Examinando as combinações da OL contra os Saints

A linha ofensiva dos Patriots é para muitos o calcanhar de aquiles da equipe. Porém, o que não falta nela é competitividade, principalmente nas posições de guard e center. Confira agora as combinações dela no jogo contra os Saints.

Examinando as combinações da OL contra os Saints

Antes do início da partida, já sabíamos de três desfalques certos e uma dúvida. Jonathan Cooper, que vinha sendo o RG titular no training camp, sofreu uma lesão na planta do pé e talvez fique de fora de toda pré-temporada.

Outra certezas de desfalque era o guard Tre’Jackson e o tackle Sebastian Vollmer, que não estão 100% fisicamente e não chegaram a treinar com pads no camp. A dúvida ficou em torno do G Shaq Mason, que acabou participando dos últimos treinos e, por isso, foi para o jogo.

Combinações da OL:

Sabendo já dos inativos, veja abaixo as doze combinações da linha ofensiva (da esquerda para a direita) durante a partida da última quinta-feira (11).

1. Solder-Thuney-Andrews-Mason-Cannon
2. Solder-Thuney-Andrews-Mason-Cannon
3. Solder-Thuney-Andrews-Mason-Cannon
4. Solder-Thuney-Stork-Mason-Cannon
5. Solder-Thuney-Stork-Mason-Cannon
6. Solder-Thuney-Andrews-Mason-Cannon
*Halftime*
7. Waddle-Barker-Kline-Karras-Fleming
8. Waddle-Barker-Kline-Karras-Fleming
9. Waddle-Barker-Kline-Karras-Fleming
10. Waddle-Barker-Kline-Karras-Fleming
11. Barker-Kerbyson-Karras-Halapio-Milton
12. Barker-Kerbyson-Karras-Halapio-Milton

Análise:

Tackles:

Foi bom poder ver a volta do RT Nate Solder, que perdeu toda a temporada passada por conta de uma grave lesão nos bíceps. Porém, é de se notar que ele ainda não está tão dominante quanto antes. Estes jogos de pré-temporada serão importantes para Solder voltar ao seu ritmo.

Com a ausência de Vollmer, Marcus Cannon mostrou-se mais uma vez que é o reserva imediato para a comissão técnica, mas não para a torcida. Cannon teve uma atuação nada convincente, assim como no camp, e é difícil saber como ele ainda está no elenco e ocupando $4 milhões no salary cap.

Após a volta do intervalo, os titulares deram lugar aos reservas, como esperado. Pudemos notar que LaAdrian Waddle é o reserva de Solder, e como ele vem sofrendo com lesões, Waddle tem grandes chances de conseguir uma tão sonhada vaga no elenco final.

Na direita, Cameron Fleming mostrou que ainda está vivo na teórica disputa com Cannon. Ele teve uma sólida atuação, melhor que a de seu concorrente, destacando a corrida de mais de 40 jardas de Tyler Gaffney para o touchdown, onde Fleming deu dois blocks essenciais.

Nos últimos dois drives, com o jogo já encaminhado, Scarnecchia deu espaço para jogadores mais abaixo no depht chart, Chris Barker e Keavon Milton, que pouco foram notados.

LT Nate Solder retornou a equipe contra os Saints.
LT Nate Solder retornou a equipe contra os Saints.

Guards:

O destaque do interior da linha no training camp, o calouro Joe Thuney foi destaque também no jogo contra os Saints. Assim como nos treinos, Thuney atuou como LG, e deu a entender que essa posição já tem dono para a temporada, deixando a disputa no lado direito em aberta.

Sendo dúvida antes da partida, Shaq Mason mostrou que largará na frente para ser o RG titular. O segundoanista, titular na temporada passada, porém, na esquerda, fez seu trabalho e não comprometeu a linha.

No segundo tempo, uma das surpresas positivas do camp, o guard calouro Ted Karras fez sua estreia pelos Patriots, entrando no lugar de Mason. Com a ausência de Jackson e Kline atuando como center (falarei disso), Karras teve uma boa oportunidade de mostrar seu football.

Na esquerda, Chris Barker ocupou a posição deixada por Thuney. Ele muito dificilmente fará parte dos 53 finais, porém, podendo atuar também como tackle, deverá conseguir uma vaga no practice squad. Kyler Kerbyson e Jon Halapio, que está de volta aos Patriots após ser draftado pelo time em 2014, formaram a dupla de guards nos últimos dois drives.

Shaq Mason assumiu a titularidade na direita do interior da linha.
Shaq Mason assumiu a titularidade na direita do interior da linha.

Centers:

A disputa de titularidade que mais divide os torcedores: David Andrews x Bryan Stork ganhou mais um capítulo. Após sofrer uma concussão na segunda semana do camp, Stork voltou a treinar apenas a poucos dias antes do confronto contra os Saints.

Com isso, David Andrews foi mais uma vez o center titular e teve um jogo sólido. Porém, diferentemente do que houve nas outras posições, o C não foi o mesmo durante todo o primeiro tempo.

De seis drives, Stork atuou em dois, mesmo não estando na melhor condição física, o que mostra que está longe de ser definido quem será o “cérebro” da linha durante a temporada.

O fato que mais chamou atenção durante o segundo tempo foi o Josh Kline jogando como center. Kline foi o guard mais sólido dos Patriots ano passado e, teoricamente, briga por uma vaga e a titularidade na direita da linha. O motivo para ele jogar no meio deve ter sido a preocupação com o quadro físico de Stork, e caso ele machuque durante a temporada, Kline já estará habituado para ser o C reserva.

Bryan Stork disputará com David Andrews a posição de center.
Bryan Stork disputará com David Andrews a posição de center titular.

Acompanhe o Patriotas no facebook!

Compartilhe esta matéria:

Share on facebook
Share on twitter

Este post tem 2 comentários

  1. O Stork todo ano perde jogos por concussão. Desse jeito a carreira dele não vai durar.

    1. Pois é Rubens, é algo que preocupa bastante e na posição dele é sempre mais fácil de acontecer algo! :/

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

O Patriotas é um fã clube oficial no Brasil e reconhecido pelo New England Patriots nos Estados Unidos.

Site desenvolvido pela equipe Patriotas.