Análise: Patriots x Bills

Em um dos jogos mais complicados do ano, os Patriots sofreram para vencer os Bills em Foxborough por 20 x 13, em uma noite “de folga” do nosso ataque.

Mesmo sofrida, a vitória foi muito importante, já que os Patriots continuam invictos e dois jogos à frente da concorrência na corrida pela AFC.

Análise: Patriots x Bills.

ATAQUE

O ataque dos Patriots fez talvez seu pior jogo da temporada, e a principal razão para esse fato foi a nossa linha ofensiva.

A OL dos Patriots tinha sido objeto de elogios já que, mesmo com os crescentes desfalques, conseguia jogar em bom nível e manter o ataque funcionando de forma arrasadora.

Contra os Bills, a impressão é que os desfalques finalmente começaram a pesar, e a linha ofensiva dos Patriots, ainda que contasse com as voltas de Marcus Cannon e Sebastian Vollmer, foi completamente dominada pela defesa dos Bills. Cannon particularmente estava perdido jogando de left tackle.

Tom Brady não foi sacado muitas vezes, mas foi atingido pelo menos 14 vezes e teve que se livrar da bola outras tantas para não sofrer sacks. Em determinado momento, o próprio Brady deu uma bronca na linha ofensiva na sideline tentando chamar a atenção e forçar os jogadores a produzir.

Além dos problemas na OL, nossos recebedores não conseguiam separação dos corners e safeties dos Bills, e mesmo quando Brady tinha tempo muitas vezes não encontrava ninguém livre para lançar. A exceção foi Danny Amendola.

O substituto natural do lesionado Edelman, esperava-se de Amendola que assumisse seu papel. Talvez não se esperasse que jogasse em tão alto nível.

A crescente de Amendola é visível desde a temporada passada, e o wide receiver tem mostrado que merece a confiança de Brady. Amendola foi sem dúvidas o melhor jogador do ataque dos Patriots.

A má notícia é que Danny sofreu uma lesão no joelho e ficou de fora de boa parte do último quarto. A lesão aparenta não ser grave, mas temos que torcer e acompanhar de perto, já que não podemos nos dar ao luxo de perder Amendola com Edelman fora do restante da temporada regular.

Outra notícia triste foi a lesão de Aaron Dobson. Sumido por quase toda a temporada, Dobson começou jogando com preferência sobre Brandon LaFell, mas logo após uma linda recepção, sentiu uma lesão e apenas conseguiu sair de campo carregado. Pelo visto, deve ficar de foram por um bom tempo.

A defesa dos Bills cumpriu o prometido e praticamente apagou Rob Gronkowski do jogo. Não é uma coisa que se vê todo dia. Foram apenas 2 recepções para 37 jardas.

LeGarrette Blount começou como running back titular mas não conseguiu produção suficiente para engrenar o jogo terrestre. Já James White foi bem mesmo com snaps limitados e anotou dois touchdowns, um em uma corrida e o outro após passe de Tom Brady.

Patriots x Bills
Os únicos momentos de tranquilidade de Brady foram antes dos snaps.

DEFESA

Pode-se afirmar sem receio: a defesa dos Patriots de 2015 é a melhor da equipe pelo menos nos últimos 6 anos.

Tudo começa no “front seven”. Após muito tempo, temos uma defesa que simplesmente não permite que os adversários corram com a bola e que chega nos quarterbacks com um pass rush de alto nível.

Todos os jogadores do front 7, talvez com exceção de Jonathan Freeny, fizeram uma excelente partida. Até Jerod Mayo, que vinha tendo pouca ação em campo, fez jogadas importantes que acabaram com drives de ataque dos Bills.

A rotação dos defensive ends continua funcionando, e Chandler Jones, Rob Ninkovich e Jabaal Sheard fizeram uma ótima partida, com vários sacks, pressões e tackles.

Malcom Butler pela segunda semana consecutiva simplesmente riscou do mapa um dos melhores wide receivers da NFL: Sammy Watkins. Watkins teve apenas 2 recepções na partida, e durante quase todo o jogo Tyrod Taylor nem olhou na direção do wide receiver.

Patrick Chung viu sua função mudar um pouco. Acostumado a marcar tight ends e a ser o safety mais próximo à linha de scrimmage, Chung jogou vários snaps como slot corner e, apesar de ceder algumas recepções, fez uma ótima jogada desviando um passe e salvando o que seria um touchdown dos Bills.

Eis alguns dados que ilustram a qualidade da defesa nesta temporada. Em todos os quesitos a seguir a nossa defesa é top 5 na NFL:

  • Jardas totais (3ª)
  • Jardas terrestres (1ª)
  • Pontos cedidos (1ª)
  • 1st downs cedidos (5ª)
  • Sacks (4ª)

Até nas 3ªs descidas, área em que nossa defesa vinha sofrendo em boa parte da temporada, tivemos uma grande melhora. Em 15 3ªs descidas dos Bills a defesa dos Patriots permitiu apenas 3 conversões.

Se já chegamos ao Super Bowl com uma das piores defesas da história da NFL, a defesa 2015 nos mostra que, se continuar saudável (Collins está voltando), tem totais condições jogar em alto nível contra qualquer equipe da NFL.

Patriots x Bills
Defesa dos Patriots fez uma partida em alto nível.

DESTAQUES

Danny Amendola (wide receiver): 9 recepções para 117 jardas.

James White (running back): 2 corridas para 14 jardas e 1 TD; 2 recepções para 32 jardas e 1 TD.

Defesa: partida em altíssimo nível da defesa.

Patriots x Bills
Danny Amendola foi o destaque ofensivo dos Patriots.

First Downs: 18 (4 corridas / 12 passes / 2 faltas) | Terceira Descida: 4/14 (28%) | Total de Jardas: 356 (85 correndo / 271 passando) | Faltas: 5 (61 jardas) | Touchdowns: 2 (1 correndo / 1 passando / 0 retorno) | Field Goal: 2-3 (66%) | RedZone: 1/3 (33%) | Pontuação Final: 20 pontos | Tempo de Posse: 27:05 min.

Patriots x Bills
Rob Gronkowski foi muito bem marcado e teve apenas 2 recepções.

COMENTÁRIOS PÓS-JOGO

Tom Brady (quarterback):

Sobre jogar a bola fora várias vezes: “Vocês me conhecem, eu não ligo para passer rating ou qualquer coisa. Eu quero vencer”.

Rob Gronkowski (tight end):

Sobre se ele recebeu atenção extra da defesa: “Eu já vi de tudo. É quase a mesma coisa toda semana. Eles tiveram um bom plano defensivo e nós só temos que executar melhor como ataque e eu individualmente. Eu só tenho que jogar melhor.”

Patriots x Bills
James White entrando na endzone para anotar um de seus dois TDs na partida.

Foi difícil, mas conseguimos uma vitória importante contra um rival de divisão que nos deixou 2 jogos à frente de Broncos e Bengals na corrida pela AFC.

Nosso próximo adversário, os Broncos em Denver. Desta vez, infelizmente (ou não, para alguns), não teremos o duelo Brady x Manning, já que Peyton está fora da partida por contusão.

Nosso ataque enfrentará uma das melhores defesas da NFL justamente no momento em que perdemos tantas peças importantes. Por isso é vital que a lesão de Danny Amendola seja leve e que ele possa voltar para a partida.

Além disso, a linha ofensiva precisa melhorar, pois enfrentaremos um pass rush de altíssimo nível

Neste momento, a preocupação não tem que ser a invencibilidade no time. Uma derrota para os Broncos ainda nos deixaria no topo da AFC. O principal foco tem que ser a saúde do time.

Não é vantagem forçar jogadores cansados ou não estando 100% agora pensando em manter a invencibilidade e perdê-los para o momento mais importante que são os playoffs. Eu pessoalmente não teria problema nenhum caso Bill Belichick resolvesse poupar alguns atletas da partida contra os Broncos. Nosso time tem que estar saudável em janeiro.

Como sempre, fiquem de olho no nosso podcast desta semana, traremos mais detalhes da vitória sobre os Bills e discutiremos se é ou não hora de poupar jogadores pensando nos playoffs.

De qualquer forma, we’re on to Denver!

Compartilhe esta matéria:

Share on facebook
Share on twitter

Este post tem 12 comentários

  1. Qdo disse ser um dos jogos mais difíceis, eu discordo, acho que foi O jogo mais complicado!!!!

  2. Eu até gostaria de chegar invicto nos playoffs, mas se o preço disso for a saúde do time, prefiro perder um ou dois jogos e chegar inteiro e com totais condições de jogar mais um SuperBowl

    1. Vencer a temporada invictos seria pra exorcizar a temporada de 2007, mas é melhor mesmo chegar todo mundo saudável e vencer o superbowl do que chegar time pela metade como foi em 2013.
      Abs Everon!

  3. Muito bom o site. Acompanho o Pats desde 2012 e conheci o site somente esta temporada. Acredito que o maior preocupação no momento são nossos WR. Sem eles fica mais facil focar a marcação no Gronk e ele não produzir o quanto precisamos. Não se faz um WR bom apenas com ajustes. Eles precisam ser atléticos, sem lesão e confiança do QB.
    A OL já mostrou que consegue ir bem mesmo com desfalques, com ajustes e treinamentos ela vai melhorar.

    1. Vimos isso ontem, mesmo com Amendola produzindo jardas, mal fizemos 20 pontos, faltou os TEs aparecerem, e a defesa dos Bills fez um ótimo trabalho em cima dos dois.
      Sem a OL jogando como antes, Brady logo sofre uma lesão. Um cara com 38 anos não pode apanhar como apanhou ontem.
      Abs Felipe!

  4. Excelente análise como sempre!!! Eu também partilho da ideia de não ligar pro time perder um ou dois jogos, desde que a gente tenha ao nosso favor o menor número de contundidos possível. Rumo ao super bowl 50, go Pats!!!!!!!!!

  5. Impressionado como o jogo terrestre com Blount simplesmente não funciona mais. Seja porque o jogador não consegue produzir, seja porque as chamadas tem sido extremamente conservadoras, seja em 1ª, 2ª e 3ª descidas. Isso complica ainda mais o jogo do Tom Brady, já limitado pela falta de recebedores em que confia. Pudemos ver como isso fez diferença quando Lewis esteve em campo antes da contusão. Talvez seja momento de tentar novas alternativas com o White.

    1. ´Sem dúvida. Com nossos problemas na proteção da OL e nos WRs lesionados, o jogo terrestre seria de grande ajuda para tirar a pressão de BRady. Mas, a mesma OL não consegue abrir os espaços de forma contínua, então fica tudo nas costas de Brady.

  6. precisamos de mais peças no ataque, ou PS ou buscar no mercado, ssei lá, precisamos de 2 peças pro ataque, no mínimo, e começar a projetar o trabalho do playoff, mesmo que custe perder alguns jogo na temporada.

    1. Infelizmente a esta altura da temporada é difícil vir alguém de fora. É complicado achar alguém bom, e qualquer um que venha precisará de tempo para aprender o ataque, que é um dos mais complexos da NFL. Infelizmente teremos que nos virar com os jogadores que estão no roster.

  7. Dá pra ver pelas entrevistas e pelos jogos do Brady que ele quer vencer.
    Mas acho que BB deveria começar um trabalho para treinar Garopollo caso ocorra alguma lesão, que seria terrível. Brady é o melhor da história mas temos que ter plano B

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

O Patriotas é um fã clube oficial no Brasil e reconhecido pelo New England Patriots nos Estados Unidos.

Site desenvolvido pela equipe Patriotas.