Conhecendo o inimigo: Atlanta Falcons

Atlanta Falcons Matt Ryan Super Bowl 51

Nosso primeiro Sunday Night Football do ano vai acontecer nesta semana. O adversário: um tal de Atlanta Falcons, que sofreu a virada histórica no Super Bowl em fevereiro.

Para mais uma batalha, vamos conhecer melhor o nosso inimigo e entender melhor como eles jogam em 2017.

Conhecendo o inimigo: Atlanta Falcons

Geral

Até aqui, Atlanta mostrou, assim como nós, um jogo inconsistente durante as 5 primeiras rodadas da NFL (eles já tiveram a bye week). Com vitórias importantes e difíceis contra o sempre forte Green Bay Packers por exemplo, na semana 2 e derrotas surpreendentes para um vice-campeão, como as duas últimas seguidas para Bills e Dolphins.

Em pontos, os Falcons possuem uma média de 24.2 marcados e 21.8 sofridos, mantendo uma margem perigosa entre pontos a favor e contra.

Até a semana 3, a média a favor era de 29 pontos, tendo caído para 17 nas duas últimas, algo que pode fazer a diferença em nossa partida.

Ataque

Como já era de se prever, Matt Ryan é o comandante do ataque do Atlanta Falcons e seu principal alvo nos passes é o WR Julio Jones. Jones possui 25 recepções para 367 jardas até aqui, sendo 7 a mais do que o segundo jogador mais acionado por Matt, Austin Hooper (17 rec).

No jogo terrestre, Devonta Freeman é disparado quem mais recebe os hand-offs de Ryan, tendo feito 79 tentativas contra apenas 38 de Tevin Coleman.
Porém, no ganho de jardas, é Coleman que possui um melhor aproveitamento, tendo 5.6 jardas por corrida contra 4.4 de Freeman.

Matt Ryan mostra em seus números a inconsistência da equipe em 2017. Com 1357 jardas lançadas (271.4 de média por jogo), ele lançou para 6 touchdowns nas cinco partidas ao mesmo tempo que foi interceptado 6 vezes.

Defesa

Um front 7 bem montado e cheio de talentos, é a carta de apresentação da defesa dos Falcons que tem em Deion Jones e Keanu Neal, seus maiores tackleadores.
A mesma unidade derrubou 12 vezes o quarterback adversário, tendo como destaque Brooks Reed, com 3 sacks sozinho. Clayborn e Beasley possuem mais 2 sacks cada e juntos, os três são responsáveis por mais da metade da pressão feita na linha ofensiva.

Se defendendo dos passes, Atlanta cede uma média de 210,4 jardas e conseguiu até aqui, apenas 2 interceptações. Os autores foram Deion Jones e Desmond Trufant. Na partida da semana 4 contra Buffalo, o tight end Charles Clay, conquistou 112 jardas aéreas contra esta defesa.

Contra o jogo terrestre, os ataques adversários conquistaram uma média de 102 jardas por jogo, sendo que no último domingo, Jay Ajayi dos Dolphins correu para 130 jardas sozinho.


Analisando essa equipe dos Falcons, encontramos setores onde podemos ter problemas (proteção de Brady por exemplo) e áreas onde podemos ver nossos jogadores aparecerem (Gronkowski repetindo o bom jogo de Clay por exemplo).
E você Patriota, onde acredita que teremos chances e problemas no Sunday Night Football?

Comente aqui ou em nosso twitter e facebook.

Compartilhe esta matéria:

Share on facebook
Share on twitter

Este post tem um comentário

  1. Mais um jogo contra um QB que sabe se movimentar e 2 RB que fazem estrago com jogadas de passes curtos (Devonta Freeman e Tevin Coleman), isso me assusta mais que a secundaria.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

O Patriotas é um fã clube oficial no Brasil e reconhecido pelo New England Patriots nos Estados Unidos.

Site desenvolvido pela equipe Patriotas.