Michael Bennett: uma vez esperança, agora moeda de troca

michael bennett

Com a saída de Trey Flowers, o melhor jogador do front-seven dos Patriots nas últimas três temporadas, New England foi atrás de sua reposição e fechou uma troca com os Eagles pelo veterano ex-pro-bowler Michael Bennett, o que agradou a maioria dos torcedores e analistas dos Pats. No entanto, passadas seis semanas da temporada regular, o desempenho do irmão de Martellus está bem longe do esperado.

Aos 33 anos, Bennett não está tendo – nem de perto – a participação que se imaginava, afinal, era projetado que ele fosse ser titular da linha defensiva de New England. Para se ter uma noção, Michael vem, a cada semana, sendo utilizado em menos snaps. Contra os Bills, ele entrou em 24 jogadas defensivas, depois contra os Redskins apareceu em 14, e diante dos Giants o veterano foi usado em somente 11 snaps defensivos.

Um dos motivos para isso é a competitividade fortíssima e diversas opções disponíveis no front-seven dos Pats, com jogadores que não se esperava ter um papel tão significante atuando no auge de suas carreiras, como Deatrich Wise, John Simon, Adam Butler e Danny Shelton.

Outro aspecto que está limitando o número de snaps de Bennett é a formação que vem sendo utilizada. Diferentemente dos anos anteriores, New England está alinhando-se mais na formação 3-4, e Michael encaixa-se melhor na 4-3. Um dos motivos para essa mudança foram as repatriações de Jamie Collins e Danny Shelton, que foram contratados dois meses depois de Bennett, e estão jogando em altíssimo nível, viabilizando o uso do 3-4.

Mini Flâmula New England Patriots NFL

Ademais, o próprio Michael Bennett não está se ajudando. Era de conhecimento notório que o jogador tinha um temperamento mais esquentado, e isso já foi demonstrado em New England. Na terça-feira, ele foi suspenso pelo restante da semana, incluindo a partida contra os Jets, após ter uma conduta incompatível com a praticada em Foxborough, ao se desentender com seu técnico de posição, Bret Bielema.

Dessa forma, Bennett passou de grande esperança do pass rush para um jogador descartável. Portanto, com a proximidade da trade deadline (29/10), ele é a principal moeda de troca dos Patriots, e já vem sendo bastante especulado de que será negociado, o que liberaria cerca de $2M no salary cap.

Com 2,5 sacks na temporada, Michael não tem um valor de mercado alto, então possivelmente os Pats receberiam uma escolha de fim de Draft pelo jogador. Mesmo assim, é melhor trocá-lo do que mantê-lo prejudicando o ambiente da equipe, ao menos que ele aceite que será um pass rusher situacional e se adeque à cultura de New England, provando, dessa maneira, ser útil ao time.

Compartilhe esta matéria:

Share on facebook
Share on twitter

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

O Patriotas é um fã clube oficial no Brasil e reconhecido pelo New England Patriots nos Estados Unidos.

Site desenvolvido pela equipe Patriotas.