A estranha decisão de deixar Butler fora no SBLII

Malcolm Butler Super Bowl 52

Início de Super Bowl, os Patriots venceram na moeda e escolheram chutar, dando a primeira oportunidade para o ataque dos Eagles e colocando a sua defesa em campo. Porém, algo de estranho aconteceu. Eric Rowe entra como titular e Malcolm Butler fica na sideline.

A estranha decisão de deixar Butler fora no SBLII

O jogo foi passando, os quartos foram sendo jogados e nada de Butler na partida. Resultado final, vitória do Philadelphia Eagles e Butler com apenas 1 snap jogado em toda a final, sendo ele no special teams.

Ainda durante a partida, fomos tentando encontrar motivos para essa estranha decisão da comissão técnica.

• Durante a semana de preparação para o jogo, Butler passou os dias tratando de uma forte gripe, que o fez até ser listado no injury report, mas que em entrevista na quinta-feira, o mesmo disse que estaria pronto para o jogo do domingo.

• Nos treinos, a formação da defesa titular foi feita com Gilmore e Rowe como cornerbacks titulares, mas até então se imaginava que seria por precaução de uma possível piora da gripe de Malcolm.

• No momento do hino nacional, Butler estava muito emocionado e chegou a chorar quando alinhado com os seus companheiros.

Portanto, no momento do jogo, o entendimento da decisão se passava por ou Malcolm ter piorado da gripe ou algo ter acontecido para o choro no hino.

Já que Butler foi o jogador defensivo que mais teve snaps nesta temporada e, mesmo não tendo jogado o melhor da sua carreira, foi base da defesa durante todos os jogos.

Tirar um jogador desses num Super Bowl e colocar uma defesa com Bademosi e Richards, contra um ataque tão potente, não fazia sentido algum.

Ai veio o pós-jogo e entrevistas foram dadas:

Eric Rowe – CB

Rowe foi o jogador que mais falou sobre o caso. Disse que a decisão de colocar Butler na sideline, não foi informada oficialmente até o momento do kickoff e confirmou que não acreditava que isso iria acontecer, já que Malcolm participou de diversas formações da defesa durante os dias de preparação. Falou também que ficou surpreso com a decisão.

Devin McCourty – FS

Já o capitão da defesa, disse também na saída para o ônibus, que a decisão de não utilizar Butler já era sabida antes do jogo. Sendo uma versão bem diferente do que Rowe disse.

Matt Patricia e Bill Belichick

Os dois responsáveis pela defesa, como de praxe, não falaram muito sobre o acontecido. Apenas informaram que não foi algo disciplinar e que a decisão foi puramente técnica, onde acharam que a defesa da forma como foi seria a melhor para vencer o jogo.

Malcolm Butler – CB

O jogador, quando indo para o ônibus após a partida, declarou que não sabia o que aconteceu, que talvez não tivesse atuado tão bem para eles tomarem essa decisão e que poderia ter mudado o jogo. Terminou dizendo: “eles desistiram de mim”.

Decisão parece ter afetado o time

No instagram o ex-jogador da defesa dos Patriots, Brandon Browner, fez uma série de posts sobre o acontecido.

Em um deles, com a foto de Belichick, Brandon disse que as escolhas de Bill fizeram os Patriots perderem a partida.

Em outro, com a foto de Malcolm chorando no hino, Browner disse que o vestiário ficou dividido com a situação e terminou com #FoolishPride (orgulho besta), referindo-se provavelmente a Bill Belichick.

Neste último citado, algo de interessante aconteceu, já que Dont’a Hightower, Alfonzo Dennard (ex-jogador da defesa) e Jamie Collins (que foi trocado em situação estranha) curtiram a postagem de Brandon.

Compartilhe esta matéria:

Share on facebook
Share on twitter

Este post tem 6 comentários

  1. EGO e Pirraça tiraram um o 6o anel.

    Parabéns, e espero que ele se cobre tanto quanto cobra os jogadores por um erro.
    Se um Fumble faz ele cortar um jogador de um jogo, que punição perder um Super Bowl mereceria?

    1. Butler é muito físico contra a corrida… ele iria ajudar com certeza!

      1. E o Butler também vai muito bem em Blitz de Corner, em todos os tipos de Blitz que mandamos ontem fomos queimados. Algumas situações estranhas ocorreram ao longo do ano, o corte de Kony Ealy, o sumiço de Gillislie, poucos snaps de Lewis e nenhum de Butler ontem, sem contar a tal matéria da ESPN. BB deixar esses caras do jogo mais importante do ano por causa de pirraça besta, seria lamentável. Depois do caminhão de sacks que tivemos contra Titans e Jaguars, nesse jogo não conseguir nem pressionar o QB reserva é no mínimo estranho.

  2. Decisão idiota, que custou o Super Bowl.
    Inúmeros tackles perdidos (o de Bademosi em um 3o down contra Agholor foi ridículo). Butler é muito eficiente nesse tipo de fundamento. Bastava ter evitado uma ou duas terceiras descidas dessas cedidas para mudar o jogo.
    É impossível afirmar como teria sido, mas claramente a defesa sentiu muito o improviso.
    Pior.
    Quando viu o barco afundando, Belichick continuou com sua teimosia e manteve Butler fora do jogo.
    Não sabemos o que Butler fez, duvido que tenha sido algo de tamanha gravidade a ponto de justificar o ocorrido. Se fosse, não haveria sido decidido em cima da hora.
    No final das contas, Belichick puniu não apenas o jogador. Puniu todo o time, a organização, os torcedores.
    Qualquer outro head coach estaria no olho da rua depois dessa.

    1. Concordo plenamente com vc.
      Só acrescento uma coisa, eu duvido que o Butler estivesse gripado durante a semana.
      Todos sabemos que BB é rancoroso, e tenho pra mim que a barração tem a ver ainda com a não renovação do contrato do Butler com NE.
      Tipo: vamos ser campeões sim, mas vc não será tricampeão como titular. E com isso vou te atrapalhar na Free Agent.
      Resumindo: o mestres dos magos fez merda e não se garantiu dessa vez.

      1. Cara, é exatamente o que eu pensei. Claro que é um palpite, mas me parece que isso foi, ao menos, um dos fatores.
        “A gente é campeão mas seu valor na busca por outro time vai baixar”. No final das contas, ferrou tudo.

        E acho que Butler merecia um melhor tratamento mesmo. Não pela interceptação contra o Seahawks, isso é mais uma questão de paixão dos torcedores.
        Mas é só ver a trajetória do cara: no segundo ano foi pro bowler. Um ano depois, second team All Pro. Caiu um pouco na última temporada, mas não dá pra dizer que jogou mal.
        Não é um shutdown corner, até pelas características físicas, mas é um dos melhores jogadores para o papel de segundo CB. Merecia, ao menos, mais respeito e clareza na condução das negociações.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

O Patriotas é um fã clube oficial no Brasil e reconhecido pelo New England Patriots nos Estados Unidos.

Site desenvolvido pela equipe Patriotas.