Free Agency 2021: Alvos na posição de QB

Com a agência livre se aproximando começam as projeções dos nomes que podem chegar no período. De fato é esperado que Belichick seja agressivo e, com isso, hoje na nossa série sobre a free agency falamos sobre os alvos na posição de QB.

Instagram Fã Clube Patriotas

Dak Prescott, grande personagem da Free Agency

Resultado de imagem para dak prescott

De fato toda a dificuldade entre Cowboys e Dak para uma extensão contratual deixa a NFL ansiosa em saber o futuro do QB.

Batendo na porta dos 28 anos, o signal caller ainda terá muitos anos produtivos, assim como as temporadas que passou até aqui no Texas.

Ao todo Dak acumula 66% de aproveitamento nos passes, que o auxiliaram a conseguir 106 touchdowns ao longo de 5 temporadas pelos Cowboys.

Além disso, o camisa 4 também é móvel e se encaixa nas exigências requeridas para a posição na NFL atual.

Com toda a certeza isso se reflete nos números do QB. Em 4 partidas na última temporada Dak acumulou 9 TDs passados e 3 corridos, até se lesionar na semana 5, contra os Giants.

Caso não receba a franchise tag dos Cowboys, certamente o signal caller terá procura na free agency, devido a sua qualidade.

O camisa 4 de fato seria a cereja no bolo de franquias que estão a um QB do Super Bowl, no entanto o preço pelos seus serviços seria salgado.

Nas conversas que teve para estender seu contrato com os Cowboys surgiu a notícia de que Dak procura um valor de $40 mi por ano.

É notório que Belichick costuma ser não cometer loucuras, no entanto seria um nome para mudar a franquia de patamar, certamente.

Ryan Fitzpatrick, QB para uma transição

Resultado de imagem para ryan fitzpatrick

Com toda a certeza o veterano de Harvard não é o nome que todos gostariam de ter recebendo os snaps durante a temporada, no entanto as opções são poucas.

Ao longo de sua carreira Fitzpatrick já defendeu 8 franquias e sempre foi marcado por sua inconsistência, sendo capaz de ótimos jogos e partidas bem ruins.

O QB fará 39 anos em novembro e acumulou bons momentos por Miami na última temporada, até ser colocado no banco pelo novato Tua Tagovailoa.

Ao todo acumulou 2.091 jardas (68,5% de passes completos), para 13 TDs e 8 INT, além de adentrar a end zone duas vezes com as pernas.

https://twitter.com/NFL/status/1343040873848741888

Já veterano, o signal caller não deve ser muito disputado na free agency e, além disso, não terá um valor alto em seu contrato.

Sempre elogiado por sua ética de trabalho, Fitzpatrick recebeu $8 milhões na última temporada e um novo contrato não deve fugir muito disso.

Por seu caráter e empenho, o signal caller seria um bom nome para ensinar um QB escolhido no draft a ser um profissional na NFL.

Tudo isso depende de como New England irá agir a respeito da posição nos próximos meses, no entanto é uma opção viável no cenário atual.

Andy Dalton, mais uma ponte para o futuro QB

Resultado de imagem para andy dalton

Com o último nome chegamos a óbvia conclusão de que QBs de alto nível raraente vão para a free agency.

Sobre Dalton, ao longo de anos foi produtivo nos Bengals, porém durante as últimas temporadas viu seu desempenho despencar até ser cortado.

No último ano o veterano de 33 anos defendeu os Cowboys, onde conseguiu recorde de 4 vitórias e 5 derrotas após assumir o lugar de Dak.

Dessa forma o signal caller acumulou 2.170 jardas (64.9% de passes completos), além de 14 TDs e 8 INT com o time texano.

https://twitter.com/overtime/status/1315437879221530625

A passagem serviu para sacramentar o declínio do signal caller, que claramente não consegue mais ser um franchise player.

Com isso, certamente o nome de Dalton não anima ninguém, entretanto o QB pode mover a bola com maior eficiência que Cam Newton.

O fato de estar em declínio também possibilita um valor contratual baixo para contar com seus serviços, que custaram $3 mi em 2020.

Decerto o camisa 14 não seria o nome para colocar os Patriots novamente no Super Bowl, porém, assim como Fitzpatrick, poderia dar tempo para um jovem ser desenvolvido.

Dessa forma fica claro que, a menos que ocorra alguma troca como a sugerida nesse post, o torcedor não deve se empolgar com QBs vindos da free agency.

Compartilhe esta matéria:

Share on facebook
Share on twitter

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

O Patriotas é um fã clube oficial no Brasil e reconhecido pelo New England Patriots nos Estados Unidos.

Site desenvolvido pela equipe Patriotas.