O que aprendemos com a vitória dos Patriots sobre os Jets

A vitória sobre os Jets domingo não foi bonita, não foi o que esperávamos, mas foi uma vitória, dentro da divisão, contra um adversário que incomoda bastante todo ano. Mas o que aprendemos com a vitória dos Patriots domingo?

O que aprendemos com a vitória dos Patriots sobre os Jets

Gronk não está 100%

Não sabemos se esta lesão nas costas contra os Jets é consequência do tackle sofrido contra os Seahawks, mas de qualquer forma, Gronk ainda não está 100%. De acordo com @RapSheet, a lesão não é grave e ele estaria encaminhado para jogar contra os Rams.

O problema nesse caso é a durabilidade de Gronk, que já perdeu 31 jogos por lesão em sua carreira. Além disso, os Patriots contam somente com Martellus Bennett na reserva, que lesionou novamente seu tornozelo contra os Jets.

Os Patriots precisam gerenciar melhor a saúde de Gronk para mantê-lo mais em campo.

Malcolm Mitchell está aproveitando suas oportunidades

Brady lançou sete bolas na direção do rookie, que conseguiu cinco recepções e dois touchdowns, em cima de Revis. As outras três recepções foram para first down.

É cedo ainda pra dizermos que Mitchell tem futuro (Dobson é o receiver com os melhores números de rookie na história dos Patriots), mas ele está entrando no círculo de confiança de Brady.

Algo que chama a atenção é que Mitchell ataca a bola, ele briga pelas jogadas e tem mãos muito firmes. Tomara que continue assim.

Joelho de Brady estava pior do que imaginávamos

No início do jogo, Brady mal conseguia se movimentar no pocket, e com a pressão dos Jets entrando, ele não conseguia fugir. Resultado: três passes certos de nove tentados para 19 jardas no primeiro quarto. Muitos passes altos, o joelho afeta muito a mecânica de lançamento.

Num sack, ele levantou lentamente, e deu pra perceber a dor que estava sentindo.

Depois a OL começou a protegê-lo melhor e acho que o joelho esquentou, porque a mobilidade dele aumentou, conseguindo estender algumas jogadas.

Brady falou em entrevista esta semana que está se sentindo melhor, mas a DL dos Rams também dará trabalho.

Butler teve números ruins, mas não jogou mal

Butler cedeu 106 jardas e dois touchdowns, mas revendo o jogo, da pra ver que a diferença de altura entre ele e os receivers, somado aos passes bons de Fitz, deixaram pouco ao CB por fazer.

Butler lutou o que deu, mas os matchups não favoreceram, e de vez em quando Fitz tem uns lapsos de bom QB.

Butler pulou um pouco cedo nesse touchdown, mas não tinha muito o que fazer, a bola foi bem colocada.

Neste outro passe, Butler fez o que pôde, Fitz se aproveitou da altura do receiver e colocou a bola no lugar onde o CB não alcançaria.

Em contrapartida, Butler forçou o fumble que praticamente mudou o momento do jogo em favor dos Patriots, o que culminou em um touchdown de Mitchell empatando a partida antes do intervalo na campanha seguinte ao turnover.

Compartilhe esta matéria:

Share on facebook
Share on twitter

Este post tem 3 comentários

  1. Eu confesso que estou um pouco cansado do Butler e das mil desculpas que sempre há para justificar seus desempenhos… Eu quero que ele seja bom, eu quero que ele seja top, eu quero que ele seja um CB que justifique um bom investimento na proxima offseason, mas não consigo crer nisso.

    No TD, ele pula bem antes do que deveria. E ele adotou a tecnica errada pra tentar evitar o passe. Ele poderia não ter pulado, esperado o WR agarrar a bola e simplesmente ter empurrado ele pra fora, não seria dificil, estava praticamente fora da endzone. Ele errou em pular tão cedo, errou em pular, fez a tecnica errada de defesa, não tentou o contato.

    No segundo vídeo, ele simplesmente perde a batalha na velocidade. O WR tá no mínimo um passo na frente dele, e o passe do Fitz não foi tão bom, foi um pouco fraco e pro lado direito. Se o Fitz colocasse a força e direção correta na bola, era TD porque o WR simplesmente bateu o Butler na corrida, não no tamanho.

    Claro, erros acontecem, ninguém é perfeito, mas os erros dele são corriqueiros, infelizmente. Isso que não enfrentamos muitos QBs nem WRs top esse ano, e ele sempre sofre. E altura não é uma desculpa. Infelizmente os WR top da liga são altos, então isso não pode ser usado como desculpa, não podemos ter um CB1 com salário top, se ele não tiver altura e não puder competir com os WR1 top da liga… Se possível, gostaria de ver vocês comentando mais essa questão do butler, principalmente no podcast, se for possível. Creio que ele será uma novela longa na proxima offseason…

    Esquecendo o Butler, eu estou empolgado com Mitchell! Claro, é cedo, mas ele está se esforçando, é um cara trabalhador, e está aproveitando suas oportunidades mesmo em um elenco recheado de alvos. Espero que ele tenha sucesso.

    Quanto ao Gronk, ele precisa ser preservado e trabalhado para os playoffs, chega de expô-lo.

    1. Cara, vendo o replay mil vezes é fácil falar. Qualquer CB tentaria evitar o passe naquele TD e no outro lance ele está praticamente colado no cara, o passe foi perfeito.
      Pelas estatísticas ele é um dos melhores CB da liga e joga num time que dá 135 anos pro QB pensar no que fazer. Até Sherman sofreria numa situação dessas.

      1. Eu acho que não tem nada de mais recorrer ao replay para analisar um jogador. Estatísticas não são nada sem a análise do contexto e dos fatos que ocorrem em campo. Um QB mais esperto não teria pulado naquela bola, teria somente empurrado o recebedor antes dele bater os pés no chão. No outro lance ele não está colado no cara, ele está no mínimo um passo pra trás, e o Fitz lança uma bola mais fraca e pra direita do que deveria, senão seria TD.

        As estatisticas não me servem de nada se o meu CB não conseguir parar o WR adversário (nesse jogo ele tomou baile de todos, não só do Marshall). Butler precisa melhorar, está jogando bem abaixo esse ano, irregular…

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

O Patriotas é um fã clube oficial no Brasil e reconhecido pelo New England Patriots nos Estados Unidos.

Site desenvolvido pela equipe Patriotas.