Patriotas Responde: Patriots mostrando força

Patriots

Recuperados do jogão entre Patriots e Packers, é hora de nos debruçarmos sobre as perguntas enviadas pelos leitores.

Vamos a elas.

Patriotas Responde: Patriots mostrando força

R. Marlon, eu acho que os desfalques explicam sim algumas chances perdidas, mas não todas. As quatro tentativas de entrar na endzone sem sucesso contra os Packers, que resultaram no turnover on downs, a meu ver são mais culpa de chamadas estranhas que dos desfalques. Uma das tentativas foi uma jogada em que Brady correu para lançar em movimento. Isso não faz sentido. Mesmo assim, considerando todos os problemas e chances perdidas, o time anotou 31 pontos, o que é excelente para um ataque tão desfalcado.

R. Por mais que alguns não considerem lei as avaliações do PFF, não se pode negar que os jogadores mencionados por você estão vivendo um ótimo momento. D-Mac talvez nem tanto, mas melhorou nos últimos dois jogos. Não, a defesa não é fraca. Ela tem problemas. O jogo contra Green Bay foi a melhor atuação do ano. Afinal, a defesa limitou um ótimo ataque a 17 pontos. Se a unidade conseguir manter esse nível de atuação a partir de agora, os Patriots se tornarão um time muito difícil de ser batido.

R. O que houve com Hogan a meu ver foi uma queda no depth chart da equipe. Simplesmente os Patriots possuem recebedores melhores que ele neste momento. No início da temporada vimos muito Hogan e Dorsett em campo. Com a chegada de Gordon e a volta de Edelman, aqueles jogadores perderam espaço naturalmente. Em sets com 2 wide receivers, por exemplo, vemos agora Gordon e Edelman em campo. Assim, só a diminuição no número de snaps já faz com que Hogan “desapareça” aos nossos olhos.

R. No mundo dos Patriots a emoção é exacerbada, para o bem e para o mal. Em relação às críticas, não há dúvidas de que são muitas vezes exageradas. Muitos esperam que os Pats atropelem os adversários todo domingo, e isso simplesmente não é possível. No último domingo, por exemplo, vimos desespero com o ataque e com a defesa. O ataque marcou 31 pontos sem seus titulares nas posições de tight end, running back e right guard. Já a defesa segurou simplesmente Aaron Rodgers, anulando o excepcional quarterback no último período de jogo. Todo time tem defeitos, os Patriots não são diferentes. Mas muitas vezes a galera perde a mão nas críticas.

R. Não foi impressão, o pass rush dos Patriots fez um jogo monstruoso contra os Packers. Aaron Rodgers foi pressionado simplesmente em 46,8 % dos dropbacks. Sob pressão, o QB de Green Bay completou apenas 6 de 18 passes tentados, além de ter sido obrigado a jogar a bola fora 7 vezes! A unidade foi liderada por Trey Flowers, que vem se consolidando como um dos melhores edge rushers da liga. Mas além dele tivermos significativas contribuições de Clayborn, Hightower e Van Noy no pass rush. Se o front seven conseguir melhorar a pressão pelo interior da linha tem tudo para ajudar bastante a secundária no restante da temporada e deixar os Patriots com condições de enfrentar qualquer equipe.


Sua pergunta não entrou no texto? Talvez ela tenha sido respondida no último Podcast Patriotas.

Conheça nosso perfil no Instagram.

Compartilhe esta matéria:

Share on facebook
Share on twitter

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

O Patriotas é um fã clube oficial no Brasil e reconhecido pelo New England Patriots nos Estados Unidos.

Site desenvolvido pela equipe Patriotas.