Análise: Patriots 28 x 35 Eagles

O New England Patriots recebeu o Philadelphia Eagles tentando se recuperar da derrota para o Denver Broncos na semana anterior. Com os Eagles vindo de duas feias derrotas, na teoria era o adversário ideal.

No entanto, com uma implosão dos times especiais e com duas interceptações que nos puniram severamente, os Patriots perderam por 35 x 28 e tiveram ameaçada a sonhada folga na primeira rodada dos playoffs.

Análise: Patriots 28 x 35 Eagles

Após um começo de jogo morno, o ataque dos Patriots encontrou um bom ritmo no segundo quarto. Foram dois belos drives de 80 jardas que culminaram nos touchdowns de James White e Danny Amendola.

14 x 0, em casa, a torcida pensa: não tem como perder esse jogo. Mas tinha, e a primeira gafe da noite foi culpa do nosso querido Bill Belichick.

Ao invés de chutar e deixar os Eagles começarem da sua linha de 20, Belichick inventou de fazer um onside kick. Pior, um drop kick, uma espécie de punt. O resultado foi horrível e os Eagles começaram seu drive da linha de 41 jardas, conseguindo posteriormente diminuir o placar.

Aí começou a implosão dos times especiais.

SPECIAL TEAMS

Primeiro, os Patriots foram para o punt. Jonathan Freeny (sempre ele) e Geneo Grissom falharam na comunicação e deixaram um jogador dos Eagles completamente livre para bloquear o punt de Ryan Allen. Os Eagles conseguiram retornar para touchdown e empataram o jogo em 14 x 14.

Depois, em outro punt dos Patriots, Darren Sproles conseguiu passar por todo o time dos Patriots e anotar o touchdown, fazendo 21 x 14 Eagles.

Após as duas gafes dos “not so special teams”, foi a vez do ataque ajudar a colocar o time mais fundo no buraco.

Em uma jogada à beira da endzone dos Eagles, Brady forçou um passe para Amendola que estava marcado por dois defensores. A bola foi interceptada e retornada por 99 jardas para o touchdown.

Foram três péssimas jogadas que definiram o jogo.

No final, após estarem perdendo por 35 x 14, os Patriots conseguiram reagir e diminuir o placar para 35 x 28, mas ficou nisso.

Patriots 28 x 35 Eagles
Esse foi o retrato dos torcedores dos Patriots após as falhas dos special teams.

ATAQUE

O ataque dos Patriots tem sérios problemas, e isso está evidente há pelo menos 4 jogos.

A linha ofensiva finalmente tem todos os jogadores disponíveis, e mesmo assim continua inconstante.

Podemos dizer que não teremos jogo terrestre nessa temporada. A linha simplesmente não consegue abrir espaços.

A proteção para o passe começou ruim e melhorou durante o jogo. No entanto, nas vezes que Tom Brady tinha tempo, não encontrava ninguém livre. Isso nos deixa no segundo problema: recebedores.

Pode-se afirmar que, sem Edelman e Gronk, o grupo de recebedores dos Patriots é quase inofensivo.

Brandon LaFell e Keshawn Martin simplesmente não conseguem separação, e quando conseguem não agarram as bolas que chegam. Os Patriots estão na liderança da NFL em drops com 41, 11 a mais que o 2º colocado.

O fim do jogo, após a reação, os Patriots fizeram um spike para parar o relógio. Depois disso, foram 3 passes certeiros de Brady que LaFell, Martin e Amendola não conseguiram agarrar. Assim fica difícil.

Podemos dizer que Scott Chandler é isso que vimos nos últimos dois jogos. Vai agarrar umas bolas, soltar outras, sem ser uma peça que coloque medo nas defesas adversárias.

Brady também merece críticas. Apesar de entendermos que ele não possui todas as duas armas, o quarterback tem tomado decisões ruins nos últimos jogos. As duas interceptações lançadas ontem foram exemplos disso.

O alento no ataque foi James White, que finalmente conseguiu ser produtivo com a camisa dos Patriots.

Patriots 28 x 35 Eagles
O bom início e a reação no fim não foram suficientes para superar os erros na partida.

DEFESA

A defesa dos Patriots cedeu apenas 14 dos 35 pontos dos Eagles, e em um dos touchdowns sofridos o time da Philadelphia começou na sua linha de 41 jardas. Assim, pode-se afirmar que foi um bom jogo da defesa.

Para não dizer que não vimos falhas, os Broncos expuseram a dificuldade dos Patriots de marcar corridas pelas laterais na semana anterior e os Eagles aparentemente entenderam a dica. Foram várias corridas produtivas.

Jamie Collins finalmente voltou de lesão. Mesmo não estando 100%, Collins foi decisivo forçando um fumble que deu aos Patriots esperanças de conseguirem uma improvável virada.

A secundária fez um bom trabalho, cedendo apenas 120 jardas aéreas a Sam Bradford.

Com tantos erros do ataque e dos times especiais, a defesa ficou pouco tempo em campo, e quando teve chances de fazer jogadas importantes o jogo já estava definido.

Patriots 28 x 35 Eagles
A defesa foi bem, no pouco tempo em que esteve em campo.

DESTAQUES

James White (running back): 10 recepções para 115 jardas e 1 TD.

Jamie Collins (linebacker): 8 tackles, 1 QB hit, 1 fumble forçado.

Patriots 28 x 35 Eagles
Com mais de 100 jardas, James White foi um dos poucos destaques dos Patriots.

First Downs: 27 (8 corridas / 18 passes / 1 faltas) | Terceira Descida: 7/17 (41%) | Total de Jardas: 427 (103 correndo / 324 passando) | Faltas: 3 (30 jardas) | Touchdowns: 4 (1 correndo / 3 passando / 0 retorno) | Field Goal: 0-0 (0%) | RedZone: 4/5 (80%) | Pontuação Final: 28 pontos | Tempo de Posse: 34:16 min.

Patriots 28 x 35 Eagles
Jamie Collins voltou em alto nível após 4 jogos ausente.

Se a derrota para os Broncos “queimou a gordura” que os Patriots possuíam na corrida pela #1 seed, o desastre contra os Eagles deixou o time na terceira posição na AFC, ameaçando a folga na primeira rodada nos playoffs.

Não há mais espaço para erros, e se quiserem folgar no Wild Card para dar uma semana a mais de recuperação aos lesionados, os Patriots precisarão vencer os 4 últimos jogos, sendo 3 deles fora de casa.

A tarefa não será fácil, ainda mais levando-se em conta o nível que o time tem atuado nas últimas partidas. Mesmo sem Edelman e Gronk e dever da comissão técnica encontrar meios de tornar esse ataque produtivo.

No próximo domingo visitaremos o Houston Texans no Sunday Night Football. J.J. Watt e companhia serão um duro teste para nossa linha ofensiva.

Traremos mais detalhes da partida contra os Eagles e entraremos no jogo dos Texans no podcast desta semana. Também discutiremos a situação dos Patriots na AFC e os critérios de desempate na busca pela folga na primeira rodada dos playoffs.

Mais do que nunca o mantra de Belichick da temporada passada é necessário: we’re on to Houston.

Compartilhe esta matéria:

Share on facebook
Share on twitter

Este post tem um comentário

  1. A única coisa bem legal do jogo, foi a jogada mágica do ataque lançando para o Tom correr (nosso melhor recebedor).

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

O Patriotas é um fã clube oficial no Brasil e reconhecido pelo New England Patriots nos Estados Unidos.

Site desenvolvido pela equipe Patriotas.