Draft 2014 prova que Belichick é humano

Bill Belichick já tem oito aparições em Super Bowls e seis anéis, mas mesmo que não pareça, o famoso head coach do New England Patriots também erra, e uma prova disso foi o Draft 2014.

Draft 2014 prova que Belichick é humano

Após ser derrotado pelo Denver Broncos na final da AFC da temporada de 2013, os Patriots deram início a temporada de 2014, na qual se tornariam campeões com a expectativa de selecionar bons calouros para os anos seguintes, mas não foi isso que ocorreu.

Sem contar os UDFAs, Bill Belichick selecionou os seguintes jogadores no Draft 2014:

1° Round – Dominique Easley (DL, Florida)
2° Round – Jimmy Garoppolo (QB, E.Illinois)
4° Round – Bryan Stork (OL, Fl. State)
4° Round – James White (RB, Wisconsin)
4° Round – Cameron Fleming (OT, Stanford)
6° Round – Jon Halapio (G, Florida)
6° Round – Zach Moore (DE, Concoria)
6° Round – Jemea Thomas (DB, G. Tech)
7° Round – Jeremy Gallon (WR, Michigan)

Quem ainda está em New England?

Draft 2014
Produto de Eastern Illinois terá a maior chance da carreira no primeiro Sunday Night Football da temporada.

Dos que remanescem no time, o jogador que mais se destaca é o quarterback Jimmy Garoppolo, que irá ser titular nos quatro primeiros jogos da temporada regular. Jimmy G vem mostrando nos treinos e jogos da pré-temporada, que tem um enorme potencial, tornando-o um reserva de luxo para Tom Brady.

Do Draft 2014, o escolha de 2ª rodada, James White, é o jogador mais bem aproveitado dentre os que ainda estão nos Patriots. O running back, mesmo ainda não tendo mostrado que valeu o investimento, é um jogador versátil, que além de correr, sabe receber passes vindo do backfield.

O último jogador que ainda fazem parte do roster, é o offensive lineman Cameron Fleming. Fleming teve uma sólida temporada de estreia, se mostrando um tackle reserva decente. Porém, em 2015 não conseguiu repetir o feito, e foi criticado pelas sua atuações. Contando com a ajuda da lesão de Vollmer, Cameron conseguiu entrar nos 53 para 2016.

Após os cortes, apenas (Garoppolo, White e Fleming) farão parte do elenco dos Patriots para temporada. Com isso, do Draft 2014, seis escolhas foram sido “jogadas fora”. Um número gigante, levando em consideração o intervalo de tempo curto.

Aonde foram parar os outros draftados?

Draft 2014
Center Bryan Stork pensou em se aposentar após ter sido trocado para os Redskins.

DL Dominique Easley: A primeira escolha dos Patriots no Draft 2014, Easley, foi uma grande decepção para a comissão técnica e torcida. Projetado como talento top-5, caso saudável, Easley perdeu muitos jogos devido a lesões. Em abril, na para muitos a ação mais surpreendente da offseason, os Pats resolveram dispensar o DL. Um dos motivos teria sido a falta de compromisso dele com as recuperações das lesões. Em maio, Easley assinou com os Rams.

OL Bryan Stork: Center titular nas últimas duas temporadas, Stork, assim como Easley, tinha previsão de fazer parte do elenco para a temporada de 2016. Porém, as recentes concussões do center, junto com sua falta de disciplina nos treinos, fez que Belichick enviasse Bryan para os Redskins, que posteriormente foi devolvido e desligado pelos Patriots.

DE Zach Moore: Draftado já nos late rounds, Zach Moore atuou nos Patriots por apenas uma temporada. Com snaps limitados, o melhor que o defensive end fez foi recuperar um fumble contra os Bears. Após o fim do training camp 2015, Moore foi dispensado. Hoje ele atua no Minnesota Vikings.

DB Jemea Thomas: Jogador que poucos saberiam dizer que passou pelos Patriots, Jemea Thomas não conseguiu sobreviver os cortes para abaixar o elenco para 53 jogadores. Após passagens pelos Cowboys, Rams e Titans num intervalo de dois anos, Thomas agora está sem time.

WR Jeremy Gallon: Última escolha dos Patriots no Draft 2014, Gallon teve aparição nula no time. Após passar o training camp na PUP, o wide receiver foi dispensado pela franquia no mesmo ano. Atualmente, Jeremy atua pelo Jacksonville Sharks na Arena Football League.

Salvador de novo?

"Malcolm go!"
“Malcolm go!”

O herói do Super Bowl XLIX, Malcolm Butler, foi adicionado pelos Patriots como UDFA (free agent não draftado), por isso não faz parte do Draft 2014, e sim da classe.

A contratação de Butler foi imprescindível, pois sem ele, teríamos apenas 3 anéis. Portanto, mesmo não mudando o resultado ruim do Draft 2014, Malcolm foi uma salvação para a classe.

Acompanhe o Patriotas no twitter!

Compartilhe esta matéria:

Share on facebook
Share on twitter

Este post tem um comentário

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

O Patriotas é um fã clube oficial no Brasil e reconhecido pelo New England Patriots nos Estados Unidos.

Site desenvolvido pela equipe Patriotas.