Análise: Patriots 27 x 20 Chiefs

O New England Patriots recebeu o Kansas City Chiefs no divisional round dos playoffs da NFL e venceu por 27 x 20, no retorno triunfal de Julian Edelman.

Os 7 pontos de diferença não traduzem o que foi a partida, que contou com um relativo domínio dos Patriots.

Análise: Patriots 27 x 20 Chiefs

ATAQUE

A ideia geral antes do jogo era que seria uma partida em que o ataque dos Patriots sofreria para pontuar contra a forte defesa dos Chiefs. Com um pass rush destrutivo e uma secundária muito forte, os Chiefs fariam os Patriots suar por cada jarda, cada ponto.

Esse pensamento não se confirmou, e o ataque dos Patriots, desde seu primeiro drive, fez lembrar a máquina que foi no início da temporada.

Uma previsão, no entanto, se confirmou: a volta de Julian Edelman alterou completamente o ataque dos Patriots.

Edelman desde cedo mostrou que os Chiefs teriam que se preocupar com ele. Com rotas perfeitas e se livrando rapidamente da marcação, Edelman fez estragos na secundária dos Chiefs.

Julian não apenas foi produtivo, mas também facilitou a vida dos companheiros. É como constantemente falamos aqui no Patriotas: com Edelman, Gronk e Amendola em campo, jogadores que se livram rapidamente da marcação, alguém fica no mano a mano, e Tom Brady sabe como ninguém explorar esses matchups.

Brady foi mais uma vez preciso. Um aspecto do seu jogo já foi muito explorado, mas é tão incrível que precisa ser mais uma vez mencionado: Brady consegue carregar o ataque sem jogo terrestres contra boas defesas. O peso da vitória é todo em suas costas, a defesa sabe que ele vai passar a bola e mesmo assim ele consegue pontuar. Incrível.

Rob Gronkowski, que passou a semana cercando os torcedores de dúvidas com suas lesões, aparentou estar mais saudável do que nunca. Os Chiefs simplesmente não tiveram remédio para Gronk, principalmente na redzone.

A linha ofensiva também se beneficiou do fato de os Patriots terem todos os titulares do ataque à disposição. Com Brady se livrando rapidamente da bola, o pass rush dos Chiefs, tão temido, foi praticamente anulado.

O ponto negativo, para variar, foi o jogo terrestre. Foram apenas 38 jardas corridas de scrimmage. Já imaginaram como seria esse ataque se as defesas adversárias também precisassem se preocupar com o jogo terrestre?

Patriots 27 x 20 Chiefs
A dupla Edelman e Gronk, como esperado, transformou o ataque dos Patriots

DEFESA

A defesa dos Patriots não fez um jogo perfeito, mas foi bastante eficiente em limitar a pontuação dos Chiefs.

Incorporamos nossa velha conhecida filosofia do “bend but don’t break” (enverga mas não quebra). Os Chiefs conseguiram drives longos, mas quando chegavam próximos eram obrigados a chutar field gols ou ir para o punt. Foram apenas 6 pontos anotados pelo ataque de Kansas City no primeiro tempo.

O pass rush foi discreto, como era de se esperar. Como de costume quando enfrentamos quarterbacks de mobilidade, os defensive ends precisam manter suas extremidades da linha para evitar corridas, o que desacelera o pass rush.

Esse trabalho não foi perfeito, já que Alex Smith conseguiu 44 jardas terrestres.

A defesa também foi ajudada pelo fato de o ataque ter aberto uma liderança confortável no placar, o que forçou os Chiefs a alterarem um pouco seu plano de jogo. Como sabemos, os Chiefs são letais quando precisam administrar vantagens, mas não quando precisam ir buscar uma grande desvantagem no placar.

Apesar da reação no final, o jogo praticamente foi decidido quando os Patriots abriram 21 x 6.

Pode-se dizer que houve punição a Chandler Jones, mas ela foi muito discreta. Jones participou de 40% dos snaps apenas, mas foi um dos jogadores mais importantes da defesa, conseguindo o único sack dos Patriots no jogo e forçando um fumble.

Outro destaque foi Patrick Chung. Chung ajudou a anular uma das principais armas dos Chiefs no jogo: o tight end Travis Kelce. Kelce teve 6 recepções para apenas 23 jardas.

Atenção também mereceu o cornerback Justin Coleman.

Os Patriots sofreram em alguns jogos com Leonard Johnson sendo o nickel back, já que Coleman perdeu várias partidas por conta de uma lesão na mão. Contra os Chiefs, Coleman foi bastante sólido na cobertura, inclusive desviando alguns passes.

Patriots 27 x 20 Chiefs
Dont’a Hightower comemorando o fumble recuperado.

DESTAQUES

Tom Brady (quarterback): 28/42, 302 jardas e 2 TDs; 1 TD corrido.

Julian Edelman (wide receiver): 10 recepções para 100 jardas.

Rob Gronkowski (tight end): 7 recepções para 83 jardas e 2 TDs.

Chandler Jones (defensive end): 1 sack e 1 fumble forçado.

Patrick Chung (safety): ajudou a limitar Travis Kelce a apenas 23 jardas recebidas.

Patriots 27 x 20 Chiefs
Com suas armas novamente à disposição, Tom Brady fez um excelente jogo.

First Downs: 21 (3 corridas / 17 passes / 1 faltas) | Terceira Descida: 6/12 (50%) | Total de Jardas: 340 (38 correndo / 302 passando) | Faltas: 6 (24 jardas) | Touchdowns 3 (1 correndo / 2 passando / 0 retorno) | Field Goal:2-2 (100%) | RedZone: 3/4 (75%) | Pontuação Final: 27 pontos | Tempo de Posse: 22:09 min.

Patriots 27 x 20 Chiefs
Patrick Chung foi um dos melhores jogadores da defesa.

Com a vitória, os Patriots alcançaram sua 5ª final de conferência consecutiva. Trata-se de um feito praticamente inigualável, considerando que a NFL é uma liga organizada em função de gerar paridade entre as equipes.

O adversário na final da AFC será o Denver Broncos que, por possuir uma campanha melhor na temporada regular, fará o jogo em casa.

Apesar de o primeiro pensamento ser a lembrança da final da AFC que perdemos em Denver em 2013, o confronto deste ano será totalmente diferente. Naquela ocasião, o time dos Patriots estava destroçado por lesões, bem mais desfalcado que o atual.

Também será um jogo diferente da derrota na prorrogação na temporada 2015, já que naquela partida não tínhamos Edelman, Amendola, Collins e perdemos Hightower no começo da partida.

Apesar de o time dos Patriots estar em melhores condições do que os que foram derrotados recentemente em Denver, o jogo não será fácil. Os Broncos possuem ainda uma defesa muito forte e Peyton Manning, apesar de não ser mais o mesmo, ainda é capaz de ser letal.

Traremos todos os detalhes sobre o confronto contra os Broncos ao longo dessa semana.

Brady x Manning, talvez pela última vez. Um confronto histórico, um jogo histórico sem dúvidas. Cabe a nós, além de torcer, aproveitar e agradecer por termos tido a chance de acompanhar esse confronto.

Que o último duelo mantenha a tradição com Brady saindo vencedor.

Que venham os Broncos!

https://www.youtube.com/watch?v=7clIZDtJH0M

Compartilhe esta matéria:

Share on facebook
Share on twitter

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

O Patriotas é um fã clube oficial no Brasil e reconhecido pelo New England Patriots nos Estados Unidos.

Site desenvolvido pela equipe Patriotas.