Draft sempre é importante, mas o de 2018 tem um valor maior

draft belichick kraft trade deadline

Chegou o dia mais esperado da offseason! Chegou o Draft Day! Com duas escolhas de primeira rodada, os Patriots escreverão hoje um capítulo crucial para a manutenção de sua dinastia. Entenda:

Draft sempre é importante, mas o de 2018 tem um valor maior

Nos últimos anos, estrelas como Vince Wilfork, Jamie Collins e Chandler Jones deixaram os Patriots. Todos draftados pela franquia e que ainda fazem falta ao time.

Tom Brady, Julian Edelman, Patrick Chung, Devin McCourty e Matthew Slater, cruciais em suas respectivas posições, já chegaram à casa dos 30 anos e, querendo ou não, aproximam-se da reta final de suas carreiras.

Quando olhamos para o elenco de New England, não enxergamos quem possa “pegar o bastão” de Edelman, já que só ele mesmo e Malcolm Mitchell têm contrato para 2019. Muito menos o de Tom Brady, que tem o veterano Brian Hoyer como seu reserva.

Talvez a vaga de Devin McCourty seja a mais bem definida, com o também capitão Duron Harmon assumindo suas funções. Contudo, o desespero bate na porta ao lembrar que Jordan Richards é o reserva do subestimado Chung.

Além dos trintões, vale também mencionar Rob Gronkowski, que estará com 29 anos quando a temporada começar e tem um vasto histórico de lesões. Assim como Dont’a Hightower, que com 28 anos já se contundiu muito.

De fato, pedir um substituto à altura de Brady e Gronk é impossível, já que são os melhores da história em suas posições. Mas o que se necessita é enxergar um futuro na franquia pós-era Brady, o que ainda não ocorre.

Para começar a montar esse planejamento, nada melhor que uma ótima classe de Draft na qual New England tem oito escolhas, sendo cinco nos dois primeiros dias. Em comparação, ano passado o time teve a metade, e dessas apenas uma chegou a jogar (Deatrich Wise).

Somado à nossa enxuta classe de 2017, o time também não vem obtendo muitos êxitos nos recrutamentos anteriores. Dos escolhidos em 2014, apenas James White continua no elenco.

É difícil de admitir, mas Bill Belichick vem deixando um pouco a desejar nos Drafts. Escolhas altamente criticadas de segunda rodada, como as de Cyrus Jones e Jordan Richards, foram jogadas fora. Sem mencionar a de primeira rodada em Dominique Easley.

Realmente, a vida do nosso General Manager não é facilitada devido aos Patriots sempre selecionarem no final dos rounds e terem – injustamente – perdido escolhas com o Deflategate. Todavia, a cada ano a confiança que temos em Bill como técnico e na hora das trocas/contratações, vem diminuindo quando o assunto é Draft.

Pela primeira vez em sua carreira, Belichick terá duas escolhas de primeira e segunda rodada no mesmo recrutamento. Muito mais que suprir as necessidades atuais do plantel, o objetivo do New England Patriots neste Draft é clarear a visão do torcedor de que haverá sim vida pós-Brady.

O futuro tem que começar hoje.


Acompanhe todos os dias do Draft com cobertura em tempo real do Patriotas no Twitter, Facebook e Instagram!

Compartilhe esta matéria:

Share on facebook
Share on twitter

Este post tem 3 comentários

  1. Arthur,

    Draft é sorte e nenhum time consegue manter um sucesso contínuo. É impossível saber se um jogador será realmente bem sucedido na NFL. Todos os anos muitos erros são cometidos e é muito fácil avaliar isso nos anos seguintes. GMs eventualmente são demitidos com muitos erros sucessivos, mas e os comentaristas e analistas? Onde estão aqueles que rasgavam a seda para o JaMarcus Russell? Hoje é fácil colocar a escolha dele como um dos maiores micos da história, mas naquele draft não era. O Seahawks alguns anos atrás tiveram sorte de selecionar vários all-pro e pro-bowls em dois drafts e que tornaram o time um contender nos anos seguintes. Entretanto, já faz uns 3 anos que os Seahawks não selecionam um jogador top, o que explica em parte a decadência do time. Em uma avaliação retrospectiva, é fácil olhar os erros dos Patriots, mas não nos esqueçamos somos o único time no qual o GM também é o técnico. Ninguém tem mais condições de avaliar se um jogador tem perfil ou potencial de jogar nos Patriots que o Belichick. Só ele sabe as tendências que o time terá na temporada seguinte. Se ele errou várias vezes nos últimos anos isso só demonstra como o processo é difícil. Fazem quase 20 anos que o time só tem as últimas escolhas e mesmo assim continuamos contenders, ou seja, mais acertamos que erramos. Nos últimos anos além dos nomes que mencionaste, ainda poderíamos colocar o Ras-I Dowling, o Mallet, e o Dobson como escolhas altas, de segunda rodada, que não deram em nada. Acho que temos errado com maior frequencia na segunda rodada, mas de certa forma temos ido muito bem nas escolhas de primeira rodada e a perda de duas escolhas para os Gates nos prejudicou. Talvez a única escolha ruim na última década tenha sido o Dominique Easley, mas não nos esqueçamos que ele era um prospecto top-20 que caiu no board pelas flags em relação a saúde dele, e que realmente se confirmaram. O Gronk caiu no board também por questões de saúde, que apesar de se confirmarem, o investimento valeu muito a pena. Mas se as lesões tivessem encerrado a carreira do Gronk, estaríamos agora criticando a escolha dele. O Richards e o Cyrus Jones foram claramente reachs ao serem escolhidos na segunda rodada, mas o Garoppolo também. Muitas análises do draft de 2014 criticaram muito o Patriots pela escolha do JimmyG. Onde estão esses analistas agora que o Garoppolo tem se mostrado um QB Franquia? Cara, todo ano também fico P da vida com algumas escolhas do Belichick, mas olha só. As minhas percepções do que seria o certo são baseadas em que? De analises de jogadores que, quando muito, vi jogar uma vez ou outra na tv, e entendendo que eles podem suprir nossas necessidades. Cara, o Belichick não só conhece mais de football como também sabe melhor das deficiências do time que eu, ele treina, conhece os jogadores, suas motivações, problemas, etc. No processo do draft ele conversa com os treinadores desses moleques, conversas com os próprios moleques. Assim, quem somos nós de questionar uma escolha ruim? Todos os anos vemos GMs com mais vivência no esporte do que temos de idade fazer escolhas ruins. Isso é inerente ao processo. A única coisa que podemos fazer é cruzar os dedos.

    1. Ótimo ponto de vista, Rubens!

  2. Bela análise Rubens ….. impecável

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

O Patriotas é um fã clube oficial no Brasil e reconhecido pelo New England Patriots nos Estados Unidos.

Site desenvolvido pela equipe Patriotas.