Os Patriots têm problemas na posição de tight end

Patriots

O draft 2019 passou, e a lista de selecionados pelos Patriots tem sido bastante elogiada pelos especialistas.

Em geral, Bill Belichick deixou a impressão de que optou por selecionar os melhores jogadores disponíveis, não necessariamente escolhendo de acordo com as necessidades mais urgentes da equipe.

Para surpresa de muitos, nenhum tight end chegou a New England via draft. E agora, como fica a posição?

Os Patriots têm problemas na posição de tight end

A temporada 2018 teve um final épico, com o título do Super Bowl coroando uma pós-temporada memorável.

Passada a euforia, a realidade. E a notícia mais dura para os Patriots nesta offseason foi a aposentadoria de Rob Gronkowski.

A saída de Gronk deixou um “vazio” na posição de tight end, que teve uma considerável queda de qualidade.

Com as movimentações da offseason, a mais recente delas a troca de Jacob Hollister para o Seattle Seahawks (por uma escolha de 7º round de 2020), este é o grupo atual de tight ends: Austin Seferian-Jenkins, Matt LaCosse, Ryan Izzo, Stephen Anderson e Andrew Beck (este um undrafted free agent).

Seferian-Jenkins é hoje o principal nome dessa lista. Tendo atuado por Jets e Jaguars, o jogador assinou um contrato de um ano com os Pats pelo piso salarial.

Trata-se de um bom jogador, que pode ser produtivo se bem encaixado no esquema. No entanto, o fato de ter assinado pelo mínimo salário mostra que Austin não estava valorizado, e tentará dar a volta por cima este ano em New England.

Os demais nomes realmente não empolgam. De fato, se formos realistas, são todos nomes que, se imagina, brigarão pela chance de permanecer no roster após os inevitáveis cortes.

Esperava-se que Hollister, recuperado de lesão, pudesse contribuir em 2019, mas a troca desta semana pôs fim à sua passagem pelos Patriots.

Obviamente a situação nem de perto está definida para a temporada regular. A montagem do elenco dos Pats é um processo longo, que está longe de terminar.

Ainda mais em se tratando de Belichick, que já demonstrou não ter problema em realizar trocas diversas.

Por falar em trocas, um nome especulado em New England na posição de tight end é Kyle Rudolph, dos Vikings, embora nada de muito concreto tenha surgido a esse respeito.

A não ser que um dos nomes citados surpreenda e produza em alto nível, ou algum veterano chegue através de uma troca, imagina-se que o ataque dos Patriots terá que sofrer uma adaptação.

O foco imenso na posição de tight end, atraído pela imensa força gravitacional chamada Rob Gronkowski, deve diminuir bastante.

Talvez pensando nisso Belichick foi buscar o wide receiver N’Keal Harry no draft. Trata-se de um jogador bastante físico, que pode explorar o meio do campo e a redzone, fazendo a função de um tight end.

Seja qual for a solução para a posição, os torcedores devem ter sempre em mente que não se trata de substituir Gronk. Isso é impossível, já que estamos falando do tight end mais dominante da história da NFL.

Assim, mesmo que o ataque passe a depender menos dos tight ends, Bill já mostrou que é mais do que capaz de adaptar os planos ao elenco que tem nas mãos.

Vamos aguardar que seus planos estejam em prática e o elenco formado para a temporada para que possamos fazer julgamentos definitivos.


Deixe sua opinião, caro leitor. Os Patriots precisam trocar por um tight end? Ou o ataque pode ser competitivo com as peças atuais?

Siga o Patriotas no Instagram clicando aqui.

Compartilhe esta matéria:

Share on facebook
Share on twitter

Este post tem 4 comentários

  1. Como está nosso salary cap !? ainda da pra acreditar na chegada de algum TE significativo ?!

    1. Temos cerca de 10.6M neste momento pós draft e imaginamos que algo ainda vá acontecer com o grupo de TEs sim!

  2. o que escuto de analistas la fora e estamos vendo é novamente a mudança de foco, voltando pra RBs e 3Wr sets. coisa q fazíamos antes das formações de 2 TE. mas um Gronk faz uma baita falta!!!!

  3. Já vi muitos desacreditados virarem mitos nas mãos de Belichick, confesso que em alguns drafts anteriores cheguei a ficar decepcionado com os tipos de escolhas, e fui surpreendido pelo mago Bill, sempre chegando as finais, e fazendo linhas ofensivas e defensivas darem a reviravolta durante a temporada regular, então acredito que estes TE que temos darão conta do recado, claro que não serão nunca um Gronk, mas Bill deixou bem claro que esta função não será o foco principal da equipe, vamos esperar e torcer…

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

O Patriotas é um fã clube oficial no Brasil e reconhecido pelo New England Patriots nos Estados Unidos.

Site desenvolvido pela equipe Patriotas.