James White volta a ser a tradicional “válvula de escape”

james white

Quem acompanhou os Patriots nas cinco temporadas anteriores a 2020, acostumou-se a ver o RB James White ser a bola de segurança de Tom Brady em qualquer faixa do campo.

Todavia, ano passado, White teve uma temporada discreta para os seus padrões, a pior em números desde seu ano de calouro, quando basicamente não jogou.

Consagrado como running back recebedor, James acabou sendo inerentemente prejudicado pela mudança de estilo de jogo com a chegada de Cam Newton e a consequente maior utilização das corridas. Para se ter uma noção, o camisa 28 apenas anotou um touchdown aéreo em 2020. Já em 2018 e 2019, foram 7 e 5, respectivamente.

Além da questão tática, James White também sofreu um duríssimo golpe na esfera pessoal, após perder seu pai em um acidente de carro no começo da temporada, bem como sua mãe ter ficado gravemente ferida no mesmo incidente.

Por conta dessa queda de produção, a tragédia familiar e ser free agent, geraram-se dúvidas se ele ficaria em New England. Apesar de ter sido especulado nos Buccaneers, tanto pela relação com Brady, quanto pela proximidade geográfica da família, o veterano reassinou com os Pats por uma temporada, $2,5M.

E aos 29 anos, o running back vem sendo o melhor skill player e custo-benefício dos Patriots em 2021, retomando os bons tempos da Era Brady. Até o momento, ele é o líder em recepções, jardas aéreas, touchdowns (empatado) e first downs aéreos (empatado) da equipe.

As 12 recepções totais nessas duas semanas iniciais, inclusive, são a melhor marca da carreira de James White, e já equivalem a 30% do total de recepções dele em 2020.

As ótimas atuações do veterano nesse começo de temporada renderam elogios de Bill Belichick na coletiva pós-vitória diante dos Jets:

“James é um dos nossos melhores jogadores. Ele tem uma tremenda consistência. Ele pode fazer qualquer coisa que a gente pedir, third down, first down, correr com a bola, receber, segurar a blitz. Ele dá a esse grupo uma grande liderança com sua preparação e performance.”

Um dos motivos para a melhora de James White em comparação a 2020 é o retorno do estilo de jogo que ele estava acostumado, haja vista que Mac Jones é um pocket passer, assim como Brady.

Ademais, a “evolução” na questão psicológica, que claramente foi um fator ano passado (e não tinha como ser diferente) devido ao falecimento do pai, também contribui para ele voltar a ser a tradicional válvula de escape do ataque Patriota, além de um baita capitão, o que nunca deixou de ser.


Acompanhe o Patriotas no twitter!

Compartilhe esta matéria:

Share on facebook
Share on twitter

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

O Patriotas é um fã clube oficial no Brasil e reconhecido pelo New England Patriots nos Estados Unidos.

Site desenvolvido pela equipe Patriotas.