Linha ofensiva dos Patriots inicia 2018 mostrando evolução

Patriots Brady

Os Patriots estrearam em 2018 contra o Houston Texans, time cujo pass rush é um dos mais temidos da NFL.

As equipes também se enfrentaram no início da temporada 2017, mais precisamente na semana 3.

Uma das visíveis diferenças entre os dois confrontos reside na qualidade do jogo da linha ofensiva de New England.

Linha ofensiva dos Patriots inicia 2018 mostrando evolução

O fato de Patriots e Texans se enfrentarem dois anos consecutivos no início da temporada nos dá um bom parâmetro para comparações. New England geralmente não está no seu melhor em setembro.

Hoje, focaremos na linha ofensiva.

Inicialmente, devemos destacar que o front 7 titular dos Texans que entrou em campo no último domingo é praticamente o mesmo do que enfrentou os Pats em 2017, vejamos:

2017

DJ Reader, JJ Watt, Whitney Mercilus, Zach Cunningham, Bernardrick McKinney, Jadeveon Clowney e Joel Heath.

2018

DJ Reader, JJ Watt, Whitney Mercilus,  Zach Cunningham, Bernardrick McKinney, Jadeveon Clowney e Christian Covington.

Percebe-se que o front 7 é praticamente o mesmo, sendo a única substituição em relação ao ano passado Covington no lugar de Heath.

Em 2017, Tom Brady foi castigado durante toda a partida. Mesmo em ocasiões em que conseguia completar os passes, era imediatamente atingido por violentos hits.

Naquela ocasião, os Texans conseguiram nada menos que 5 sacks.

No último domingo, claramente percebemos evolução nesse sentido. Brady foi bem protegido durante quase toda a partida, principalmente no primeiro tempo, quando foi pouco incomodado pelo pass rush de Houston.

A principal mudança em termos de nomes na linha ofensiva dos Patriots foi a saída de Nate Solder, substituído pelo gigante Trent Brown.

Essa mudança não foi a única evolução na performance da unidade, mas sem dúvidas contribuiu bastante.

Solder, apesar de ser um tackle sólido, começou mal a temporada 2017. Contra os Texans, o left tackle foi dominado por Jadeveon Clowney em diversas ocasiões. O jogador dos Texans terminou a partida com 2 sacks.

Desta vez, Brown fez um trabalho muito melhor, e se impôs sobre Clowney durante o confronto. No último domingo, nenhum sack para o OLB/DE dos Texans.

Do outro lado da linha, em 2017 tivemos Marcus Cannon contra JJ Watt durante toda a partida.

Aqui, um dos matchups mais intrigantes da liga, já que o excepcional Watt, que distribui terror pela NFL, nunca consegue ser produtivo contra Cannon.

Em 2018, voltando de lesão, Cannon foi poupado de diversos snaps na partida de estreia. Revezando com ele na posição de right tackle atuou LeAdrian Waddle.

Não coincidentemente, as maiores pressões de Watt (e dos Texans) sobre Brady vieram em snaps com Waddle na ponta direita da OL.

Mesmo assim, essa pressão não foi nada que atrapalhasse severamente o ataque dos Pats durante a partida de domingo.

De uma forma geral, a sólida estreia da linha ofensiva dos Patriots contra um ótimo pass rush traz um ar de esperança de que Brady será bem protegido na temporada 2018.

Compartilhe esta matéria:

Share on facebook
Share on twitter

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

O Patriotas é um fã clube oficial no Brasil e reconhecido pelo New England Patriots nos Estados Unidos.

Site desenvolvido pela equipe Patriotas.