Tom Brady e a inexperiente secundária dos Steelers

Em sua sexta final de conferência consecutiva, muito sobre o jogo é incerto, mas os Patriots possuem uma certeza: precisarão de um bom jogo de Tom Brady para chegar a mais um Super Bowl.

Pela frente, a defesa dos Steelers. Se por um lado trata-se de uma unidade que vem jogando em alto nível, por outro se constata que a secundária de Pittsburgh é muito jovem, e isso pode ser um fator a favor de New England.

Tom Brady e a inexperiente secundária dos Steelers

A secundária dos Steelers, como dito, vem jogando muito bem. Seus titulares são os seguintes jogadores:

  • Artie Burns – cornerback – calouro;
  • Ross Cockrell – cornerback – 3 anos de experiência;
  • Sean Davis – safety – calouro;
  • Mike Mitchell – safety – 8 anos de experiência.

Com exceção de Mike Mitchell, é uma unidade bastante jovem, com dois jogadores em seu primeiro ano na NFL.

Se o desempenho da unidade é bom, pode-se dizer dela algo que também se aplica à defesa dos Patriots: os ataques adversários não foram assim tão potentes.

Eis a lista dos quarterbacks que enfrentaram a secundária dos Steelers na temporada 2016, incluindo o Divisional Round contra o Kansas City Chiefs: Kirk Cousins, Carson Wentz, Ryan Fitzpatrick, Ryan Tannehill, Tom Brady, Dak Prescott, Scott Tolzien, Alex Smith (2x), Joe Flacco (2x), Andy Dalton (2x), Eli Manning, Tyrod Taylor, Cody Kessler, Josh McCown, Robert Griffin III e Matt Moore.

Honestamente, com algumas exceções, não é a lista mais impressionante.

A inexperiência dessa unidade, principalmente nos playoffs, será testada contra um ataque que além de poderoso é muito experiente, liderado por um dos melhores quarterbacks da história da liga.

Tom Brady é o recordista de praticamente todos as estatísticas relacionadas a quarterbacks em playoffs. Já venceu 4 de 6 Super Bowls disputados. Se alguém conhece os caminhos do futebol americano e suas defesas, esse alguém é o quarterback dos Patriots.

No confronto da temporada regular entre Patriots e Steelers, Brady conseguiu acertar 19 de 26 passes tentados para 222 jardas e 2 touchdowns.

As jardas não saltam aos olhos pelo fato de os Patriots terem conseguido correr para 140 jardas, então não foi necessário que Brady lançasse mais de 40 passes para vencer o jogo.

A defesa dos Steelers não poderá se dar ao luxo de abusar de marcações em zona, pois poucos quarterbacks são tão bons em explorá-las. E não é só Brady, os Patriots possuem wide receivers experientes, que identificam zonas e se posicionam da melhor forma para aproveitar os espaços.

Conseguirá, então, essa defesa marcar efetivamente em press coverage? Muitos analistas entendem que esse não é o forte dos jogadores mencionados.

A jovem secundária dos Steelers enfrentará seu maior desafio até então. Conseguirá ela, mesmo tão inexperiente, segurar Tom Brady e um dos melhores ataques da liga?

Se a resposta for positiva, a recompensa será nada menos que o direito de representar a AFC no Super Bowl LI.

One thought on “Tom Brady e a inexperiente secundária dos Steelers

Deixe uma resposta