Draft 2020: Opções interessantes para os Patriots entre os OTs

Draft 2020 Offensive Tackle Thomas Charles Cleveland

Estamos numa série de análises, de cada posição, dos prospectos que podem ser escolhidos no Draft 2020.

Hoje, vamos falar dos offensive tackles (OTs), os jogadores que atuam nas pontas da linha ofensiva. Não esqueça de conferir aqui as escolhas que o time possui para o Draft.

Draft 2020: Opções interessantes para os Patriots entre os OTs

Qual o grau de necessidade do time na posição?

Passada a loucura da free agency e chegando perto do Draft, vamos lembrar de como está a posição no nosso elenco:

  • Isaiah Wynn;
  • Yodny Cajuste;
  • Marcus Cannon;
  • Korey Cunningham;

Essa foi uma posição onde não tivemos alteração da temporada passada.
Temos um grupo relativamente jovem que deve ser a base para os próximos anos.

Wynn e Cunningham chegaram na NFL em 2018 e Cajuste em 2019, sendo que Isaiah e Yodny foram escolhidos por New England, e Korey por Arizona.

A grande questão deste grupo é que ainda não vimos esses jogadores saudáveis numa temporada toda. Wynn, que é o titular do lado esquerdo, perdeu jogos em 2019. Cajuste perdeu sua primeira temporada inteira.

Somente Cannon mostra certa consistência no grupo e coincidentemente é quem não possui muito mais tempo de liga pela frente.

Uma escolha neste Draft 2020, se acontecer, deve ser para dar profundidade no elenco, já que o que mais precisamos, experiência, é a única coisa que não teremos num jogador novato.

Prospectos para o primeiro dia (1ª rodada)

Falamos de alguns nomes aqui quando trouxemos o resumo do Combine 2020. Então vou aproveitar para falar de um outro nome, apesar de que não vejo New England escolhendo um Tackle na primeira rodada.

Andrew Thomas, Georgia

Thomas chegou na Universidade sendo um 5 estrelas e top 50 no país. Isso fez dele um titular direto na linha ofensiva dos Bulldogs. Durante sua carreira universitária atuou tanto como Tackle na esquerda quanto na direita, algo que sempre é bem visto pelos treinadores.

Vem para o Draft 2020 após 3 anos apenas de faculdade.

Em seu jogo, apresenta uma vontade grande nas jogadas e se destaca em jogadas de corrida. Sua melhor arma é a força que aplica nas jogadas. Atuou em um esquema mais complexo e traz experiência e inteligência para isso. Enfrentou bons defensores durante os 3 anos, o que pode fazer dele um potencial titular.

Precisa melhorar os trabalhos com os pés. Isso algumas vezes o coloca em situações complicadas, principalmente quando bloqueia para o passe longo. Acaba tendo problemas em se manter equilibrado na jogada.

Prospectos para o segundo dia (2ª e 3ª rodadas)

Lucas Niang, TCU

Lucas tem uma inteligência para a posição acima da média. Consegue entender esquemas e aplicá-los da forma certa na grande maioria das vezes.

Muito bom no jogo corrido, usa sua inteligência a seu favor, não somente a força, para tirar defensores do caminho dos Running Backs. Tem um bom atleticismo também, o que ajuda a ser um alvo grande e móvel pelo campo.

Ainda precisa se aprimorar no jogo de passes, possui algumas dificuldades com a movimentação dos pés nesse tipo de jogada.

Teve uma lesão no quadril em 2019 que precisa ser verificada pelo departamento médico para garantir que não seja algo que afete seu desempenho e disponibilidade na temporada 2020.

Saahdiq Charles, LSU

Saahdiq traz características que quem acompanha Bill Belichick sabe que o treinador gosta. É um jogador versátil que consegue atuar tanto na ponta da linha quanto no interior.
É atlético, consegue reagir bem tanto contra agilidade quanto contra velocidade.

Mas traz um histórico de indisciplina. Algo que quem acompanha BB sabe que joga contra um atleta em New England.
Em 2019 ficou suspenso por 6 partidas do campeonato por motivos disciplinares.

Prospectos para o terceiro dia (4ª a 7ª rodada)

Ezra Cleveland, Boise St

Ezra vem ganhando mais atenção desde o Combine, onde mostrou um atleticismo acima do normal para a posição. Tanto que está aqui nesta posição, mas não é difícil acabar sendo escolhido antes em rodadas melhores.

Ainda no high school jogava na linha de defesa, mas na Universidade seu treinador o fez um linha ofensiva, aproveitando sua experiência no wrestling.

Com esse background, é fácil de se imaginar que sua flexibilidade é um dos grandes atributos do jogador, que consegue se movimentar bem tanto para frente quanto para trás.

Porém, precisa ganhar peso e força para ser competitivo na NFL. Muitas vezes sofre com defensores que chegam com velocidade e força. Em bloqueios de corrida, chega no alvo mas não consegue movê-los com facilidade.

Como falamos Ezra pode acabar saindo antes, já que muitos analistas estão falando bem dele, mas o que se imagina é que quem escolher o jogador, terá um bom produto para desenvolver para o futuro.

Matt Peart, Connecticut

Nascido na Jamaica, mudou-se para os Estados Unidos com 4 anos de idade. Ainda no high school, foi jogador de basquete e capitão do seu time. Durante os intervalos da temporada, seu treinador pediu que jogasse no time de football.

Matt traz um bom tamanho e mobilidade, mas ainda precisa ganhar massa para enfrentar a força dos defensores da liga. Muitos acreditam que seu tipo físico tem capacidade para ficar ainda maior e consequentemente mais competitivo.

Como se espera de prospectos nesse ponto do Draft, Matt é um jogador a ser desenvolvido para o futuro e muitos dizem que pode ser usado como um guard na liga. Algo que seria considerado um plus para os olhos de Belichick.


Acompanhe o Patriotas também no Youtube!

Compartilhe esta matéria:

Share on facebook
Share on twitter

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

O Patriotas é um fã clube oficial no Brasil e reconhecido pelo New England Patriots nos Estados Unidos.

Site desenvolvido pela equipe Patriotas.