Eu sou Patriota : Paulo Marconi

Nova coluna aqui no Patriotas! A partir de agora, abriremos espaço para você, torcedor que é mais um Patriota!

Nesta estreia começamos com o ótimo texto do Paulo Marconi, que conta um pouco sobre como é torcer para o New England Patriots!

Eu sou Patriota – Paulo Marconi


 

“Eu não me importo”!!!

Esta é minha resposta automática quando falo para alguém que sou fã de Futebol Americano, e torcedor incondicional do New England Patriots, e a pessoa retruca que sou um “torcedor modinha”.

Confesso que comecei a acompanhar o esporte no ano de 2001, coincidentemente ou não, logo de cara vi os Patriots conquistarem seu primeiro Super Bowl (XXXVI), diante do St. Louis Rams.

Depois disso, e já sabendo para quem torcer, aquela prazerosa sensação de alegria e orgulho de ver seu time campeão retornou novamente nas conquistas dos Super Bowls XXXVIII (temporada 2003/2004) e XXXIX (temporada 2004/2005).

Então, não tenho como negar que nossos três primeiros campeonatos, em especial o da temporada 2001, influenciaram profundamente na escolha do meu time da NFL. E além de “réu confesso”, é meu dever informar a todos que sou “reincidente”, pois tal fato já acontecera antes, mais precisamente no início da década de 90, quando resolvi escolher o Chicago Bulls como meu time preferido da NBA. Não é preciso maiores explicações para reconhecer que tal escolha é em razão daquela fantástica equipe comandada por Michael Jordan, capaz de arrebatar seis títulos em oito temporadas.

Mas voltando ao que importa, e depois de ter reconhecido que a conquista de três Super Bowls em quatro anos influenciaram profundamente minha escolha em me tornar um “Patriota”, não tenho como negar que o momento que mais me senti confortável com esta decisão foi a lendária, e ao mesmo tempo emblemática, temporada de 2007/2008, onde, após uma campanha perfeita de 16-0, uma pedra no sapato chamada New York Giants nos tirou o título do Super Bowl XLII, de uma maneira dolorosa e com requintes de crueldade (maneira esta que viria a se repetir no Super Bowl LXVI, em 2012).

Entretanto, aquele time de 2007, apesar de não ter sido coroado campeão, consolidou e mostrou ao mundo perfeitamente a essência do DNA do time dos Patriots: um time que sabe perfeitamente o significado de jogo coletivo, com um poderio ofensivo assustador, aliados a uma eficiência única na liga.

Mas não se engane caro leitor: essa essência não surgiu naquela temporada de 2007. Ela sempre existiu para nós “Patriotas”, não importa quando sua relação de amor com o time de Foxborough tenha começado. Mas quis o destino que a história somente tenha passado a entender e reverenciar este DNA após a conquista dos três primeiros Super Bowls e da fantástica temporada de 2007.

Só que é graças a essa essência que o time sempre carregou, e ainda carrega nos dias de hoje, que nos tornamos o time mais odiado por todos os “não Patriotas”, sendo que a necessidade de alguns times em nos vencer supera o próprio desejo de um título, não é mesmo Baltimore Ravens?

E não ouse dizer que nossos resultados dos últimos quinze anos são em razão dos fracos times montados pelos nossos rivais de divisão, pois é certo que neste período, você, como torcedor rival, sentiu ao menos uma vez o amargo gosto de uma derrota para os Patriots.

Então, caro rival, quando você for apontar um dedo para um “Patriota” para dizer que ele é um “torcedor modinha”, saiba que está apontando o dedo para o orgulho de um time que possuí uma das maiores dinastias de todos os esportes, vencedora de quatro Super Bowls, oito Títulos de Conferência, e 17 títulos de Divisão, e cuja reputação é capaz de causar os mais profundos calafrios em qualquer time da NFL que terá enfrenta-lo.

Mas se ainda assim você não entender este “Orgulho Patriota”, fique à vontade para apontar o dedo e dizer “Você é um torcedor modinha”!!

“Eu não me importo”!!!

Paulo L. Marconi Jr. É um “Patriota”, advogado quase sempre, fanático por videogame sempre, e (pseudo) escritor as vezes.
Email: paulomarconijr@hotmail.com
Twitter: @paulomarconijr


 

Se você também quer demonstrar o seu amor aos Patriots, ou qualquer outro assunto que tenha a ver com a nossa tão amada equipe, mande para nós no newenglandpatriotas@gmail.com com o assunto: Eu Sou Patriota!

Lembrando que para ser publicado, o texto não pode conter palavrões, insultos, apologia a qualquer atividade ilegal e claro, um bom português!

Obs: Este não é um artigo original do site Patriotas e é de responsabilidade do seu escritor.

Compartilhe esta matéria:

Share on facebook
Share on twitter

Este post tem 2 comentários

  1. bom texto, no meu caso não sofro essa “acusação” pois apesar de não ter acompanhado com muito afinco antes de 2006-07, minha predileção pelos Patriots vem de antes de Brady, em um jogo onde perdemos para os Dolphins, eu achava rídiculo um time de FA, o esporte mais “violento” de força, ter como mascote um golfinho, e achei muito legal a figura do “patriota” e mesmo perdendo naquele dia, fechei com o certo.

    Saudações Patriotas

  2. Texto incrível, Congrats pela nova coluna, e principalmente ao Paulo por esse guia ao peito de todo Patriota, que antigo ou não, sente isso. Temos vários torcedores de “fase”, mas qual esporte não há? Mas sim, quem pega a essência patriota consegue sentir um espírito de equipe que poucos times da NFL passam hoje em dia. Mesmo sendo uma estrela, Tom Brady não se deixa levar pela fama ou números, ele quer ver nossos #Pats ganhar; e se nosso capitão deseja isso, quem poderá se opor à essa filosofia?!
    #PatsNation

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

O Patriotas é um fã clube oficial no Brasil e reconhecido pelo New England Patriots nos Estados Unidos.

Site desenvolvido pela equipe Patriotas.