Entendendo o Supplemental Draft da NFL

supplemental draft

No próximo dia 11 de julho, a NFL realizará seu Supplemental Draft, processo que é desconhecido por grande parte dos fãs do futebol americano.

Pensando nisso, resolvemos hoje explicar o que é e como funciona o Supplemental Draft.

Entendendo o Supplemantal Draft da NFL

Como o próprio nome diz, o processo tratado aqui é um Draft, ou seja, um processo de seleção de atletas universitários para que ingressem na NFL.

No entanto, as regras diferem do Draft regular.

O Supplemental Draft é de fato uma segunda chance para atletas que não puderam participar do Draft e buscam uma vaga entre os profissionais.

O alvo desse processo são jogadores que não peticionaram para entrar no Draft da NFL e posteriormente tornaram-se inelegíveis para a próxima temporada do futebol americano universitário.

Não fosse a existência do draft suplementar, esses jogadores ficariam em um “limbo”, não podendo jogar nem no college, nem na NFL.

Ordem

Para definir a ordem das equipes para o Supplemental Draft, a NFL realiza uma espécie de “loteria”, como existe, por exemplo, no Draft da NBA.

Com isso, os times são divididos em 3 grupos:

Grupo 1: times com até 6 vitórias na temporada regular do ano anterior.

Grupo 2: times com mais de 6 vitórias mas que não foram aos playoffs.

Grupo 3: as 12 equipes que foram aos playoffs no ano anterior.

O primeiro grupo possui o maior peso na loteria, ou seja, maiores chances de receberem os principais prospectos. O segundo grupo menos peso que o primeiro e mais que o segundo, e o terceiro grupo com o menor peso de todos.

Dentro de cada grupo, a ordem é definida de acordo com a campanha do ano anterior. Quanto pior a campanha, maior o peso na loteria.

Processo de seleção

Aqui, também há grandes diferenças em relação ao draft.

Determinada a ordem, cada time informa a NFL os prospectos que pretende selecionar no Supplemental Draft e de que round estaria disposto a ceder uma escolha para ficar com os atletas.

O time que oferecer a escolha de draft mais alta fica com o jogador. Se mais de um time oferecer escolha de mesmo round, ficará com o jogador o time que tiver a pior campanha, observando-se os grupos tratados no tópico anterior.

Exemplificamos: jogador X. Patriots e Jets demonstram interesse no jogador. Os Patriots oferecem uma pick de terceiro round, enquanto os Jets oferecem uma escolha de quarto round. O jogador irá para os Patriots. Caso os times ofereçam uma escolha de mesmo round, o jogador irá para os Jets, pelos critérios explicados acima, quando tratamos dos grupos.

O time que for agraciado com o jogador perderá a escolha do round oferecido no Draft (regular) do ano seguinte. Na prática, quando um time oferece uma pick por um jogador no draft suplementar, está oferecendo a escolha do Draft do ano seguinte.

Os jogadores que não forem selecionados por nenhum time no Supplemental Draft imediatamente se tornarão free agents.

Na prática

Apesar de ser comum que equipes da NFL façam propostas no draft suplementar, são raros os casos de jogadores que ingressaram na liga neste processo.

O último jogador a entrar na liga pelo Supplemental Draft foi Isaiah Battle, que em 2015 foi selecionado pelos Rams.

Outros exemplos famosos de jogadores selecionados no draft suplementar são Terrelle Pryor e Josh Gordon.

Os três atletas citados são os únicos jogadores ativos na NFL selecionados no Supplemental Draft.

Nomes interessantes

No Supplemental Draft 2018, três dos nomes mais comentados como possíveis seleções são jogadores de secundária: Brandon Bryant (Mississippi State), Adonis Alexander (Virginia Tech) e Sam Beal (Western Michigan).


Clique aqui para mais notícias sobre os Patriots e a NFL.

Compartilhe esta matéria:

Share on facebook
Share on twitter

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

O Patriotas é um fã clube oficial no Brasil e reconhecido pelo New England Patriots nos Estados Unidos.

Site desenvolvido pela equipe Patriotas.