Patriots têm problemas, mas Mac Jones não é um deles

Mac Jones

Os Patriots sofreram para vencer o time do Houston Texans, um dos piores da NFL até aqui. A equipe apresentou vários problemas, mas Mac Jones não foi um deles.

Vejamos como o quarterback se saiu na virada de domingo.

Alguns passes perigosos, mas um bom desempenho

Em termos de números, a performance de Mac Jones contra os Texans foi similar ao que temos visto nos demais jogos: 23/30, 231 jardas, 1 touchdown e 1 interceptação.

Num dia em que quase nada funcionou para os Patriots, Jones conseguiu mover a bola e construir boas campanhas ofensivas.

Nem tudo foi perfeito, como é de se esperar de um calouro. Contra Houston, Mac lançou uma interceptação e forçou algumas bolas que por pouco não se tornaram turnovers.

Com o time muito atrás no placar, vimos Jones arriscar mais que em jogos anteriores, e lançar passes perigosos.

Mas a impressão no calor do jogo foi pior do que a realidade, já que, segundo o Pro Football Focus, Mac Jones lançou contra os Texans 3 bolas com grandes chances de turnover (são 8 no total após 5 jogos).

No fim das contas, Mac colocou os Patriots pelo terceiro jogo consecutivo em condições de virar a partida.

OL reserva não foi um fator negativo

Os Pats foram para o jogo com 4 reservas na linha ofensiva, e temia-se que Mac lutaria pela vida em campo, já que o quarterback vinha sendo bastante pressionado mesmo com a linha ofensiva titular.

No entanto, a OL teve um dos melhores desempenhos do ano, e Jones foi pressionado em 25,8% dos dropbacks.

Nas duas últimas partidas, percebemos Mac melhorar contra a blitz, o que vinha sendo um tormento para o quarterback nos três primeiro jogos.

Somando-se os dois últimos jogos, quando sofreu blitz Mac teve um percentual ajustado de acerto de 88,5% dos passes (70% nos três jogos anteriores), 8,6 jardas por tentativa (5,7 nos três jogos anteriores) e rating de 99,5 (76,8 nos três jogos anteriores).

Play-action ajuda, chamadas na redzone atrapalham

A partida contra os Texans deixou claro que os passes em jogadas de play-action podem ser uma força desse ataque dos Patriots.

Com um desempenho de 126 jardas terrestres (contra -1 na semana anterior), os passes em play-action castigaram a defesa de Houston.

No play-action, Mac se livrou da bola em média em 2,3 segundos e acertou 9 de 11 passes tentados com uma média de 11,6 jardas por tentativa.

Se o play-action ajudou, as chamadas na redzone atrapalharam o quarterback.

Josh McDaniels chamou uma sequência inexplicável de screens (sem sucesso) nas últimas jardas do campo, dando a impressão de que não confia totalmente em soltar Mac Jones na redzone.

O calouro, entretanto, mostrou que pode ser efetivo nessa região do campo, como ficou claro no passe para o touchdown de Hunter Henry.

Comparação com os demais quarterbacks calouros.

Com uma nota de 75,5, Mac Jones lidera todos os quarterbacks calouros segundo a avaliação do Pro Football Focus. Além da nota, Jones lidera os QBs draftados este ano nos seguintes pontos: jardas (1.243), passes completos (135), % de passes completos (71,1), rating (86,4) e primeiras descidas (62).

Após 5 semanas, eis os números dos cinco draftados na primeira rodada:

Passes certos/tentadosJardasTDsINTsRating
Trevor Lawrence104/175 (59,4%)1.1466871,2
Zach Wilson98/171 (57,3%)1.1174969,2
Trey Lance25/48 (52%)3543188,3
Justin Fields37/72 (51,3%)4581264,4
Mac Jones135/190 (71%)1.2435586,4

Acompanhe o Patriotas no Instagram e Twitter.

Compartilhe esta matéria:

Share on facebook
Share on twitter

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

O Patriotas é um fã clube oficial no Brasil e reconhecido pelo New England Patriots nos Estados Unidos.

Site desenvolvido pela equipe Patriotas.