Ataque x Defesa: quem está levando a melhor no training camp?

training camp

Tanto o ataque quanto a defesa dos Patriots sofreram baixas na offseason. Contudo, uma unidade está visivelmente superior a outra nesse training camp. Veja:

Ataque x Defesa: quem está levando a melhor no training camp?

Após sete sessões do training camp, ficou claro para quem está acompanhando o dia a dia dos Pats: a defesa da equipe está em um patamar bem acima do setor ofensivo. E não é por acaso.

A defesa base de New England é praticamente a mesma do ano passado. A principal e mais dolorosa mudança foi a ida de Trey Flowers para o Detroit Lions. No entanto, o time reforçou a posição via troca (Michael Bennett) e Draft (Chase Winovich), o que amenizou a saída de Flowers. Entre os linebackers e a secundária, tudo continuou igual, e com upgrades: Ja’Whaun Bentley novamente saudável, retorno de Jamie Collins e escolha do cornerback Joejuan Williams na segunda rodada do Draft.

Em contrapartida, na comissão técnica, apenas Steve Belichick continua como técnico de posição em relação à temporada passada (todos os outros coaches, além do coordenador defensivo Brian Flores, deixaram a equipe), todavia, os jogadores não aparentam sentir tanto essas diversas mudanças, o que era uma preocupação há quatro meses. Assim, a expectativa é que a defesa Patriota vigore entre uma das melhores da NFL.

Por outro lado, o ataque deverá demorar um pouco para engrenar, e um começo de temporada num ritmo mais lento, principalmente no jogo aéreo, não seria surpreendente. No training camp, Tom Brady dispõe de apenas um jogador que recebeu passe seu em 2018, o WR Phillip Dorsett, já que Julian Edelman recupera-se de uma lesão na mão. Ademais, pela primeira vez em nove anos, Brady não dispõe de quem era seu principal alvo, o ídolo Rob Gronkowski.

Com isso, o hexacampeão ainda está desenvolvendo química com os novos recebedores, o que demanda tempo. O desafio se torna ainda maior ao enfrentar, possivelmente, a melhor secundária da liga. O saldo disso: diversos passes incompletos, erros de alinhamento, drops e falta de separação por parte dos receivers.

Como não poderia ser diferente, Brady está frustado com o desempenho nos treinos, onde seu ataque vem sendo presa fácil para a defesa, e ele sabe da responsabilidade que tem:

“Há diversas mudanças todos os anos, e você tem que lidar com elas. Têm muitos jogadores novos tentando assimilar o que temos feito aqui por um longo tempo. […] Entre os técnicos, veteranos e líderes, é nossa responsabilidade colocar todo mundo na mesma página, fazendo a coisa certa e tentando nos ajudar de qualquer maneira possível para contribuir a mover a bola pelo campo e marcar pontos.”

No jogo terrestre, apesar do grupo de RBs ser o melhor dos Patriots em muitos anos e um dos mais completos da NFL, as dificuldades para entrar na endzone estão sendo notadas. Ao todo, foram sete jogadas de corrida na goal-line, com somente um touchdown conquistado, pelo calouro Damien Harris.

Por fim, a indefinição na posição de left tackle também está prejudicando, já que Dan Skipper, atual titular, está a anos-luz de Trent Brown. Porém, Dante Scanercchia disse que a situação será resolvida até o fim do training camp, e não há motivos para duvidar desse técnico lendário.


Siga o Patriotas no Twitter e Instagram.

Compartilhe esta matéria:

Share on facebook
Share on twitter

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

O Patriotas é um fã clube oficial no Brasil e reconhecido pelo New England Patriots nos Estados Unidos.

Site desenvolvido pela equipe Patriotas.