quando vi o título do post, já vim correndo escrever: Não mesmo, Bill vai trocar Butler antes da bye week. Mas… depois destes argumentos, sou obrigado a concordar: Nate Solder é quem tem mais chances de ser trocado nessa temporada!

Deixe uma resposta