Free Agency 2021: Alvos na posição de TE

free agency

Com a free agency se aproximando começam as projeções dos nomes que podem chegar no período. Com toda a certeza, a expectativa de reforçar o corpo de recebedores é alta, por isso, analisamos algum dos principais TEs disponíveis no mercado.

Hunter Henry, o “peixe grande”

Escolha de segunda rodada no Draft 2016 pelos Chargers, Henry teve dois ótimos anos iniciais de carreira, projetando-se como um dos melhores tight ends da liga para o futuro. Todavia, o rompimento dos ligamentos do joelho em 2018 teve que remodelar seus planos.

Embora não tenha alcançado as expectativas que gerou, Henry continuou sendo um tight end confiável, acumulando mais de 1.200 jardas recebidas nas últimas duas temporadas, sendo capaz de figurar como o principal nome da posição em boa parte dos times, ainda mais em New England, que vem sofrendo demasiadamente no setor.

Aos 26 anos, Henry jogou sob a franchise tag em 2020, recebendo cerca de $10,6M. Caso não receba a tag novamente e possa testar o mercado, é esperado que ele receba um contrato por volta dos $11-12,5M anuais. Certamente, será bastante cobiçado, e os Pats têm que entrar na briga.

Jonnu Smith, a segunda opção na free agency

Após Hunter Henry, sem sombra de dúvidas Jonnu Smith é a melhor opção no mercado da free agency. Tendo passado todos seus quatro anos da carreira nos Titans, time que o draftou, foi a partir de 2019 que ele começou a chamar atenção, quando sua principal qualidade entrou em ação: as jardas após a recepção.

Em 2019, das 41 recepções, em 14 delas ele quebrou tackles, conseguindo uma média de 7,5 jardas após o passe. Inclusive, ao se preparar para enfrentá-lo nos playoffs da temporada 2019, Belichick disse que Smith é “provavelmente o melhor da liga” em jardas após a recepção.

Já em 2020 ele anotou 8 touchdowns, o mesmo número que tinha computado nos três anos anteriores somados. Assim, é inegável sua habilidade como recebedor, apesar de ainda ter que evoluir nos bloqueios.

Com apenas 25 anos e vindo da melhor temporada em números de sua carreira, Smith também é candidato a receber a franchise tag. Caso isso não ocorra, ele deverá ter ofertas na casa dos $8,5-10M anuais, e é obrigação de New England ir atrás.

Is Jonnu Smith a viable fantasy replacement if Delanie Walker is ruled out?
Jonnu Smith sendo marcado por Stephon Gilmore.

Gerald Everett, um nome do “segundo pelotão” da free agency

Depois de Henry e Smith, há uma grande discrepância para o terceiro melhor tight end free agent, que é Gerald Everett, cujo ainda não se provou como um legítimo TE #1.

Em sua passagem pelos Rams, Everett foi sombra de Tyler Higbee, principal nome da posição em Los Angeles, e, por isso, não era uma presença constante no gameplan, embora tenha aproveitado as chances que recebeu. Assim como Smith, as jardas após a recepção fazem parte do seu repertório, tendo uma média de 5 na carreira, além de 30 tackles quebrados em 130 recepções.

Com um papel limitado em Los Angeles, Gerald poderá se aproveitar de um time que o coloque em uma função de mais destaque, e com 26 anos ainda tem muito teto para evoluir. Estima-se que seu novo contrato gire em torno dos $5-6M anuais.

Kyle Rudolph, um veterano para ser o mentor dos jovens

Aos 31 anos e indo para sua décima primeira temporada, Rudolph inegavelmente está em declínio e na fase final de sua carreira, mas sua contribuição pode ir além do que se apresenta dentro de campo.

Bastante experiente, ele pode servir como uma espécie de mentor para Devin Asiasi e Dalton Keene, escolhas de terceira rodada dos Patriots em 2020 que basicamente não fizeram nada no ano de calouro, além de tirar um pouco da pressão dos ombros dos jovens.

Todavia, Rudolph não resolveria de imediato o problema dos Pats no setor, por aparentar não ter mais gasolina no tanque para ser o tight end #1. Em sua última temporada nos Vikings, ele teve um dos piores anos de sua carreira, com apenas 28 recepções para 334 jardas e 1 touchdown.

Em 2019, Kyle despertou o interesse de New England, e agora o oposto parece estar ocorrendo. Por um salário modesto, pode ser uma opção a se considerar, caso não seja possível atrair os outros nomes supracitados.

Patriots: Vikings' latest roster move may have helped New England in  massive way
Rudolph passou até então toda sua carreira nos Vikings, e agora irá respirar novos ares.

Outras opções:
– Jared Cook (Saints)
– Anthony Firkser (Titans)
– Trey Burton (Bears)
– Dan Arnold (Cardinals)
– Jacob Hollister (Seahawks)
– Tyler Kroft (Bills)
– Marcedes Lewis (Packers)


Acompanhe o Patriotas no twitter e fique por dentro de tudo que ocorre em New England na free agency!

Compartilhe esta matéria:

Share on facebook
Share on twitter

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

O Patriotas é um fã clube oficial no Brasil e reconhecido pelo New England Patriots nos Estados Unidos.

Site desenvolvido pela equipe Patriotas.