Patriotas Responde: Patriots errando tackles, defesa e trocas

Patriots

Chegamos com mais um Patriotas Responde, tentando abordar temas e perguntas relevantes sobre os Patriots que não fizeram parte do último Podcast Patriotas.

Vamos a essas questões.

Patriotas Responde: Patriots errando tackles, defesa e trocas

R. Não, Antônio, ainda é cedo demais para qualquer julgamento definitivo sobre Sony Michel. O running back teve participação limitada durante boa parte da offseason, estreou apenas na semana 2 na derrota para os Jaguars e ainda está em fase de adaptação, de aclimatação à NFL. Também temos que levar em conta que o ataque dos Patriots como um todo não tem funcionado. Temos visto até Shaq Mason errar snap count, por exemplo. Acredito que quando as coisas se acertarem, Michel melhorará sua produção junto com o restante do ataque.

R. Nós do Patriotas também fizemos esse questionamento após o draft, Allan. O que eu acredito que ocorreu é que Bill Belichick valoriza no draft os melhores jogadores disponíveis, não necessariamente os da posição mais carente no elenco. Assim, por exemplo, se o time precisa de LB, e na sua pick você pode escolher entre um LB regular e um RB muito bom, ele prefere o RB. Mas isso não quer dizer que BB não tentou trazer um LB. É quase consenso que se os Titans não tivessem realizado uma troca e pulado na frente dos Pats para draftar Rashaan Evans, o LB teria ido para New England na primeira rodada do draft.

R. O pass rush dos Patriots começa mais uma temporada sendo problema. Aqui, a solução não é fácil. Os jogadores simplesmente não estão vencendo batalhas 1-1 na frequência necessária. Um fator que sem dúvida fará o setor melhorar é a volta de Trey Flowers, melhor jogador dos Patriots no quesito. Sem Flowers, apenas Deatrich Wise tem conseguido um pequeno sucesso pressionando os quarterbacks. Adrian Clayborn é uma decepção até aqui. Além da volta de Flowers, os Patriots realmente necessitam que Dont’a Hightower readquira sua melhor forma. O LB já mostrou ao longo dos anos que é muito bom pressionando os QBs, mas este ano é unânime que o #54 está lento e indeciso em campo. Com Flowers o pass rush vai melhorar, só não sei se o suficiente a fazer dessa defesa uma unidade competitiva, principalmente pensando em playoffs.

R. Sua pergunta, André, trata de um problema seríssimo este ano: os tackles. Lembro que mesmo em anos em que a defesa dos Patriots era muito ruim, desprovida de talento, a equipe conseguia se manter competitiva por ser segura nos fundamentos, principalmente nos tackles. Este ano New England é simplesmente a pior equipe da NFL em termos de tackles perdidos após 3 semanas. Isso é inadmissível, e Bill Belichick sabe disso. Aumentar o nível de talento da defesa apenas é possível com contratações, mas esperamos que a questão dos tackles, por se tratar de um fundamento do jogo, deverá ser corrigida pelo nosso head coach. Os Patriots precisam disso para ontem!

R. Sim, Lucas, com Bill Belichick no comando sempre é possível que haja trocas antes da trade deadline. Ao longo dos anos vimos vários jogadores chegarem com a temporada em andamento e passarem a contribuir para o sucesso da equipe, são exemplos: Aqib Talib (2012), Akeem Ayers e Jonathan Casillas (2014), Akiem Hicks (2015) e Kyle Van Noy (2016). Coincidentemente (ou não) todos foram jogadores de defesa, talvez o lado mais problemático da bola em New England atualmente. Também não é raro vermos trocas para tirar jogadores de New England, como foram os casos de Randy Moss (2010) e Jamie Collins (2016). Então enquanto a janela de trocas estiver aberta, é sempre prudente ficar de olho em no tio Bill.

R. Antônio, o time realmente possui problemas que vão além de fundamentos e outras coisas mais facilmente corrigíveis. Em algumas posições o déficit de talento é evidente. Isso não quer dizer, no entanto, que o time não possa (e deva) melhorar. Bill Belichick já mostrou ao longo dos anos que problemas corrigíveis dificilmente persistem por muito tempo em New England. Em 2017, por exemplo, os graves defeitos de comunicação na secundária no início da temporada foram corrigidos ao longo do ano, e diminuíram jogadas de “bust coverage”. Já em relação ao ataque, já é possível prever uma melhora na unidade com a volta de Julian Edelman e a estreia de Josh Gordon (claro, caso ele consiga focar apenas no football). O time dos Patriots vai melhorar ao longo do ano. O que não sabemos é se essa melhora será suficiente para manter a escrita de chegar à final da AFC.

Compartilhe esta matéria:

Share on facebook
Share on twitter

Este post tem um comentário

  1. “O que eu acredito que ocorreu é que Bill Belichick valoriza no draft os melhores jogadores disponíveis”

    Agora explica a seleção do Jordan Richards cotado para o 6o round saindo no segundo.
    Cyrus Jones saindo no 2o, sendo cotado pro fim do torceiro começo de quarto.
    Duke Dawson saindo no meio do 2o round e sendo cotado para o 5o.

    O Problema é ERRO DE AVALIAÇÃO. Simples assim

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

O Patriotas é um fã clube oficial no Brasil e reconhecido pelo New England Patriots nos Estados Unidos.

Site desenvolvido pela equipe Patriotas.