Patriots de 2018 estão longe de estarem prontos

New England Patriots Bill Belichick NFL

A free agency 2018 começou com tudo, e antes mesmo de iniciar formalmente vários times já haviam anunciados dispensas ou contratações. Com os Patriots não foi diferente.

Chegamos nesta offseason com certeza de algumas saídas, mas fomos pegos de surpresa com outras.

Diante desse quadro, muitos torcedores já perderam a paciência e começaram a vislumbrar um cenário tenebroso para a temporada que se avizinha.

Calma, torcedor, os Patriots de 2018 nem de longe estão formados.

Patriots de 2018 estão longe de estarem prontos

Os Patriots construíram a fama de não serem um time que gasta além do razoável na free agency. Afinal, time se monta no draft, e free agency deve ser usada para correções pontuais.

Todo ano vemos o time com esse padrão, e todo ano a torcida logo entra em desespero com a falta de contratações.

A free agency 2018 não tem sido diferente.

Como dito, antes mesmo de ser iniciada oficialmente a free agency, vários times já haviam anunciado a dispensa de jogadores, orquestrado trocas ou acertado contratos com free agents.

Essa “pressa” nas contratações realçou ainda mais o “modus operandi” de Bill Belichick, que parece estar dormindo enquanto outros estão contratando.

2018 tem talvez uma particularidade em relação a anos anteriores: perdemos jogadores importantes muito cedo na offseason.

Já contávamos com as saídas de Malcolm Butler e Dion Lewis. A partida de Amendola, por outro lado, pegou todos de surpresa, ainda que tenhamos ignorado que o jogador se valorizou demais em 2017 e atrairia ofertas milionárias.

A esperança final era a permanência de Nate Solder, mas os Giants resolveram fazer do tackle o jogador mais bem pago da liga na sua posição, espantando qualquer chance de retorno a New England.

O primeiro dia de free agency ainda nem terminou e muitos torcedores já estão prevendo o caos na temporada 2018.

Temos lido conversas sobre perder os playoffs e até entrar no “tank mode”.

Calma, torcedores, é muito, muito cedo para opiniões definitivas sobre o time dos Patriots para a próxima temporada.

Bill Belichick, além de quase nunca pagar caro a free agents, dificilmente concretiza negociações no primeiro dia de free agency.

BB sabe que no início o mercado ainda está se sedimentando, e os times que se apressam geralmente pagam mais caro pelos atletas que contratam.

Essa demora em agir acaba irritando muitos torcedores.

Mesmo quando as contratações começam, elas nem sempre são de nomes consagrados.

Em 2015, por exemplo, os primeiros cinco jogadores que chegaram foram Kevin Dorsey, Brandon Gibson, Jabaal Sheard, Chimdi Chekwa e Jonathan Freeny.

Em 2016, vieram primeiro Ramon Humber, Frank Kearse e Chris Hogan.

Isso fez com que o time dos Patriots entrasse fraco nessas temporadas? Longe disso. Afinal, New England chegou à final da AFC em 2015 (perdendo por conta de um extra point errado por Gostkowski) e foi campeão em 2016.

Patriots
Nick Caserio e Bill Belichick certamente estão trabalhando para manter os Patriots entre as principais forças da NFL em 2018.

Por mais que possa ser irritante, o modo de operar de Belichick na free agency já se mostrou bem sucedido.

Os Patriots vêm de 7 finais consecutivas de conferência, um recorde na história da NFL.

Por isso, acalme-se, torcedor dos Patriots. Não se deixe levar pela aparente inércia do início de free agency.

Esteja certo de que, quando setembro chegar, os Patriots estarão novamente brigando entre as melhores equipes da NFL.


Clique aqui para conferir as últimas notícias dos Patriots nesta offseason.

Compartilhe esta matéria:

Share on facebook
Share on twitter

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

O Patriotas é um fã clube oficial no Brasil e reconhecido pelo New England Patriots nos Estados Unidos.

Site desenvolvido pela equipe Patriotas.