Análise: Patriots x Seahawks

No último domingo, tivemos a reedição do histórico Super Bowl XLIX entre Patriots x Seahawks. Talvez as duas melhores equipes da NFL em 2016 chegaram para talvez o jogo mais esperado da temporada regular.

Assim como no Super Bowl, o jogo foi decidido praticamente na linha do gol no último lance da partida. Desta vez a bola quicou para o outro lado, e os Patriots foram derrotados em casa por 31 x 24.

Análise: Patriots x Seahawks

Ataque

O ataque dos Patriots de 2016 não preocupa. A sensação que temos ao ver os jogos é que a equipe consegue pontuar bem contra qualquer defesa da NFL.

A defesa dos Seahawks é excepcional, com “playmakers” em todos os níveis. Mesmo assim, Tom Brady e companhia anotaram 24 pontos e chegaram no fim do jogo na linha de 1 jarda para empatar a partida.

Brady mostrou ao mundo mais uma vez, a exemplo do Super Bowl XLIX, que a melhor defesa da NFL não consegue segurá-lo por uma partida inteira. Se a defesa de Seattle força alguns “3 and outs”, logo Brady acha seus espaços e marcha rumo à endzone.

Seus principais alvos na noite de domingo foram Julian Edelman e Martellus Bennett.

Edelman fez seu melhor jogo da temporada. Domingo vimos um “vintage” Edelman, imarcável em suas rotas cruzadas e aparecendo em conversões difíceis. A bye week serviu para dar mais uma semana de descanso para o pé operado, e isso fez efeito.

Com Gronk bem marcado, muitas vezes agarrado em campo, Bennett conseguiu aparecer, principalmente em “backshoulder passes” na sideline. É aquela história: é impossível marcar todos desse ataque ao mesmo tempo. Alguém vai ter espaços para fazer jogadas.

Ao contrário do que se espera quando se enfrenta a defesa de Seattle, o jogo terrestre dos Patriots conseguiu ser efetivo. Foram 3 touchdowns terrestres de LeGarrette Blount, que está tendo em 2016 a melhor temporada de sua carreira.

Além de ajudar no jogo terrestre, a linha ofensiva foi sólida na proteção, cedendo apenas 2 sacks contra um pass rush que, mesmo desfalcado de Michael Bennett, ainda é impressionante.

Para finalizar o ataque, uma crítica às chamadas ofensivas no drive que decidiu o jogo.

Os Patriots tiveram uma primeira para o gol para empatar a partida. McDaniels chamou 2 sneaks de Brady e um fade pass para Gronk no canto da endzone.

Blount em um bom dia, já com 3 TDs, na beira da endzone e McDaniels não dá mais uma chance a ele?

Patriots x Seahawks
LeGarrette Blount anotou todos os TDs dos Patriots no jogo.

Defesa

Aqui temos o calcanhar de Aquiles dos Patriots em 2016.

Quando olhamos os jogadores disponíveis, vemos uma unidade capaz de ser sólida, de brigar para ficar no top 10 entre as defesas da NFL. Essa era a expectativa quando o elenco foi montado para 2016.

Na prática, a história é outra. É difícil achar palavras para descrever o desapontamento que essa defesa está causando.

A impressão é que existe um problema sério de preparação. Mesmo nos piores anos defensivos de New England, como em 2011, não víamos a defesa tão perdida em campo quanto atualmente.

Jogadores sem saber o que fazer na hora do snap, penalidades de 12 jogadores em campo, falta de comunicação. A defesa dos Patriots não está sendo bem preparada este ano, isso é fato.

A sensação de impotência é imensa. Até quando comparamos com a péssima defesa de 2011, esta apresenta uma vantagem: forçava turnovers. A unidade de 2016 simplesmente não rouba a bola dos adversários.

O pass rush é virtualmente inexistente. No início da temporada eu me perguntava se os Patriots teriam grana para renovar com Jabaal Sheard. Hoje, pergunto se eles devem.

Sheard não conseguiu tomar a vaga deixada por Chandler Jones (saudades…), e na partida contra os Seahawks não foi escalado como titular.

Outro que sumiu depois dos primeiros jogos foi Chris Long. Ele simplesmente não consegue chegar no quarterback.

O fato é que ninguém desta DL está ganhando as batalhas 1 contra 1, com raras exceções.

Outro problema é o excesso de jogadas em que marcamos por zona. Os corners dos Patriots são os mesmos do ano passado, e em 2015 éramos efetivos marcando os wide receivers homem a homem. Qual o motivo de abandonar isso agora?

Matt Patricia parece ter se apaixonado por mandar 3 (às vezes 2) jogadores para o rush e deixar 8 na marcação. Mesmo assim, vemos recebedores adversários completamente livres, sem ninguém dos Patriots por perto num raio de 10 jardas.

Se o pass rush não produz com 4, não vai produzir com 3. Se 8 na cobertura ainda não conseguem dar conta dos recebedores, Patricia tem o dever de ser mais criativo para pressionar.

É óbvio que não se pode mandar blitz toda jogada, mas quando foi a última vez que vimos uma blitz de um safety? Qual foi a última blitz de cornerback que vimos em New England?

Não acredito que isso tenha sido causado pela troca de Jamie Collins. A defesa já vinha sofrendo com ele. O problema é de esquema e de preparação, logo, a culpa é da comissão técnica.

Mais da metade da temporada já passou e não vemos sinais de evolução. Com essa defesa, não adianta se animar para os playoffs, muito menos para o Super Bowl.

Mesmo com 7-2 e a liderança da divisão, a sensação é que essa defesa pode desperdiçar um dos melhores anos da carreira de Tom Brady.

Patriots x Seahawks
O sack de Rob Ninkovich foi um dos poucos motivos para comemoração dados pela defesa.

Erros

Os Patriots 2016 são um time diferente do histórico sob o comando de Bill Belichick. São muitos erros cometidos nas partidas, em todas as fases.

Fumbles, faltas e drops estão matando nossas campanhas ou estendendo campanhas adversárias. Contra as melhores equipes, como é o caso de Seattle, isso acaba pesando.

Destaques

Tom Brady: 23/32, 316 jardas, 1 interceptação.

Martellus Bennett: 7 recepções para 102 jardas.

Julian Edelman: 7 recepções para 99 jardas.

Trey Flowers: 2 sacks.

Patriots x Seahawks
Tom Brady não lançou TDs, mas mais uma vez fatiou a melhor defesa da NFL.

First Downs: 25 (8 corridas / 13 passes / 4 faltas) | Terceira Descida: 6/10 (60%) | Total de Jardas de Scrimmage: 385 (81 correndo / 304 passando) | Faltas: 7 (61 jardas) | Touchdowns: 3 (3 correndo / 0 passando / 0 retorno) | Field Goal: 1-1 (100%) | RedZone: 3/5 (60%) | Pontuação Final: 24 pontos | Tempo de Posse: 29:35 min.

Patriots x Seahawks
Aparentemente recuperado, Julian Edelman fez seu melhor jogo em 2016.

Deve-se dar crédito aos Seahawks. A equipe de Seattle fez um jogo livre de erros e foi merecedora da vitória. Foi um belíssimo jogo (principalmente para quem não é torcedor dos Patriots).

Para o próximo jogo, os Patriots atravessarão os Estados Unidos para visitar o San Francisco 49ers. Será o primeiro jogo da vida de Tom Brady em sua terra natal.

Os 49ers estão mal das pernas, por isso, mesmo com a atrocidade que tem sido nossa defesa, esperamos uma vitória sem grandes sustos.

O título da divisão virá, e provavelmente a bye week na primeira rodada dos playoffs também. No entanto, o primeiro teste real dos Patriots em 2016 mostrou que a defesa está longe do nível necessário para garantir vitórias nos playoffs.

Temos tempo e material humano para consertar isso, veremos se a comissão técnica conseguirá.

No podcast de amanhã, traremos mais detalhes e opiniões sobre a derrota para os Seahawks.

Compartilhe esta matéria:

Share on facebook
Share on twitter

Este post tem 4 comentários

  1. Excelente comentário nada a acrescentar ……….

  2. Acho também que deve usar mais Bennett como opção ofensiva …….. Não utilizar Blount na última jogada foi um erro

  3. Mais uma vez sensacional o trabalho de vocês! Parabéns! Acompanho durante a semana, antes dos jogos, durante os jogos e depois deles também. Tento participar com o que acho relevante! Sou grande fã de vocês!
    Sempre fui um corneteiro da nossa secundária e ainda espero queimar a lingua mas esta dificil demais esse ano! A verdade é que foi a primeira vez que pegamos um time de elite que tenha jogado bem! Os steelers não tinha o Big Ben, se não esse alarme da situação triste que esta nossa defesa teria acendido antes da bye week. Seria melhor para nós pats… Juntando uma secundaria muito ruim com um front 7 que não pressiona… Parece desespero e despreparo colocarem 8 DB e ainda tomar um TD como aquele do Baldwin sozinho!
    Vocês resumiram bem, o sentimento era de impotencia ao ver o jogo e o Seahawks no ataque… 3 downs longos e convertidos de maneira tão faceis… Não sei quantos punts eles deram, mas acho que foi 1! Time que quer ganhar Super Bowl esse número é muito baixo! Assistindo com um amigo torcedor do Seahawks, a fala dele foi: ” Nunca tivemos tanta facilidade no ataque esse ano igual agora!”
    Vamos que da para melhorar ainda! Único time que esta dando medo são os Cowboys! O resto esta igual ou pior que o nosso!

    1. Muito obrigado pelos elogios e por acompanhar nosso trabalho!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

O Patriotas é um fã clube oficial no Brasil e reconhecido pelo New England Patriots nos Estados Unidos.

Site desenvolvido pela equipe Patriotas.