As necessidades dos Patriots no Draft 2017

Draft 2017

Passada a intensidade da free agency, transferimos nossas atenções para o Draft 2017, principal evento da offseason da NFL. Veja agora as necessidades dos Patriots para o recrutamento.

As necessidades dos Patriots no Draft 2017

Antes de partimos para o foco principal do artigo, temos que lembrar da questão Malcolm Butler, a qual ainda está indefinida.

Partindo do pressuposto que Butler permaneça em New England, eis nossas necessidades (com ordem específica):

Defensive End

O pass rush foi o calcanhar de Aquiles dos Patriots em 2016. Durante boa parte da temporada, o setor foi fortemente criticado pela ausência de sacks e pressões nos quarterbacks adversários.

Apenas a partir da entrada de Trey Flowers, as coisas começaram a se ajeitar, mas não chegaram a encher totalmente os olhos.

No papel, o grupo está enfraquecido em relação ao do ano passado. Chris Long e Jabaal Sheard saíram para a entrada de Kony Ealy.

Ealy não chega para ser titular absoluto, até porque vem de uma temporada pouco expressiva nos Panthers. Tendo Trey Flowers como certeza pelo lado esquerdo, o Draft servirá para preencher ou dar mais qualidade ao lado direito.

Running Back

Atualmente​, os Patriots não possuem um power back no elenco. LeGarrette Blount ainda está sem time e seu futuro não tem data para ser definido.

Sem ele, que bateu o recorde da franquia de touchdowns terrestres em uma única temporada ano passado, precisamos de uma reposição.

E o Draft 2017 aparece no momento ideal. Com uma boa classe de running backs, New England poderá selecionar um “corredor de ofício” para carregar as bolas durante quatro temporadas. Falamos de alguns nomes aqui.

Linebacker

Mesmo com o medo da saída de Hightower ter passado, o setor de linebackers ainda tem um certo desequilíbrio quando comparado aos outros.

Elandon Roberts, Kyle Van Noy, Shea McClellin e Jonathan Freeny ocuparão duas das três vagas de titular restantes.

Não vejo esse grupo sendo destaque em 2017, principalmente, caso alguém se lesione. Portanto, o Draft poderá aumentar o calibre dos nossos linebackers.

Offensive Tackle

Nate Solder e, principalmente, Marcus Cannon fizeram uma dupla segura de tackles em 2016. Porém, o primeiro entrará no seu último ano de contrato.

Com o mercado inflacionado para a posição de LT, draftar um e lapidá-lo para o futuro é uma ótima opção.

Além do mais, Solder não tem um dos melhores quadros físicos do elenco. Com a dispensa de Sebastian Vollmer, os Pats não possuem um reserva de segurança para a posição.

Cornerback

New England possui um grupo muito talentoso de outside cornerbacks, capaz de bater de frente com qualquer wide receiver.

Todavia, a ausência de um slot CB com a saída de Logan Ryan ainda não foi reposta. Eric Rowe não teve sucesso nessa função ano passado, Butler e Gilmore têm mais potencial para jogarem abertos.

Ainda não podemos confiar em Cyrus Jones. Justin Coleman também não é a solução dos problemas. Com isso, a chegada de um CB, mesmo que nos últimos rounds, seria bem-vinda.

Center

Uma posição que não comprometeu ano passado, mas foi a mais insegura da linha ofensiva. Talvez, a falta de uma sombra para David Andrews tenha causado isso.

Portanto, selecionar um center no Draft 2017 aumentará a disputa pela titularidade e extrairá o melhor de quem tiver na briga, elevando o potencial da nossa linha ofensiva.

Concorda com a nossa lista? Adicionaria/retiraria alguma? Comente com a gente!

Compartilhe esta matéria:

Share on facebook
Share on twitter

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

O Patriotas é um fã clube oficial no Brasil e reconhecido pelo New England Patriots nos Estados Unidos.

Site desenvolvido pela equipe Patriotas.