Os ajustes nas formações do New England Patriots

Patriots

A equipe do New England Patriots demorou para se encontrar nesta temporada, mas os ajustes feitos pela comissão técnica foram fundamentais para o desempenho do time na pós-temporada. Vejamos quais são as formações que colaboraram com a chegada do time no Super Bowl LIII.

Os ajustes nas formações do New England Patriots

Indiscutivelmente as melhores performances dos Patriots aconteceram nos dois jogos de playoffs, enfrentando Chargers e Chiefs, respectivamente.

Nessas duas partidas, os Patriots utilizaram 22 combinações diferentes no ataque. A formação mais utilizada pelo ataque e a que, provavelmente, irá aparecer mais vezes no próximo domingo é a seguinte: Tom Brady, James White, Phillip Dorsett, Chris Hogan, Julian Edelman, Rob Gronkowski, Trent Brown, Joe Thuney, David Andrews, Shaq Mason e Marcus Cannon.

A chamada “11 personel”, por contar com 1 running back, 1 tight end e 3 wide receivers, foi utilizada em 42 dos últimos 172 snaps jogados pelos Patriots. Jogando assim, o ataque conquistou, em média, 8.76 jardas por passe, 4.29 jardas terrestres por corrida, 27 primeiras descidas e 2 touchdowns.

A combinação utilizada que menos rendeu em campo foi a seguinte: Tom Brady, Sony Michel, James Develin, Julian Edelman, Dwayne Allen, Rob Gronkowski, Trent Brown, Joe Thuney, David Andrews, Shaq Mason e Marcus Cannon.

Esta combinação esteve em campo por 14 jogadas e obteve uma média de 3.07 jardas por jogada, 3 jardas por passe e 3.08 jardas terrestres por corrida. Conseguiram converter apenas 3 primeiras descidas e nenhum touchdown marcado.

Em contrapartida, a formação que mais foi efetiva em campo, foi a “21 personel”, que conta com 2 running backs, 1 tight end e 2 wide receivers, e que apresentou bons resultados com os seguintes jogadores: Tom Brady, James White, Rex Burkhead, Chris Hogan, Julian Edelman, Ron Gronkowski, Tren Brown, Joe Thuney, David Andrews, Shaq Mason e Marcus Cannon.

Com o grupo acima citado em ação, o ataque conquistou em apenas duas jogadas a média de 16.5 jardas por passe.

Merece destaque o fato de James White liderar os Patriots no ataque, possuindo uma média de 2.44 jardas por jogada. Os Patriots têm uma média de 0.26 jardas a mais por corrida e 0.42 jardas por passe quando White está envolvido nas jogadas.

O que pode funcionar contra os Rams

Apesar da sintonia de Tom Brady com os seus recebedores nas partidas dos playoffs, por exemplo, as duas recepções de Julian Edelman na prorrogação da final da AFC que converteram uma 3rd&9 e uma 3rd&10, as corridas de Rex Burhkead no drive culminaram na conquista de 15 jardas e o touchdown da vitória.

O que as corridas de Burkhead têm a ver com as formações? Duas delas aconteceram quando o ataque utilizou da combinação de 2 RB’s, 1 TE e 2 WR’s, ou como mencionada em linhas pretéritas, a “21 personel”.

O New England Patriots utilizou muito desta formação nessa temporada. Segundo estatísticas, após a semana de bye, o jogo corrido dos Patriots teve uma média de 5.4 jardas, em 116 tentativas de corrida. O que também tem relação direta com o rendimento de Sony Michel e o papel de Rob Gronkowski como bloqueador nos jogos.

Na final de Conferência, no terceiro quarto, a defesa do Kansas City Chiefs chegou a desacelerar o jogo corrido de New England. Mas no final do último quarto, em uma situação decisiva para os Patriots, o jogo corrido foi acionado novamente, e em uma 4th para polegadas, Gronkowski e James Develin seguraram os defensores dos Chiefs e Sony Michel foi direto para a end zone.

E como essa formação pode ajudar no Super Bowl? Da seguinte forma: o Los Angeles Rams conta com nomes de peso em sua defesa e ainda tem Wade Phillips como coordenador defensivo. Contudo, a defesa de LA cedeu uma média de 5.1 jardas por carregada durante a temporada regular, o que, em tese, dá oportunidade para que os Patriots encaixem o seu jogo corrido.

E é neste ponto que a formação “21 personel” deverá ser utilizada. Esta combinação pode ser chamada como “o calcanhar de Aquiles” da defesa dos Rams, pois foi quando se viu marcando nessa situação que cedeu 5.1 jardas por carregada.

O time que mais se utilizou desta formação na temporada regular foi o San Francisco 49ers. Por quê é importante mencioná-los? Bem, o time da Bay Area é rival de Divisão dos Rams e, nas duas vezes em que se enfrentaram esse ano, os Niners deram trabalho no jogo corrido, tendo conquistado 180 jardas com 25 carregadas.

Claro que não se espera que os Patriots consigam vencer o Super Bowl LIII apenas correndo com a bola, mas o sucesso do jogo corrido tem sido grande responsável pelas últimas vitórias conquistadas pelos Patriots, então, é uma arma que será utilizada e pode ser bem sucedida no domingo.

Já está participando da nossa promoção? Ainda não? Então entre aqui para participar.

Faltam apenas 4 dias para o Super Bowl, então não deixe de nos seguir no Instagram e no Twitter para acompanhar nossa cobertura.

Compartilhe esta matéria:

Share on facebook
Share on twitter

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

O Patriotas é um fã clube oficial no Brasil e reconhecido pelo New England Patriots nos Estados Unidos.

Site desenvolvido pela equipe Patriotas.