Análise: Patriots x Dolphins

Na estreia em casa pela temporada regular 2016 da NFL, o New England Patriots recebeu o Miami Dolphins no Gillette Stadium e venceu por 31 x 24, em uma partida que levou os torcedores Patriotas do céu ao inferno em questão de minutos.

De um começo avassalador ao sufoco nos minutos finais, o jogo foi repleto de emoções, e mesmo a vitória não foi capaz de consolar os torcedores diante da contusão de Jimmy Garoppolo.

Análise: Patriots x Dolphins

O início dos Patriots foi simplesmente inacreditável. Foi um dos melhores começos de jogo da equipe em muito tempo. Tudo funcionou perfeitamente desde a primeira jogada.

Após a boa atuação de Jimmy Garoppolo contra o Arizona Cardinals, a expectativa era a de que ele teria condições de jogar bem contra os Dolphins, em casa. Bem? Sim. Espetacular? Poucos esperavam.

Garoppolo não encontrou dificuldades para avançar rumo à endzone de Miami, e os três primeiros drives resultaram em três touchdowns, todos em passes.

Com tranquilidade, paciência para analisar o campo quando sua primeira leitura não dava resultado, agilidade para se movimentar no pocket e evitar a pressão, Garoppolo demonstrou um equilíbrio e qualidade de jogo dignos dos bons quarterbacks da NFL.

Impressiona como ele não se afoba mesmo quando existe pressão. Muitas vezes um passo para um lado ou para o outro é o suficiente para evitar um defensor e conseguir completar a mecânica de passe.

Garoppolo distribuiu bem a bola para vários recebedores, com destaque para Julian Edelman e Martellus Bennett. O tight end finalmente se encontrou no jogo aéreo e foi um desafio para a defesa dos Dolphins, principalmente com jardas após a recepção.

Com os Patriots vencendo por 21 x 0 em um jogo que caminhava para um blowout, Garoppolo, em um scramble, foi derrubado pelo linebacker Kiko Alonso e, após cair fortemente sobre o ombro direito, não teve mais condições de voltar à partida.

Patriots x Dolphins
Jimmy Garoppolo fazia uma partida excepcional quando se machucou.

Com isso, o calouro Jacoby Brissett foi forçado a assumir a equipe.

A necessidade de trocar o quarterback não pode ser vista simplesmente como uma questão de substituir uma peça por outra, afinal, se de um lado Garoppolo tem 3 anos no sistema, Brissett tem apenas meses. Assim, as chamadas ofensivas precisaram ser adaptadas à nova realidade, limitando o número de jogadas disponíveis.

Mesmo inexperiente, Brissett conseguiu conduzir o ataque a mais um touchdown, aumentando a vantagem para 31 x 3 e quase garantindo a vitória.

Tanto Garoppolo quanto Brissett tiveram um aliado muito forte para os drives em que pontuaram: o jogo terrestre.

LeGarrette Blount começou 2016 animando a torcida. No jogo de domingo, foram 29 corridas para 123 jardas e 1 TD. Essa produção será muito importante principalmente se os Patriots precisarem escalar Brissett para os dois próximos jogos.

Blount, entretanto, não foi o único responsável pelo sucesso do jogo terrestre. A linha ofensiva dos Patriots fez mais uma bela apresentação. Na partida, o time de New England contou com a volta de Nate Solder, que jogou muito bem.

Como o próprio Bill Belichick reconheceu, nenhum running back, por melhor que seja, consegue produzir quando a linha não consegue abrir espaços. A jovem linha ofensiva dos Patriots tem merecido cada elogio que recebeu nesses dois primeiros jogos.

Patriots x Dolphins
Blount e a linha ofensiva foram muito bem no jogo terrestre.

Acima, falamos que os Patriots quase garantiram a vitória no touchdown de Blount, com Brissett comandando o ataque. Esse “quase” quase se tornou uma das maiores viradas já sofridas pelos Patriots.

A defesa Patriota começou o jogo voando, assim como o ataque. No primeiro tempo, os Patriots anularam o jogo terrestre de Miami, forçando Tannehill a lançar, sem sucesso.

Em determinado momento do jogo, os Dolphins tinham 12 jardas de ataque, enquanto os Patriots já haviam conseguido 12 first downs.

Pouco antes da contusão de Garoppolo, os Dolphins já haviam feito alguns ajustes que diminuíram a intensidade do ataque Patriota. Com a entrada de Brissett, o ataque passou a ter mais dificuldades para sustentar drives, e a defesa dos Patriots, forçada a ficar muito tempo em campo, cansou.

A partir daí foi um show de Ryan Tannehill, que, se foi apagado no primeiro tempo, acertou quase tudo que tentou após o intervalo.

O pass rush de New England, com exceção do ótimo Chris Long, foi praticamente inexistente. Nessa área, a decepção da partida foi Jabaal Sheard. Cercado de expectativas depois da ótima temporada 2015, Sheard ainda não conseguiu encantar os torcedores em 2016.

O linebacker Shea McClellin fez sua estreia com a camisa dos Pats no Gillette Stadium, mas só o notou em campo quem prestou muita atenção. McClellin foi praticamente um “non factor”.

Patriots x Dolphins
Chris Long foi o melhor defensor dos Patriots na partida.

Praticamente sem pass rush, Tannehill esteve confortável no pocket e, utilizando bem seu ótimo grupo de recebedores, castigou a secundária dos Patriots. Foi uma das piores atuações da secundária em muito tempo.

Malcolm Butler fez uma de suas piores partidas com a camisa dos Patriots. O cornerback permitiu 8 recepções em 11 bolas lançadas sob sua cobertura, cedendo 139 jardas.

Patrick Chung e Logan Ryan também foram mal, e somados cederam 12 recepções para 120 jardas.

Apesar de permitir o show de Tannehill no segundo tempo, a defesa dos Patriots conseguiu aparecer na última jogada da partida. Sem timeouts à sua disposição e com o tempo se esgotando, Tannehill lançou suas últimas esperanças na endzone dos Patriots, e a bola foi interceptada pelo safety Duron Harmon. Impressiona como Harmon está sempre presente em jogadas defensivas que garantem vitórias aos Patriots.

Patriots x Dolphins
A secundária dos Patriots não ofereceu resistência ao ataque dos Dolphins no segundo tempo.

Por fim, nos special teams, dois destaques negativos.

O kicker Stephen Gostkowski realmente parece não estar em sua melhor forma.

Com o jogo 31 x 24 para os Patriots, Brissett conseguiu conduzir um bom drive e deixar a bola do jogo nos pés de Gostkowski, mas o kicker errou o field gol de 39 jardas que teria permitido que a vitória viesse com um pouco menos de aflição.

Já o punter Ryan Allen não teve um de seus melhores dias, sendo responsável por alguns punts curtos que ajudaram a posição de campo dos Dolphins.

DESTAQUES

Jimmy Garoppolo: 18/27, 234 jardas e 3 TDs (em menos de 2 quartos).

LeGarrette Blount: 29 corridas para 123 jardas e 1 TD.

Martellus Bennett: 5 recepções para 114 jardas e 1 TD.

Chris Long: 3 hits, 4 hurries (7 pressões).

Patriots x Dolphins
Martellus Bennett foi uma força no jogo aéreo.

First Downs: 29 (11 corridas / 15 passes / 3 faltas) | Terceira Descida: 7/14 (50%) | Total de Jardas: 465 (161 correndo / 394 passando) | Faltas: 7 (65 jardas) | Touchdowns: 4 (1 correndo / 3 passando / 0 retorno) | Field Goal: 1-2 (50%) | RedZone: 3/4 (75%) | Pontuação Final: 31 pontos | Tempo de Posse: 36:46 min.

Patriots x Dolphins
Stephen Gostkowski não está tendo seu melhor início de temporada.

A vitória sofrida tem um lado bom: Bill Belichick tem material para trabalhar o elenco, cobrar, mostrar os erros e não deixar o time confortável demais.

A situação da posição de quarterback segue indefinida. Informações preliminares dão conta de que a lesão de Garoppolo não é grave. Mesmo assim, o quarterback tem poucas chances de enfrentar o Houston Texans já nesta quinta-feira, no Thursday Night Football.

Brissett, além de jovem, terá uma semana curta para se preparar para a partida. Esperamos que Josh McDaniels desenvolva um plano de jogo adaptado às características do jovem quarterback.

Independentemente de qual seja o plano, o jogo terrestre dos Patriots precisa ser efetivo, caso contrário o ataque terá dificuldades para pontuar dependendo quase que exclusivamente dos passes de Brissett.

Amanhã trataremos com mais detalhes deste e de outros assuntos no Podcast Patriotas, não percam!

https://www.youtube.com/watch?v=5yz7pg69xSM

 

Compartilhe esta matéria:

Share on facebook
Share on twitter

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

O Patriotas é um fã clube oficial no Brasil e reconhecido pelo New England Patriots nos Estados Unidos.

Site desenvolvido pela equipe Patriotas.