Patriots Bill Belichick

Por que os Patriots foram tão ativos no início da free agency?

No dia 9 de Março, foi dado o pontapé oficial da temporada 2017, com a abertura da free agency. Em um estilo diferente dos vistos em anos anteriores, os Patriots foram muito ativos nos primeiros dias. Tentaremos explicar por quê.

Por que os Patriots foram tão ativos no início da free agency?

Até a publicação deste artigo, os Patriots totalizaram cinco contratações, sendo três delas por meio de troca. Além de quatro renovações. Abaixo, veja uma breve retrospectiva:

Quem chegou:

TE Dwayne Allen (via troca com os Colts)
CB Stephon Gilmore (Bills)
DE Kony Ealy (via troca com os Panthers)
WR Brandin Cooks (via troca com os Saints)
DL Lawrence Guy (Ravens)

Quem renovou:

– DT Alan Branch
– S Duron Harmon
– FB James Develin
– TE Michael Williams

Fatores para a alta intensidade de negociações

Previsão das saídas

Os Patriots entraram na free agency com mais de 10 jogadores com o contrato expirado. Se renovar com todos já seria difícil, a conquista do Super Bowl só deixou essa missão ainda mais complicada.

Com Martellus Bennett e Logan Ryan tendo suas saídas iminentes, os Pats agiram rápido e trouxeram Allen e Gilmore para os lugares deles.

Para as idas de Jabaal Sheard e Chris Long, New England trouxe Ealy e Guy, apesar do segundo ter como principal característica parar a corrida.

Portanto, Belichick não titubeou e aproveitou as oportunidades para não sofrer uma decaída grande com as saídas.

Chance de rejuvenescer o elenco

A chegada de Brandin Cooks foi a principal movimentação dos Patriots até agora. Apesar de não haver uma necessidade na posição, a aquisição dele é muito bem-vinda.

O recebedor tem tudo para vigorar entre os melhores da NFL nos próximos anos, se já não for. Rápido e capaz de se alinhar em qualquer tipo de rota, Brandin é o futuro dos Pats na posição.

Com Julian Edelman e Danny Amendola já tendo passado da casa dos 30 anos, Cooks, 23, ao lado de Mitchell, 23, formarão uma dupla que poderá fazer tremendo sucesso até, no mínimo, o fim de 2018.

Além de Brandin, as outras vindas também mostram um olhar para o futuro. Allen, mesmo com 27 anos, é o mais velho entre as novas peças.

Brady chegando aos 40 anos

Mesmo sendo um dos jogadores mais profissionais dentro e fora de campo de todos os tempos, a idade chega para todo mundo.

Tom Brady entrará na faixa dos 40 anos a partir de 3 de Agosto de 2017. Apesar de não dar sinais de decaída, montar um elenco mais forte ao redor de Brady para aproveitar o máximo do que ele tem para oferecer, pode ter sido um dos fatores para os Pats estarem tão ativos na free agency.

Porém, isso não quer dizer que estamos no “all-in”

Dar tudo de si para ser campeão em 2017 e depois sofrer um desmanche? Isso não soa muito bem com os Patriots. Contudo, é uma situação que vem sendo discutida, principalmente, após a troca de Cooks.

Todavia, ela não faz muito sentido quando se olha o contrato dos atletas que chegaram. Dos cinco contratados, apenas Kony Ealy tem um único ano restante em seu acordo.

Gilmore, 5, Allen, 3, Guy, 4, Cooks, 2 (contando a option do 5° ano) serão jogadores dos Patriots por um bom tempo.

Em 2018, New England não terá tantos free agents importantes como neste ano. Os únicos imprescindíveis nas suas posições são o LT Nate Solder e WR Julian Edelman, ainda sem contar com o CB Malcolm Butler.

Portanto, tudo indica que o time de 2017 será semelhante ao de 2018, deixando um pouco de lado a teoria do “all-in”.

Deixe uma resposta