O New England Patriots e o aproveitamento dos não draftados

UDFAs Andrews Jackson Butler

Entra ano e sai ano, as escolhas de Draft do New England Patriots são contestadas e passado o Draft, lemos que algum não draftado – ou UDFA – irá se sobressair e fará parte do elenco final dos Pats.

Questionados sobre isso, resolvemos trazer uma lista de UDFA que mais se destacaram nos Patriots na história mais recente.

O New England Patriots e o aproveitamento dos não draftados

Antes de mais nada, apenas a título de curiosidade, os Patriots possuem um bom aproveitamento com não draftados, até mesmo antes de Belihicik ser o head coach.

Um exemplo, é Adam Vinatieri. O kicker que conquistou 3 Super Bowl nos Patriots, foi contratado como UDFA em 1996 e sua passagem pela equipe dispensa apresentações.

Contudo, vamos ao que interessa e mencionar os não draftados mais recentes que assinaram seu primeiro contrato com os Patriots e conseguiram se sobressair e garantir uma boa carreira na equipe e na liga.

Patriots UDFA:

Jonathan Jones

O cornerback assinou com os Pats como UDFA em 2016, já tendo feito parte de um time campeão de Super Bowl em seu ano de rookie.

Em 2017, Jones estava conquistando maior espaço na equipe, tendo participado de todos os 16 jogos de temporada regular. Contudo, no Divisional Round contra o Tennessee Titans, Jonathan Jones sofreu uma fratura no tornozelo e foi colocado na injury reserve.

Nos anos seguintes, Jones teve momentos importantes em suas temporadas nos Pats. Em 2018, foi o responsável por marcar Tyreek Hill na final de Conferência contra o Kansas City Chiefs, tendo limitado o receiver a apenas uma recepção.

Já em 2019, chegamos até a considerar que Jones fosse utilizado como moeda de troca, mas o jogador se consolidou na secundária e teve momentos importantes, como o fumble forçado em cima do running back Nick Chubb, na partida contra o Cleveland Browns pela Semana 8 da temporada regular.

Ele terminou a última temporada com 53 tackles, 8 passes defendidos, e 2 fumbles forçados em 15 jogos disputados. O contrato atual de Jones com a franquia vai até 2023.

Adam Butler

O defensive tackle assinou com os Patriots como UDFA em 2017, foi conquistando seu espaço na rotação da defesa em 2018 e em 2019 era um dos nomes importantes entre tantos jogadores que fizeram a diferença na que foi a melhor defesa dos Pats nos últimos anos.

Sobre ser um não draftado, Butler já disse que o que importa no fim, é ter a sensação de que todo o seu trabalho ao longo dos anos está valendo a pena, ainda mais estando onde ele está, com a oportunidade de ter disputado dois Super Bowls (LII e LIII) e poder estar em campo todo domingo.

Na última temporada, ele terminou com 26 tackles e 6 sacks em 16 jogos, além de ser um dos homens responsáveis por parar o jogo corrido dos adversários. Em abril deste ano, Butler assinou um contrato de 1 ano com o time, como free agent restrito.

J.C. Jackson

Mais um nome da defesa, e que entra o ano de 2020 com a oportunidade de ser um dos jogadores chave da secundária, Jackson assinou com os Pats como UDFA em 2018.

J.C. Jackson se desenvolveu bem em seu ano de calouro nos Pats. Foi bem na pré-temporada, conquistou a vaga no roster, tendo jogado 13 partidas e conquistado 24 tackles, 6 passes defendidos e 3 interceptações.

Em seu ano de estreia, criticamos muito em como J.C era um jogador faltoso, apesar de se mostrar talentoso. E o bom desempenho do jogador o fez conquistar mais espaço no time.

Enquanto outros corners draftados em 2018 foram trocados (Duke Dawson e Keion Krossen), J.C. continuou em New England em 2019 tendo mais oportunidades na defesa.

Em 2019, J.C. Jackson jogou 16 partidas, tendo sido ainda mais utilizado com a ausência de Jason McCourty, conquistado 36 tackles, 10 passes defendidos e 5 interceptações, além de ter bloqueado um punt contra o Buffalo Bills, que foi recuperado por Matthew Slater, que marcou o primeiro TD de sua carreira.

O ano de 2020 é o último onde Jackson estará sob contrato e o que ele fizer na temporada será determinante para sua permanência.

David Andrews

Coloquei Andrews por último pela importância do Center no time.

Andrews assinou como UDFA em 2015 e se saiu tão bem no training camp naquele ano, e com a lesão que colocou o então center titular, Bryan Stork na injury reserve, Andrews foi titular desde a pré-temporada até a Semana 10 da temporada regular.

Em 2016, conquistou a titularidade da posição, que não havia deixado até o problema de saúde (embolia pulmonar) que o deixou na injury reserve por todo o ano de 2019.

O center foi nomeado um dos capitães do time em 2017 e em 2018, foi um dos principais nomes que levou o New England Patriots até a vitória no Super Bowl LIII.

Ele também é o Center do time da década de 2010 dos Pats.

2020 é o último ano de vigência do contrato de Andrews, que terá inúmeros desafios: i) retorno após 1 ano na IR; ii) aposentadoria de Dante Scarnecchia e iii) novo QB para ter sintonia e se manter como um dos melhores OLs da NFL.

Ainda sobre a temporada 2020, falamos aqui em como os draftados de 2019 serão importantes nessa reformulação do time para 2020, mas também devemos ficar de olho no WR Jakobi Meyers, UDFA de 2019.

Meyers mostrou sintonia com Jerrett Stidham na pré-temporada de 2019 e há a expectativa de que pode ser um dos jogadores que ajude bastante o time nessa temporada.

Siga o Patriotas no Instagram!

Compartilhe esta matéria:

Share on facebook
Share on twitter

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

O Patriotas é um fã clube oficial no Brasil e reconhecido pelo New England Patriots nos Estados Unidos.

Site desenvolvido pela equipe Patriotas.