Análise: Patriots 10 x 20 Dolphins

No fechamento da temporada regular 2015 da NFL, o New England Patriots visitou o Miami Dolphins precisando de uma vitória para garantir a seed #1 da AFC e conquistar com isso o mando de campo nos playoffs.

O esforço nem de longe foi suficiente, e os Patriots fizeram sua pior apresentação desta temporada. Com a derrota, o time se classificou para os playoffs com a 2ª colocação geral da AFC.

Análise: Patriots 10 x 20 Dolphins

ATAQUE

Primeiramente, é importante entender que o elenco dos Patriots chegou a esta rodada severamente desfalcado. Além dos jogadores fora da temporada e dos poupados para que retornem 100%, Bill Belichick precisou escalar jogadores que visivelmente não estavam bem fisicamente, como Rob Ninkovich, Scott Chandler e Patrick Chung, por exemplo.

São tantos jogadores contundidos que o elenco ficou pequeno, e o time precisou do sacrifício de alguns jogadores machucados para conseguir montar um roster para o jogo.

Não se quer aqui dar desculpas nem relativizar a péssima atuação do time. Sim, péssima, pior do ano. No entanto, os fatores mencionados precisam ser levados em consideração.

Além das lesões, o risco de perder novos jogadores também foi um fator na partida, já que o play calling claramente foi montado para preservar os jogadores que estiveram em campo.

Vejamos Rob Gronkowski, por exemplo. Gronk não foi utilizado e rotas pelo meio nem em jogadas mais longas, justamente para preservá-lo de pancadas e lesões. Além disso, mesmo em jogadas de passe, o tight end permaneceu nos bloqueios para tentar ajudar a linha ofensiva.

Com isso, os Patriots insistiram de forma irritante no jogo terrestre. O desequilíbrio foi tamanho que Tom Brady lançou apenas 5 vezes no primeiro tempo.

Fica difícil criticar essas decisões quando observamos o que aconteceu quando Brady foi para o passe: o quarterback dos Patriots foi massacrado pelo pass rush dos Dolphins.

Em uma dessas pancadas, Brady sofreu uma lesão no tornozelo, que foi séria a ponto de o jogador admitir após a partida que estava machucado.

A insistência no jogo terrestre não funcionou, e os Patriots, quando tentaram passar para ganhar o jogo, falharam. Sem Edelman e Amendola (que participou de poucos snaps), os recebedores tiveram uma partida sofrível.

Brandon LaFell é sem dúvidas o pior wide receiver dos Patriots em 2015. Não consegue se livrar da marcação e tem sido quase nulo nas últimas partidas.

A volta de Edelman não será um milagre que vai resolver todos os problemas do ataque, mas terá uma grande importância e um efeito em cascata (analisaremos melhor esses efeitos no Podcast Patriotas desta semana).

Patriots 10 x 20 Dolphins
A OL jogou mal e Brady foi muito castigado na partida.

DEFESA

A defesa contou com todos os jogadores que não estão fora da temporada. Mas, assim, como o ataque, precisou que alguns fossem para campo no sacrifício, como os safeties Devin McCourty e Patrick Chung.

O fato de nossos safeties não estarem 100% teve sérias consequências na secundária. McCourty por exemplo, chegou sempre atrasado nas coberturas, fato que não ocorre quando está saudável.

Nossa secundária, apesar de ter atuado muito bem nesta temporada, sofre quando o pass rush não produz. E isto é exatamente o que vem ocorrendo nas últimas rodadas.

Sem Chandler Jones e com Rob Ninkovich no sacrifício, o pass rush dos Patriots deu muito tempo a Ryan Tannehill, que fez estragos na nossa defesa principalmente lançando para Jarvis Landry e Devante Parker. Os Patriots tiveram apenas 1 sack na partida de ontem.

As chances dos Patriots nos playoffs passam muito pela defesa conseguir jogadas nos momentos críticos, e isso é diretamente ligado ao pass rush conseguir quebrar o ritmo dos quarterbacks adversários.

Patriots 10 x 20 Dolphins
O sack de Geneo Grissom foi uma das poucas boas jogadas da defesa na partida.

First Downs: 12 (4 corridas / 3 passes / 5 faltas) | Terceira Descida: 4/14 (28%) | Total de Jardas: 196 (70 correndo / 126 passando) | Faltas: 7 (41 jardas) | Touchdowns: 1 (1 correndo / 0 passando / 0 retorno) | Field Goal: 1-2 (50%) | RedZone: 1/2 (50%) | Pontuação Final: 10 pontos | Tempo de Posse: 28:55 min.

Patriots 10 x 20 Dolphins
Steven Jackson e James White participaram das melhores jogadas do ataque.

Não foi o final de temporada que a torcida esperava, principalmente depois do começo arrasador dos Patriots.

A derrota para os Dolphins além de deixar uma má impressão, tirou das mãos dos Patriots a seed #1 da AFC. Com isso, caso Patriots e Broncos vençam seus jogos nos Divisional Playoffs, os Patriots viajariam até Denver para a final da Conferência Americana.

Tentando olhar pelo lado positivo, a seed #2 é uma ótima colocação, pois dá ao time folga no Wildcard. Assim, serão duas semanas para recuperar os jogadores lesionados, que não são poucos.

Se nosso time estiver completo, tem plenas condições de conseguir uma vitória sobre os Broncos em Denver, caso esse confronto se realize

Mas antes disso, temos que primeiro passar pelo adversário do Divisional, que será Bengals, Chiefs ou Texans, no dia 16 de janeiro no Gillette Stadium.

Só a volta dos lesionados não é suficiente, Bill Belichick sabe que há muito o que corrigir. No entanto, duas semanas são suficientes para que BB faça seu trabalho e prepare o time da melhor forma possível.

Chegou a hora, não há mais espaço para erros, agora é vencer ou vencer.

We’re on to the playoffs!!!

https://www.youtube.com/watch?v=aJg7Wk6QqMg

Compartilhe esta matéria:

Share on facebook
Share on twitter

Este post tem um comentário

  1. Dificil entender porque Brady e GRONK foram pro jogo ja que a vitoria não era o principal objetivo neste domingo, apesar das ultimas atuações sofriveis que tivemos estou bastante confiante que nos playoffss tudo vai ser diferente, que o Belichik vai voltar a suprrender nossos adversarios como de costume.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

O Patriotas é um fã clube oficial no Brasil e reconhecido pelo New England Patriots nos Estados Unidos.

Site desenvolvido pela equipe Patriotas.