Patriots recuperaram a forma e mereceram vencer

Patriots

Após não encontrarem resposta para o Kansas City Chiefs na estreia, o New England Patriots foram a New Orleans pressionados.

E com motivos, já que apenas 12% dos times que começaram 0-2 até hoje conseguiram ir aos playoffs.

No entanto, sabemos que esse time reage diante de adversidades, e foi exatamente o que os Patriots mostraram na vitória convincente contra os Saints.

Patriots recuperaram a forma e mereceram vencer

Ataque

Após sofrerem para avançar com a bola contra os Chiefs, os Patriots parecem ter reencontrado contra os Saints a boa forma das últimas temporadas.

As dificuldades não foram poucas, já que Tom Brady teve apenas três wide receivers disponíveis para a partida de domingo.

Com Cooks, Hogan e Dorsett como únicos receivers, os Pats se utilizaram mais dos tight ends e dos running backs, e alguns jogadores se destacaram nessas posições.

Na semana que antecedeu o jogo, surgiram até rumores de que a má atuação na estreia poderia significar que Rob Gonkowski não seria mais o mesmo, não se recuperaria das lesões.

O que se viu em campo, entretanto, foi o bom e velho Gronk. Dominante, explosivo, e muito forte.

Foram 116 jardas e 1 touchdown em 6 recepções para o tight end, que teve como único ponto de preocupação na partida uma lesão na virilha no segundo tempo.

Todos os running backs dos Patriots foram úteis na partida, confirmando que o backfield de 2017 é realmente especial.

Mike Gillislee foi o principal runner, mostrando um poder incrível para avançar mesmo após encostado pela defesa.

Em apenas duas semanas, já é possível garantir que a torcida não sente mais a falta de LeGarrette Blount.

Já no jogo aéreo, os running backs de destaque foram Rex Burkhead e James White, que combinaram para 126 jardas recebidas.

Não esqueci os wide receivers. Apenas três estiveram disponíveis, mas todos foram úteis na vitória de domingo.

Foram 72 jardas recebidas para Hogan, 68 para Dorsett e 37 para o bem marcado Cooks.

Comandando todos esses mencionados, vimos um “vintage” Tom Brady.

A atuação rendeu ao quarterback o recorde de jardas passadas em um jogo por um quarterback acima de 40 anos.

Já estamos em 2017 e ainda não vimos absolutamente nenhum sinal de queda no jogo de Brady.

Resultado de imagem para patriots saints
Mesmo com apenas 3 wide receivers, o ataque dos Patriots mostrou potência.

Defesa

A defesa Patriota também recuperou-se dos graves problemas apresentados no jogo da semana 1.

Após o fiasco na estreia, muitos temiam que o poderoso ataque dos Saints poderia expor ainda mais a unidade.

No entanto, apesar do bom jogo de Drew Brees, os Patriots cederam apenas dois touchdowns.

Começamos pela linha defensiva, que limitou severamente o jogo terrestre de New Orleans.

Adam Butler é um achado de Bill Belichick. O defensive tackle tem sido uma grata surpresa no meio da DL, participando de grande parte dos snaps.

Outro que se destaca no meio da DL nesta temporada é Lawrence Guy, que pela produção que vem apresentando mostra que seu contrato é uma barganha para New England.

A surpresa negativa foi Alan Branch. Titular nos últimos anos, Branch não começou a partida e disputou poucos snaps, dando a impressão de que algo aconteceu nos bastidores.

Na extremidade da linha, o grande destaque foi o rookie Deatrich Wise.

Ainda é cedo na temporada, mas Wise começa a parecer um verdadeiro steal nesse draft, conseguindo sacks nos dois primeiros jogos como profissional.

Um dos receios chegando nesse jogo era como os Patriots marcariam os running backs dos Saints em jogadas aéreas.

A missão coube principalmente a Patrick Chung. O safety cedeu uma longa recepção a Alvin Kamara, mas conseguiu limitar o running back no restante do jogo.

A secundária fez um bom jogo no geral, considerando a dificuldade de segurar Drew Brees e companhia.

Um dos destaques foi inesperado, o cornerback Jonathan Jones.

Jones desviou dois passes em jogadas importantes, evitando um touchdown dos Saints.

Problemas existiram. A exemplo do que ocorreu na estreia, os nossos corners e safeties tiveram dificuldades de marcar pick plays.

Além disso, jogadas longas voltaram a ocorrer, e isso precisa ser corrigido.

Em 2016 os Patriots cederam 44 passes para mais de 20 jardas. Se a equipe mantiver o ritmo dos dois primeiros jogos, terminará 2017 tendo cedido 72.

Patriots
Defesa dos Patriots limitou o poderoso ataque dos Saints.

Destaques

Tom Brady: 30/39, 447 jardas, 3 TDs.

Rob Gronkowski: 6 recepções, 116 jardas, 1 TD.

Mike Gillislee: 18 corridas, 69 jardas, 1 TD.

Deatrich Wise: 1 sack, 5 hits.

Patriots
Rob Gronkowski mostrou que ainda é o melhor tight end da NFL.

Na semana 3, mais um desafio para os Patriots. A equipe receberá o Houston Texans e sua forte defesa.

Vamos monitorar as lesões em jogadores importantes. Há a esperanças de que Gronk, Hightower e Amendola, por exemplo, possam voltar.

Traremos todas informações ao longo da semana.

Compartilhe esta matéria:

Share on facebook
Share on twitter

Este post tem um comentário

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

O Patriotas é um fã clube oficial no Brasil e reconhecido pelo New England Patriots nos Estados Unidos.

Site desenvolvido pela equipe Patriotas.