O copo dos Patriots está meio cheio ou meio vazio?

Patriots

A temporada dos Patriots está longe de ser perfeita, todos sabemos. A equipe tem alternado grandes e péssimas atuações.

Mesmo nos piores momentos, é possível enxergar algo de bom. Mesmo nos melhores jogos, alguns defeitos não podem ser ignorados.

E aí? O copo dos Patriots está meio cheio ou meio vazio?

O copo dos Patriots está meio cheio ou meio vazio?

Meio vazio

Não há como esconder, o ataque dos Patriots é o ponto fraco da equipe em 2019. E infelizmente os problemas são vários, não é algo único ou fácil de se resolver.

Tom Brady não está voando como em outros anos. Apesar de ser exagero falar em declínio acentuado, Brady não tem sido o QB sensacional que vimos ao longo de sua carreira.

Já são 7 jogos consecutivos com o passer rating abaixo de 100, a pior marca da carreira do GOAT.

Um dos problemas é sua falta de paciência quando a jogada não se desenvolve rapidamente, talvez por medo de receber pancadas. Afinal, ele não é nenhum garoto.

Mas o quarterback não é o único culpado. Um dos principais problemas é justamente sua proteção.

Marshall Newhouse era a emergência, e a volta de Isaiah Wynn ajudou a sarar esta ferida. Mesmo assim, Tom Brady não está tendo a proteção constante de outras temporadas, e se vê frequentemente tendo que correr no pocket ou jogar a bola fora para evitar sacks.

Não bastasse a OL, o grupo de recebedores de New England é talvez a principal preocupação.

Com exceção de Julian Edelman e alguns momentos de James White (que vinha sumido nos jogos recentes), os demais jogadores simplesmente não conseguem separação dos marcadores.

Em muitas ocasiões, estamos vendo problemas de comunicação entre Brady e seus recebedores, que não têm conseguido ler as jogadas da mesma forma que o quarterback.

Não há como negar os defeitos do ataque: quatro dos cinco piores ataques da liga em pontos por partida superaram os Patriots em pontos por jogo desde o início de novembro (Jets, Dolphins, Broncos e Redskins).

Juntando todos esses fatores, é difícil ser otimista com esse ataque. E já estamos em dezembro.

Meio cheio

Mesmo nas derrotas, como dissemos, é possível ver um lado bom. Para os mais otimistas, a derrota frente aos Texans trouxe alguns motivos para termos esperança.

Se acima dissemos que Brady não está voando como em outros anos, ontem o quarterback passou para 326 jardas e 3 touchdowns, melhor marca em algumas semanas.

E isso mesmo contando com os recém-lesionados Sanu e Dorsett, além de estar jogando virtualmente sem ajuda na posição de tight end.

Ah, e ontem tivemos mais dois grandes drops que evitaram primeiras descidas para New England, um de Sanu e outro de LaCosse.

Outro ponto a dar otimismo é o fato de que o time, apesar dos problemas, possui um record de 10-2, não estando na ponta a AFC neste momento pelos critérios de desempate.

É bom lembrar que em 2018 os Patriots chegaram a 9-3 após 12 partidas e vieram a perder outros dois jogos no mês de dezembro, deixando quase todos sem esperanças. Mesmo assim, o final da temporada foi o mais feliz possível.

Os Patriots já estiveram 10-2 ou melhor em 7 temporadas, e em 5 delas a equipe alcançou o Super Bowl. Ou seja, a temporada está longe de estar perdida.

Por fim, a tabela. Dos 4 jogos restantes, 3 serão disputados no Gillette Stadium, inclusive as duas últimas partidas da temporada.

Apesar de New England ainda enfrentar adversários duros como Chiefs e Bills, jogar em casa sempre foi um fator de força para os Pats. Ah, e o jogo fora de casa restante é contra os Bengals, que possuem apenas 1 vitória na temporada.

Ingressos New England Patriots NFL Fã Clube Patriotas

E você torcedor? Como tem olhado para o copo dos Patriots, meio vazio ou meio cheio? Há motivos para otimismo mesmo na derrota? Deixe sua opinião.


Confira nossa página no Instagram clicando aqui.

Compartilhe esta matéria:

Share on facebook
Share on twitter

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

O Patriotas é um fã clube oficial no Brasil e reconhecido pelo New England Patriots nos Estados Unidos.

Site desenvolvido pela equipe Patriotas.