N’Keal Harry treina com especialistas em footwork para evoluir

Decerto a primeira temporada do receiver N’Keal Harry foi decepcionante. O talentoso prospecto de Arizona State perdeu metade da temporada lesionado e, em campo, produziu abaixo do esperado.

No entanto, certamente, o segundanista parece disposto a mudar o cenário em 2020. Com esse intuito, o camisa 15 contratou Rischad Whitfield, o Rei do Footwork, e Justin Allen para ajudá-lo na offseason.

Instagram Fã Clube Patriotas

Trabalhando primeiro no release de Harry

N’Keal Harry é um cara muito físico. Com 1,93 m e 102 kg, entretanto, há uma clara deficiência em seu jogo: sua pobre técnica como corredor de rotas.

É justamente nesse quesito que Whitfield está trabalhando com o recebedor de New England, em Houston no Texas.

O treinador contou a CLNS Media que jogadores grandes precisam ser leves em suas rotas, para que os defensores não possam controlá-lo com as mãos.

De acordo com o especialista, Harry tenta vencer os cornerbacks verticalmente e, com isso, se atrapalha nas rotas e para seus pés, fato que o faz ter desvantagem contra o marcador.

Primeiramente, o recebedor está treinando drills de release (saída da linha), para ganhar mais agilidade nos pés e perder hábitos ruins.

Para Whitfield, o release é a primeira coisa que ele precisa tomar conta, de fato. Depois que Harry estiver bem no quesito, será trabalhado o desenvolvimento de rotas.

“No final do dia, isso determinará quanta separação ele obtém e com que rapidez ele entra em suas rotas”, disse.

Pisar debaixo de si é um erro apontado

Outro especialista que auxilia Harry é Justin Allen – irmão do ex-tigh end de New England Dwayne Allen – que trabalha no controle corporal.

Logo de cara, o treinador identificou uma tendência de Harry, ao efetuar seus cortes, que o impossibilita a ganhar separação no topo da rota.

De acordo com o especialista, o receiver costuma pisar debaixo de si (como visto no vídeo acima) ao mudar de direção, fator que faz com que o camisa 15 perca explosão e velocidade.

Segundo Allen, Harry reconheceu de cara seu erro e, juntos, passaram a corrigi-lo rapidamente.

O treinador contou a CLNS Media que é necessário trabalhar os pequenos detalhes e ensinar aos atletas o porquê estão focando nisso.

Dessa forma, decerto, os jogadores conseguem alinhar mente e corpo a fim de controlar tudo o que foi ensinado e desenvolver em campo.

Harry possui a confiança de Belichick e de seus treinadores

De maneira indireta, Belichick mandou um sinal aos seus recebedores. Em uma das classes mais ricas em talento de receivers, de fato, o treinador não selecionou nenhum no draft.

Dessa forma, o head coach demonstrou que confia em seus wide receivers para a temporada 2020.

Patriots Package Report: N'Keal Harry makes things happen in red zone
É esperado um grande salto de Harry em seu segundo ano.

Outro recado de Belichick foi mais direto, ao dizer que tem “certeza de que todos os nossos jovens jogadores melhorarão no segundo ano”.

Considerado um hard worker, Harry dá sinais de que fará de tudo para corresponder às expectativas do treinador.

Com apenas 105 jardas e 2 TDs em 2019, o camisa 15 tem tudo para dar a volta por cima na nova temporada, ao menos é o que entende Justin Allen.

O especialista disse que Harry se demonstra “faminto” a cada sessão de treinos e com mentalidade de ser um dos melhores.

Whitfield concorda com o companheiro e vê o receiver ficando “melhor e melhor a cada treino” e vislumbra uma temporada grandiosa para o camisa 15, pois “ele sabe que tem que ser o cara”, disse.

Compartilhe esta matéria:

Share on facebook
Share on twitter

Este post tem um comentário

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

O Patriotas é um fã clube oficial no Brasil e reconhecido pelo New England Patriots nos Estados Unidos.

Site desenvolvido pela equipe Patriotas.