Amendola e Gronk podem ser a diferença domingo

Amendola e Gronk

O título deste post é algo até ingênuo quando lemos sem o contexto deste texto. Todos devem pensar, é claro que Amendola e Gronk podem ser a diferença no Super Bowl. Eles podem ser a diferença em qualquer jogo dos Patriots. Mas, eu te convido a continuar lendo, pois olhando as estatísticas da defesa dos Eagles, eles podem ser mais importantes do que você imagina.

Amendola e Gronk podem ser a diferença domingo

Pra onde olhamos na defesa de Philadelphia, vemos pontos fortes a serem furados por Brady e o ataque. Um front seven maravilhoso, uma secundária cheia de talentos e um Malcolm Jenkins que além de tudo, sabe atuar contra Tom.

Porém, nenhum time é perfeito e quando vamos buscar as maiores dificuldades da defesa dos Eagles, encontramos estatísticas que se encaixam muito bem no estilo de jogo de Gronk e Amendola.

Já disse e volto a repetir, eles são muito bons protegendo os passes. Estão em segundo lugar em toda a liga quando falamos de passes para running backs e terceiro entre os 32 times, quando o passe tem direção ao wide receiver adversário.

Porém, esse ranking despenca, quando o passe deve ser protegido contra o tight end adversário. Eles se colocam na vigésima oitava posição neste caso.

Foram 745 jardas e 5 touchdowns cedidos aos tight ends que jogaram contra a defesa dos Eagles, e vamos ser sinceros, ainda nem enfrentaram o melhor deles.

Vimos acima que eles são segundo na liga contra o passe que vai em direção ao recebedor. Mas quebrando essa estatística em partes, temos uma luz no fim do túnel.

Quando o passe vai para o receiver 1 ou 2 do ataque adversário, é onde a excelência acontece. Porém, quando o passe sai para o receiver 3 ou 4, a eficiência é bem menor. Eles saem de terceira melhor defesa, para a vigésima segunda neste caso.

Tendo Chris Hogan de volta em nosso ataque, ele e Cooks fazem a dupla principal de recebedores, deixando Danny Amendola como terceiro receiver, onde sai quase que primordialmente no slot.

E a cereja no bolo, aliás, duas cerejas nesse bolo, é que protegendo os passes no meio do campo, eles se tornam a décima nona defesa da liga. Meio do campo onde basicamente trabalham Amendola e Gronk durante as partidas.

A segunda cereja, é um outro problema grande na defesa deles. 52% das jardas aéreas cedidas nesta temporada, vieram de avanço após a recepção. Atacantes tiveram no geral, uma média de incríveis 5.2 jardas de avanço após receber a bola durante a temporada regular. Estamos falando aí, de metade de um first down.

Amendola é um guerreiro dentro de campo e não desiste após receber um passe e Gronk, bom, você torcedor Patriota, sabe melhor do que ninguém o quanto é difícil de derrubar Rob com a bola na mão.

Não vai ser nem um pouco fácil furar esta unidade defensiva no Super Bowl, mas que existem pontos a serem explorados e eles se encaixam no estilo de jogo de Amendola e Gronk, isso não podemos negar.

Quer saber ainda mais sobre o Philadelphia Eagles: O podcast desta semana tem um raio-x completo sobre o nosso adversário do Super Bowl. Está imperdível!

Compartilhe esta matéria:

Share on facebook
Share on twitter

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

O Patriotas é um fã clube oficial no Brasil e reconhecido pelo New England Patriots nos Estados Unidos.

Site desenvolvido pela equipe Patriotas.