O que esperar da apelação de Brady

O caso Deflategate, que se desenrolou durante esta offseason continua, e trouxe muitas emoções no último mês: o Relatório Wells, a punição da NFL a Tom Brady e aos Patriots, o Context Report Wells (“A refutação” dos Patriots), Kraft se “rendendo” e a apelação de Brady. Infelizmente essa novela não acabou, e ainda renderá novos capítulos.

A Apelação de Brady

Como fizeram para os recursos de Ray Rice e Adrian Peterson, a NFLPA trouxe o advogado Jeffrey Kessler para trabalhar no caso, e não há ninguém melhor que Brady gostaria de ter ao seu lado. Kessler tem histórico vencedor contra a NFL e curiosamente, foi o principal advogado na primeira ação que Brady moveu contra a NFL.

Kessler e a NFLPA colocarão Troy Vincent no centro das atenções como eles fizeram no recurso de Adrian Peterson.

“Constatamos também que um árbitro independente concluiu previamente que, em particular, ele (Vincent) não está familiarizado com os procedimentos apropriados de disciplina da NFL e não têm qualquer papel na imposição de disciplina.”

Tal como aconteceu com Peterson, a NFLPA vai questionar o papel de Vincent na punição de Brady, que é o papel do comissário (e somente dele) pelo descrito no artigo 46 da CBA.

A NFL provavelmente responderá que Vincent tem experiência em operações do dia a dia de jogo, e que por isso é capacitado para impor a punição. Além disso, seus advogados irão apontar para as punições impostas mês passado aos funcionários dos Browns e Falcons por violações de operações de jogo semelhantes, que foram aplicadas por Vincent.

O argumento mais forte do NFLPA, a meu ver, trata do precedente e da “alegada conduta similar” que levou a pouca ou nenhuma punição. Kessler e a NFLPA apontarão para o jogo Vikings x Panthers, onde ambos jogaram com bolas aquecidas na lateral do campo e de notícias de outros quarterbacks que preferem as bolas com esta ou aquela característica específica. Nenhum destes casos teve repercussão semelhante. Dessa forma, prova-se que a NFL foi arbitrária na punição de Brady.

Em resposta a este argumento, a NFL pode discutir se a punição de Brady é pelo ocorrido em um jogo (a final da AFC) ou por um “padrão de comportamento”. O âmbito exato desse comportamento contra Brady não está claro (assim como muitas coisas) no Wells Report, e isso deve ajudar a defesa de Brady.

Falando do Relatório Wells, o recurso será um referendo sobre ele. O NFLPA afirma que foi “basaeado em especulações sem suporte” e um “desrespeito às provas em contrário.” Advogados da NFL vão enfatizar as credenciais de Wells, o rigor do relatório e a não cooperação de Brady sobre registros de telefônicos e de mensagem de texto, apesar das garantias asseguradas que não precisaria entregar o celular, somente print dos registros.

A pergunta que a NFL não consegue responder e foi levantada ao comissário semana passada é se em algum momento nestes 50 anos houve algum controle de como as bolas eram colocadas em jogo e se isso era relevante para o desenrolar da partida. O próprio Goodell quando questionado não soube dizer se o procedimento de verificação das bolas é mesmo seguido à risca, mandou que perguntassem ao responsável pela arbitragem

Penso que com Goodell sendo árbitro da apelação, o melhor que Brady pode esperar é a redução de um ou dois jogos na punição, e somente será reduzida a zero se Kessler tiver alguma carta na manga contra a NFL.

Compartilhe esta matéria:

Share on facebook
Share on twitter

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

O Patriotas é um fã clube oficial no Brasil e reconhecido pelo New England Patriots nos Estados Unidos.

Site desenvolvido pela equipe Patriotas.