O training camp dos calouros

Todo ano a história se repete: o training camp é um dos momentos mais aguardados da temporada da NFL. Não apenas porque os jogadores voltam às atividades diante dos fãs após meses sem futebol americano, mas também por ser a primeira oportunidade de acompanhar de perto os calouros em ação.

Sem experiência na NFL, é normal que os calouros recebam uma grande carga de trabalho no training campo, já que cada snap disputado lhes dá mais uma chance de aprender e se preparar para a primeira temporada com profissionais.

No entanto, a classe de calouros dos Patriots de 2015 parace um pouco diferente, já que vários jogadores que acabaram de chegar na equipe têm participado dos treinos no grupo considerado principal, seja do ataque, seja da defesa.

O training camp dos calouros

No training camp 2015, os Patriots possuem 16 calouros, sendo 10 draftados e 6 “undrafted free agents”. Nem todos sobreviverão aos cortes que virão para reduzir o elenco a 53 jogadores (o tight end AJ Derby, por exemplo, já foi cortado, ainda que tenha voltado para a “injury reserve”), mas muitos já começaram a se destacar nos treinamentos.

Dois motivos justificam a boa presença dos calouros entre os grupos principais nos treinos.

Primeiro, o fato de o elenco deste ano ser bem diferente do de 2014. Alguns jogadores mudaram de time nesta offseason. Outros permaneceram mas ainda não possuem condições físicas de treinar. Ausências significam oportunidades para os calouros mostrarem que podem conseguir um lugar no time.

Em segundo lugar, o fato de que Bill Belichick preza por recompensar o mérito. Se um jogador está participando de treinos/jogos, é porque fez por merecer com sua dedicação e performance. Assim, por esta ótica, temos boas notícias em relação aos calouros dos Patriots para 2015.

Na linha ofensiva, os calouros Tre Jackson e Shaq Mason têm participado ativamente da linha titular nos treinos. A aposentadoria de Dan Connoly (left guard) e a ausência por contusão de Ryan Wendell (right guard) impulsionaram Jackson e Mason, e os rookies não decepcionaram, tendo sido bastante elogiados nos treinamentos.

Shaq Mason (69) e Tre Jackson (63).
Shaq Mason (69) e Tre Jackson (63).

Outro que teve seu tempo de treino impulsionado por uma ausência foi a escolha de primeira rodada, o defensive tackle Malcom Brown. O inesquecível Vince Wilfork deixou os Patriots para jogar no Houston TExans, deixando também uma grande responsabilidade nos ombros de Brown, que é quase unanimemente considerado o substituto de Wilfork.

Nos treinos, é comum que Malcom Brown seja bloqueado por dois jogadores da linha ofensiva (assim como acontecia com Wilfork). Assim, ainda que isso tenha dificultado que Brown execute jogadas explosivas como fazia na universidade, o fato de que dois jogadores estão se preocupando com ele abre espaço para que outros jogadores da linha defensiva possam fazer jogadas importantes.

Malcom Brown.
Malcom Brown.

Um calouro que tem uma competição dificílima no training camp é o defensive end Trey Flowers.

Sabemos que Flowers não começará a temporada como titular, já que Chandler Jones, Rob Ninkovich e Jabaal Sheard (muito elogiado nos treinos) possuem mais experiência. No entanto, Fowers tem participado da rotação titular e constantemente impressiona quem cobre os treinos dos Patriots, principalmente nos exercícios “um contra um”.

Geneo Grissom, também defensive end, não tem tido o mesmo destaque de Trey Flowers, mas conseguiu forçar um fumble sobre o running back James White.

O safety Jordan Richards, escolhido na segunda rodada do último draft, tem recebido muitos elogios de seus companheiros principalmente por sua característica mais celebrada no draft: a inteligência, o conhecimento do jogo.

Jordan Richards foi o responsável pela primeira interceptação de Jimmy Garoppolo no training camp.

Ainda é cedo para dizer que Richards se destacou o suficiente para ganhar a posição de Patrick Chung, mas é seguro dizer que provavelmente será o terceiro safety nas jogadas que exigirem essa formação.

Jordan Richards.
Jordan Richards.

Darryl Roberts, cornerback escolhido na sétima rodada do draft, simplesmente liderou a secundária com seis passes defendidos no training camp. Roberts tem uma dura batalha por um lugar no elenco, pois à sua frente estão Malcom Butler, Logan Ryan, Tarrel Brown e Bradley Fletcher.

Por fim, o long snapper Joe Cardona, famoso pela incrível força dos seus snaps, tem atingido as expectativas no camp. Seus snaps são tão fortes que o punter Ryan Allen teve dificuldades para segurar alguns.

Ainda é cedo para julgamentos definitivos sobre os calouros dos Patriots para a temporada de 2015. No entanto, o desempenho desses jogadores e o fato de terem recebido de Bill Belichick muitas oportunidades nas formações titulares enchem de esperança os torcedores de New England.

 

Compartilhe esta matéria:

Share on facebook
Share on twitter

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

O Patriotas é um fã clube oficial no Brasil e reconhecido pelo New England Patriots nos Estados Unidos.

Site desenvolvido pela equipe Patriotas.