Sem Blount, jogo corrido é melhor distribuído

Mike Gillislee jogo corrido New England Patriots

Os Patriots possuem uma unidade de RBs muito poderosa e capaz de realizar diversas funções dentro de campo. Confira algumas estatísticas deste jogo corrido melhor distribuído:

Sem Blount, jogo corrido é melhor distribuído

Os Patriots tiveram uma boa temporada correndo com a bola em 2016, porém se tinha a impressão de um ataque previsível, com Blount as corridas pelo meio eram constantes, sem Blount passes eram vistos. Neste ano, a equipe melhorou no fator previsibilidade, com 4 nomes versáteis os snaps e jardas ficaram mais distribuídos.

Desde o início da temporada, Bill Belichick tinha como objetivo deixar a corrida menos previsível, algo que ocorria no ano passado, prejudicando todo ataque.

Esta melhor distribuição entre os jogadores faz com que ninguém fique sobrecarregado física ou psicologicamente, torna erros mais escassos e possibilita situações como a vista com Gillislee no último domingo. Na oportunidade comentada, Mike, após sofrer um fumble, ficou afastado de boa parte do resto da partida, na chamada casinha de cachorro de Bill Belichick. Ano passado, uma lesão de Blount prejudicaria toda a unidade, já neste ano a lesão de qualquer um, como a de Burkhead, não prejudica tanto o time.

Rex Burkhead, com problemas de lesões, é o menos utilizado com apenas 2 partidas na temporada, quando teve 10 e 8 snaps. Já Dion Lewis está numa crescente de snaps e atuações e parece retomar a forma de 2015. Mike Gillislee e James White são os mais utilizados da unidade, ambos com mais de 30% de snaps até aqui.

A melhor distribuição em números

Em 2016, Blount foi responsável por 72% das jardas dos Patriots, seguido por Lewis com 17% e White com 10%, somando 1610 jardas corridas até o Super Bowl.

Neste ano, a distribuição é mais igual, Gillislee tem 51% das jardas, Lewis tem 27%, crescendo em 10% sua participação, e White 17%, 7% a mais do que na última temporada.

Gillislee tem 48.3 jardas/jogo assim indo para 917 neste tempo, Lewis tem 25 jardas/jogo com uma projeção de 478 jardas, já White chegaria a 313 jardas, com suas 16.5 jardas/jogo. Desta forma a projeção ficaria melhor do que no ano passado com 1708 jardas corridas, vale ressaltar a possível adição de Burkhead nestes números, além de uma OL pior do que a da última temporada.

Os TDs corridos anotados por running backs também são uma grande diferença. Na última temporada, Blount foi uma máquina de touchdowns perto da goaline, assim sendo o único dos RBs com TDs (18), neste ano dois RBs já têm touchdowns, em ritmo para 10 (Gillislee) e 5 (Lewis).


Perto do meio da temporada, os Pats ainda não têm Burkhead cem por cento, Lewis parece melhorar a cada partida e Gillislee e White já adquiriram certa consistência, assim podemos imaginar um cenário com mais jardas corridas do que ano passado e talvez um 4º jogador com pelo menos 260 jardas.

Compartilhe esta matéria:

Share on facebook
Share on twitter

Este post tem 2 comentários

  1. Pra mim, ficou meio claro que contra os jets o jogo corrido veio como uma forte opção, até para poupar o Brady de sua lesão. Acredito que contra o Falcons tenhamos esta estratégia novamente e no decorrer da temporada, e se o jogo corrido encaixar, nosso ataque será mortal com bombas do Brady no fundo para o Cooks. GO PATS!

    1. Concordo com vc Geraldo, principalmente por estarmos sem o Eldeman (e o jogo curto não tem funcionado bem) que tem a química perfeita com o Brady.
      Estou curioso pra ver o Rex Burkhead nessa rotação de RB.
      Mas devo dizer que não curto muito essas BOMBAS lançadas no fundo do campo, principalmente quando não é em jogadas de Play Action.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

O Patriotas é um fã clube oficial no Brasil e reconhecido pelo New England Patriots nos Estados Unidos.

Site desenvolvido pela equipe Patriotas.