Como entendemos o texto bombástico da ESPN sobre os Patriots

ESPN Patriots

Conforme prometido ontem, a ESPN Americana divulgou hoje um artigo de autoria de Seth Wickersham que relata supostas disputas de poder entre as três principais figuras do New England Patriots: Robert Kraft, Bill Belichick e Tom Brady.

A crise seria tamanha que, segundo o autor, este poderia ser o último ano do trio em New England.

Podemos confiar na peça? O que dizem outros jornalistas? Tentaremos abaixo digerir o que foi exposto.

Como entendemos o texto bombástico da ESPN sobre os Patriots

Não cabe aqui transcrever todo o (grande) artigo mencionado, o texto ficaria imenso. Você pode conferir o original clicando aqui, e um belo resumo feito pelo Antony Curti em português clicando aqui.

Primeiramente, ao ler o artigo, a pergunta que vem à mente é: será verdade?

O artigo cita fontes anônimas e não contem depoimentos “on the record”. Assim, é prudente pesquisar o que estão dizendo os reporteres que cobrem os Patriots diariamente.

O que dizem os insiders

Aqui já temos os primeiros conflitos. Jornalistas que cobrem os Patriots estão relatando opiniões de fontes tanto no sentido da veracidade do artigo da ESPN quando afirmando não se aproximar da realidade.

Falamos diretamente com Steve Balestrieri (@SteveB7SFG), que cobre os Patriots in loco e sempre nos atendeu com presteza. Steve se apresentou cético sobre o artigo da ESPN:

“Minha opinião é: isso é 90% especulação. Wickersham nunca passa tempo aqui e mesmo assim tem uma dúzia de ’empregados’ se abrindo para ele? Como a história dele de 2015, é duvidoso. Eu acho difícil acreditar que Brady esteja preocupado em ser considerado o “jogador dos Patriots da semana” ou que Jimmy G tenha sido proibido de entrar na clínica TB12…eu mesmo entrei lá pedindo um treinamento para mim. Sobre BB sair? Para onde ele iria? Não para os Giants agora, eles acabaram de contratar um GM e isso agora seria um rebaixamento.”

Outro insider de respeito que não acredita na história é Jeff Howe, que afirmou que duas fontes suas disseram não haver problemas sérios no relacionamento entre Brady e Belichick.

De outro lado, encontramos jornalistas como Adam Bogdam, o “Patriots inform”, que afirma possuir fontes que corroboram a história da ESPN, principalmente no tocante ao conflito entre Brady e Belichick.

Seja esse artigo verdadeiro ou não, rumores de uma tensão sobre a situação dos QBs em New England estão sendo falados desde o início de Novembro. Belichick queria manter Jimmy. Kraft queria ter certeza de que Brady nunca jogará por outra equipe. A decisão veio do dono, dizendo que Brady ficaria, então Belichick fez o que que deveria fazer sabendo que Jimmy não voltaria com um contrato que não fosse de um QB titular. Como não houve um acordo, Belichick parece estar querendo ser o primeiro a desfazer o vínculo. Brady tem a intenção de ficar o quanto for possível e Kraft quer que isso aconteça. Belichick quer vencer e ele acreditava que poderia fazer isso com Jimmy por tanto tempo quanto fez com Brady. Agora Belichick não tem um QB para o futuro. Mais uma vitória de Super Bowl acalmaria as coisas? Ninguém sabe, somente os três. Eu ouvi, de uma fonte confiável, que a grande maioria do artigo da ESPN é verdade. Eles são profissionais com o desejo de continuar vencendo e eu acredito que vão continuar fazendo isso, pelo menos pelo próximo mês.

O que dizem os envolvidos

Os Patriots, de forma oficial, soltaram uma nota se posicionando sobre o artigo da ESPN. Na nota, dizem que durante 18 anos Bill, Robert e Tom estiveram unidos por um mesmo objetivo e que isso não vai mudar. Dizem também que é uma pena terem que comentar algo tão falacioso e extremamente exagerado.

Uma pessoa de grande importância nessa trama deu sua visão do artigo: Don Yee, agente tanto de Tom Brady quanto de Jimmy Garoppolo. Disse Yee:

“Eu realmente não sei o que dizer – é difícil responder já que não me pareceu que o artigo tivesse qualquer frase “on the record”. Tudo que eu posso sugerir é que não acreditem em tudo que lêem.”

A opinião do Fã Clube Patriotas

Primeiramente, como dissemos, é difícil ter uma opinião definitiva já que nem mesmo os jornalistas que cobrem in loco os Patriots confiam 100% na história da ESPN.

Dito isto, partindo do pressuposto de que seja verdade tudo que consta no artigo, alguns pontos merecem consideração.

Em primeiro lugar, o artigo faz sentido em alguns pontos sobre a troca de Jimmy Garoppolo.

Olhando o caso como um todo, realmente a troca não parece um movimento planejado, pensado a longo prazo, como é característico das operações sob o comando de Bill Belichick.

Bill sempre tem um plano, não apenas para o ano em curso, mas para o futuro. No caso, a troca deixou os Patriots sem um quarterback reserva em um momento em que o titular tem 40 anos de idade.

Não queremos dizer com isso que Tom Brady teve qualquer ingerência na troca, mas que não nos pareceu uma negociação típica de Bill Belichick.

Por outro lado, alguns pontos da história não batem com o que nos acostumamos a ver nos Patriots, não nos parecem verossímeis.

O artigo cita, por exemplo, um abraço de Robert Kraft em Tom Brady como sinal de comemoração por Jimmy ter sido trocado.

Ora, todos os encontros entre Brady e Kraft são caracterizados por um carinhoso abraço, então não há como inferir nada disso..

Outro ponto em que o artigo não parece ter sentido é quando fala que Brady trata mal os seus reservas.

Todos os quarterbacks que foram reservas de Brady ao longo dos anos falam bem do camisa 12, fazem questão de mencionar como Tom os ajuda a se integrar ao time e contribui para seu desenvolvimento.

Por fim, não acreditamos que o desentendimento de Brady com Josh McDaniels no jogo contra os Bills é um sinal do desgaste do clima interno nos Patriots.

Nós vemos o episódio como parte do jogo.

Há desgastes em qualquer relacionamento. Brady e McDaniels estão juntos há anos.

Se considerarmos o trio Kraft-Belichick-Brady, são 18 anos de convivência! Seria ingênuo achar que qualquer relacionamento que dure tanto não passe por dificuldades em um momento ou outro.

Além disso, essa não foi a primeira vez em que Brady discutiu acaloradamente com um coordenador.

Qual será o efeito desse artigo no time nos playoffs?

Mesmo se considerarmos que há um problema de relacionamento entre Brady e Belichick, nós não acreditamos que isso terá influências negativas na caminhada do time na pós-temporada.

Ambos são vencedores, experientes e extremamente profissionais. Por isso provavelmente não se deixarão influenciar pela história da ESPN.

O artigo pode ter, sim, um efeito de “galvanizar” o time, fazer com que os atletas se unam sob a mentalidade “nós contra todos”.

Isso aconteceu nas campanhas dos últimos dois Super Bowls vencidos por New England. Por isso, provavelmente o time se unirá ainda mais.


Gostaríamos de saber o que você, torcedor, acha disso tudo.

Entre nessa conversa deixando seu comentário por aqui, ou em nosso twitter e facebook.

Compartilhe esta matéria:

Share on facebook
Share on twitter

Este post tem 10 comentários

  1. Muito bem explanado! Em minha opinião o cara da ESPN Americana fez enorme sensacionalismo, transformando em tempestade divergências que ocorreram nos últimos tempos, como fizeram com a situação do Brady com o McDaniels. Não podemos ser cínicos e sequer imaginar que algum problema ocorreu de fato com relação a situação do Alex Guerrero devido a forma como a situação foi abordada recentemente. Acho que o torcedor patriota deve sim é ver o lado positivo que isso trará – que é unir o time!

    1. Problemas existem em qualquer ambiente de trabalho. O texto parece um pouco forçado. E sem dúvida o time sairá dessa mais unido.

  2. A saída do Jimmy G. foi estranha mesmo. Acho q a treta começou aí. Talvez o sucesso em 49ers tenha agravado isso.

    Como consequência, se o clima continuar ruim, os coordenadores de ataque e defesa poderiam acertar a oferta de outras franquias ao terminar essa temporada.

  3. Fico com a opinião do Antony Curti. Acho que o relacionamento tem desgaste sim, mas coisa normal de um relacionamento tão longo. Já a saída do Jimmy era inevitável, já que ele não iria querer ficar como reserva com tanto time implorando por um franchise QB. Acho que tudo dá pra resolver com uma boa conversa ao final da temporada.

  4. A melhor explicação de todas até agora é a do Curti. Existem problemas? Sim. O fato de Belichick ter “demitido” Guerrero é prova disso. Brady pode não ter gostado? Sim. Isso tirou a vontade dele? Não. Tb não acho que isso vá rachar o time e fazer com que ano que vem cada um vá para um lado. Brady e belichick são ambiciosos, e é isso que motiva os maiores esportistas. A matéria é tão sensacionalista quanto as que saem aqui falando de nosso futebol. Quer maior exemplo da parte que diz que Brady pediu para ser chamado de Sir pelos novatos? Quantos novatos saíram de NE e nunca reclamaram disso? Ou a parte que diz que Brady trata mal os QB reservas.
    Espero que Kraft, Brady e Belichick se reunam, acordem um “Let’s win this fuckin shit” pra calar a boca de todos. E ano que vem tenhamos Belichick e Brady juntos novamente.

  5. Vi o artigo mais como uma teoria sobre Game of Thrones, quem curte sabe do que estou falando kkk
    O cara pegou pesado. O fato é que, algumas pessoas já tinham criticado a devoção de Brady ao TB12 – E concordo que Alex Guerrero não tenha que exercer a função dentro do Gillette Stadium – e com essa saída, os rumores aumentaram. Toda a NFL quer saber o que acontece em Boston dado que é o vestiário mais selado e discreto da NFL. Daí a audiência que esse tipo de conteúdo gera. Se fosse em Seattle isso não teria tomado tais proporcionais, porque não é novidade – Sherman, Thomas III tudo certo? Agora em NE é algo novo. Então os abustres caem em cima.
    Nada novo debaixo do sol.

  6. Como tudo que envolve os Patriots/BB/Brady toma uma dimensão absurda, um simples desentendimento Guerrero/BB, que aliás não tiro a razão do tio Bill, é exageradamente noticiado e rumores e boatos se tornam “fatos”, principalmente pela ESPN

  7. Acho alguns pontos coerentes a matéria para manter Brady pelo seu merecimento tiveram de abrir mão de Garapollo que seria o futuro e também de forma justa não queria ser eternamente banco ……. como tudo na vida fizeram uma escolha …..

  8. Resumo da matéria da ESPN: Ninguém chuta cachorro morto.( E quem o faz com um vivo, é idiota).

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

O Patriotas é um fã clube oficial no Brasil e reconhecido pelo New England Patriots nos Estados Unidos.

Site desenvolvido pela equipe Patriotas.