Mac Jones mostrou novamente força mental e resiliência

Mac Jones

Mais uma vez, a exemplo do que ocorreu na derrota para os Bucs, chegamos para falar de Mac Jones em uma partida em que os Patriots foram derrotados.

O revés frente aos Cowboys ainda dói pelas circunstâncias em que ocorreu. Não obstante, seguimos olhando essa temporada pensando no futuro dos Patriots na posição mais importante do time.

Quanto a isso, Mac Jones mostrou novamente que pode vir a ser um belo quarterback.

Força mental

Sempre ouvimos na NFL que quarterbacks precisam ter memória curta. Isto é, um erro precisa ser rapidamente superado, não podendo permanecer na mente do jogador tempo suficiente para comprometer as próximas jogadas.

Tom Brady era um bom exemplo disso, sempre capaz de se reerguer após os erros cometidos e construir boas campanhas.

Desde o training camp, o jovem Mac Jones tem mostrado que é capaz de se recuperar após erros que afetam o psicológico.

Mac teve talvez seu melhor treino na offseason após um dia em que nada deu certo, mostrando resiliência e capacidade de recuperação.

Nos poucos jogos como profissional, isso já ficou claro. A derrota para os Cowboys foi uma boa amostra.

Mac Jones lançou uma pick-6 quando tinha a vantagem no placar e precisava apenas gastar o relógio para garantir uma surpreendente vitória contra um time de maior qualidade.

Um erro dessa magnitude seria capaz de arrasar qualquer quarterback, principalmente um calouro. E não poderíamos crucificar Mac caso isso tivesse ocorrido.

Na campanha seguinte à interceptação, Jones lançou um míssil para Kendrick Bourne, resultando em um touchdown de 75 jardas que colocou os Patriots novamente na liderança.

Erros sempre serão cometidos pelos quarterbacks. Por calouros, mais ainda.

O que diferencia os bons é a capacidade de “esquecer” os erros, não deixar que afetem o jogo que ainda precisa ser jogado.

Na pequena amostra que tivemos até aqui de Mac Jones como profissional, parece que força mental não será um de seus problemas.

Solta o menino, McDaniels!

O ataque dos Patriots, liderado por Mac Jones, fez duas ótimas campanhas para iniciar a partida, anotando dois touchdowns.

Na terceira campanha, o quarterback de New England sofreu uma violenta pancada de Randy Gregory, dos Cowboys, que resultou em um strip sack.

Talvez por temer pela saúde de Mac Jones atrás de uma linha ofensiva remendada, a partir do sack Josh McDaniels virou uma chave e passou a ser bem mais conservador nas chamadas ofensivas.

Antes do violento sack, os Patriots lançaram a bola em 55% das primeiras descidas, ganhando 12,8 jardas por jogada. Após a pancada, passaram a correr em mais de 73% dos first downs, ganhando apenas 4,2 jardas de média.

O fato é que Jones mostrou que consegue comandar o ataque lançando a bola, toma boas decisões e raramente lança bolas arriscando uma interceptação.

Só na partida contra os Cowboys, Mac lançou a mesma quantidade de passes para mais de 20 jardas que havia lançado em todas as partidas anteriores.

Mesmo assim, o coordenador ofensivo dos Patriots parece insistir em “não tirar as rodinhas da bicicleta” de Mac Jones.

Já passou da hora de Josh deixar o menino lançar.


Siga o Patriotas no Instagram clicando aqui.

Compartilhe esta matéria:

Share on facebook
Share on twitter

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

O Patriotas é um fã clube oficial no Brasil e reconhecido pelo New England Patriots nos Estados Unidos.

Site desenvolvido pela equipe Patriotas.