Patriots x Cowboys: análise

Após folgar na semana 4, o New England Patriots visitou o Dallas Cowboys para um confronto entre as duas franquias mais valiosas da NFL e venceu por 30 x 6.

O confronto foi, pelo menos durante o primeiro tempo, mais equilibrado do que se esperava, considerando os vários desfalques da equipe de Dallas. No entanto, os ajustes de Bill Belichick e companhia funcionaram no intervalo e os Patriots fizeram um excelente segundo tempo e garantiram a vitória.

Patriots x Cowboys: análise

ATAQUE

O ataque dos Patriots iniciou o jogo com Brady no shotgun e a ideia de usar o jogo aéreo para conseguir uma liderança no início do jogo. No entanto, o esquema utilizado pelos Cowboys surpreendeu um pouco os Patriots, como o próprio Belichick admitiu, fazendo com que o primeiro tempo do jogo fosse equilibrado.

Tom Brady foi bastante pressionado na partida, principalmente no primeiro tempo, quando a linha ofensiva simplesmente não encontrou respostas para Greg Hardy. Nate Solder, nosso left tackle, foi completamente dominado por Hardy.

Foram 4 sacks nesse período (5 no total) e várias vezes em que o quarterback dos Patriots precisou jogar a bola fora ou lançar antes da hora para não ser sacado.

Os ajustes no intervalo funcionaram, e a linha ofensiva conseguiu dar tempo suficiente a Brady no segundo tempo para fazer sua mágica. O quarterback dos Patriots terminou a partida com 20/27 para 275 jardas e 2 touchdowns, além de ter anotado um touchdown terrestre em um “quarterback sneak”.

Rob Gronkowski não conseguiu ser dominante como de costume. O calouro Byron Jones, cornerback de Dallas, fez um excelente trabalho limitando Gronk. Mesmo assim, o tight end dos Patriots conseguiu conversões importantes de 3ªs descidas e totalizou 4 recepções para 67 jardas.

No jogo aéreo, o destaque absoluto foi Julian Edelman.

O desempenho do “Minitron” foi espetacular, com 4 recepções para 120 jardas e 1 touchdown. E não foi qualquer touchdown, mas uma jogada de 59 jardas em que Edelman conseguiu deixar para trás 4 defensores dos Cowboys.
O grande destaque do jogo ofensivo ao lado de Edelman foi o running back Dion Lewis.

Após 5 semanas (contando o bye), Lewis já é indiscutivelmente o principal running back dos Patriots, conseguindo ser produtivo tanto no jogo terrestre quanto recebendo passes.

Contra os Cowboys, foram 93 jardas totais e 1 touchdown anotado em uma jogada espetacular, onde Liso, digo, Lewis recebeu a bola na linha de 10 jardas e conseguiu driblar nada menos que 5 jogadores de Dallas para anotar o touchdown.

Dion Lewis não apenas é um dos melhores jogadores dos Patriots nesta temporada, mas um dos principais running backs da liga. O jogador lidera a NFL com 3,36 jardas após o primeiro contato. No ranking de “elusiveness” (ou agilidade), Lewis lidera com nota 64% superior ao do segundo colocado, segundo o Pro Football Focus. Além disso, Lewis forçou 28 tackles perdidos em 59 toques na bola. O segundo colocado, Devonta Freeman, forçou 27, mas em 117 toques na bola.

O desempenho de Dion Lewis traz à memória a temporada de Corey Dillon em 2004, quando o jogador chegou aos Patriots e teve uma temporada mágica, ajudando o time a conquistar o Super Bowl.

Patriots x Cowboys
Tom Brady comandando o ataque dos Patriots.

DEFESA

A defesa de New England fez ontem seu melhor jogo na temporada. Tudo bem, os Cowboys não tinham Tony Romo e Dez Bryant, desfalques seríssimos, mas o ataque de Dallas havia pontuado bem nas duas semanas anteriores com Brandon Weeden como quarterback.

No confronto de ontem, foram apenas 6 pontos anotados por Dallas, que teve vários “3 and outs” em sequência.

A defesa dos Patriots cedeu um total de 264 jardas, não dando chances aos Cowboys e forçando 2 turnovers: uma interceptação de Logan Ryan e um fumble forçado por Jamie Collins.

Por falar em Jamie Collins, podemos resumir o desempenho dele nas palavras do safety e capitão Devin McCourty: “dude is not human” (ele não é humano).

Collins foi uma máquina no jogo e apareceu por todo o campo: fazendo tackles, pressionando o quarterback, marcando, forçando fumble. No total foram 10 tackles e um fumble forçado (sem contar um sack que foi anulado por uma falta).

Não há dúvidas que Jamie Collins é um dos melhores linebackers da NFL atualmente.

O front seven inteiro merece elogios. Alan Branch e Sealver Siliga foram muito importantes segurando o jogo terrestre. Além deles, Jabaal Sheard foi um monstro no pass rush e conseguiu 2 sacks na partida.

A secundária dos Patriots não foi muito testada, e praticamente não cedeu jardas aéreas ao ataque dos Cowboys (Brandon Weeden lançou para apenas 188 jardas).

Apesar do belo desempenho, a alegria proporcionada pela defesa não foi completa por conta da lesão sofrida por Dont’a Hightower, que foi forçado a abandonar o jogo ainda no primeiro tempo.

Patriots x Cowboys
A defesa dos Patriots sufocou o ataque dos Cowboys.

SPECIAL TEAMS

Uma jogada não chamou muita atenção, mas foi muito importante em um momento complicado do jogo.

Com o ataque sofrendo para conseguir jardas no primeiro tempo, o punter Ryan Allen conseguiu um punt sensacional de 60 jardas no segundo quarto que colocou os Cowboys com as costas na parede, fazendo com  que os Patriots recebessem a bola posteriormente em ótimas posições de campo.

Patriots x Cowboys
Ryan Allen e Stephen Gostkowski. Que dupla sensacional!

DESTAQUES

Tom Brady (quarterback): 20/27, 275 jardas e 2 TDs.

Julian Edelman (wide receiver): 4 recepções para 120 jardas e 1 TD.

Dion Lewis (running back): 6 corridas para 34 jardas; 8 recepções para 59 jardas e 1 TD.

Jamie Collins (linebacker): 10 tackles e um fumble forçado.

Jabaal Sheard (defensive end): 2 sacks.

Patriots x Cowboys
Julian Edelman fez uma partida espetacular.

First Downs: 20 (5 corridas / 11 passes / 4 faltas) | Terceira Descida: 3/10 (30%) | Total de Jardas: 356 (109 correndo / 247 passando) | Faltas: 9 (65 jardas) | Touchdowns: 3 (1 correndo / 2 passando / 0 retorno) | Field Goal: 3-3 (100%) | RedZone: 2/3 (66%) | Pontuação Final: 30 pontos | Tempo de Posse: 26:48 min.

Patriots x Cowboys
Dion Lewis voando para a endzone após se livrar de 5 defensores.

COMENTÁRIOS PÓS-JOGO

Bill Belichick (técnico)
“Defensivamente, eles nos mostraram um esquema que nós não vimos eles fazerem antes. Eles jogaram boa parte do jogo em defesa dime (6 defensive backs). Um tipo de 3-2 com Sean Lee e Rolando McClain no meio. Eu acho que Josh (McDaniels) e o staff ofensivo fizeram um ótimo trabalho ajustando.”

Tom Brady (quarterback)
Sobre Dion Lewis: “Ele é único. Ele tem feito um grande trabalho e eu acho que a vinda dele teve um grande impacto no nosso time.”

Devin McCourty (safety)
Sobre Jamie Collins: “Ele não é humano. Ele esteve por todo o campo. Ele fez muitas jogadas que não aparecem nas estatísticas. E digo isso não como alguém que assistiu ao jogo, mas que esteve em campo, e eu senti isso.”

Patriots x Cowboys
Jamie Collins: um dos melhores linebackers da NFL nesta temporada.

Na semana 6 virá talvez o confronto mais esperado da temporada: o Sunday Night Football contra o Indianapolis Colts, time pivô do caso “deflategate”. Sem dúvidas todos, desde torcedores até os jogadores, sentem um desejo imenso de vencer novamente o time dos Colts e demonstrar que os Patriots jamais precisaram de trapaças para vencer.

Certamente Bill Belichick não irá deixar os jogadores pensando em vingança, mas apenas no que precisam fazer para vencer um time dos Colts que é diferente do que foi dominado pelos Patriots na última final da AFC.

Torcemos para que as lesões de Nate Solder e Dont’a Hightower não sejam sérias e para que ambos possam estar em campo no próximo domingo.

Não deixem de acompanhar o nosso próximo podcast, traremos mais detalhes e informações sobre o jogo contra o Dallas Cowboys e falaremos da expectativa para o confronto contra os Colts.

We’re on to Indianapolis!

https://www.youtube.com/watch?v=aNvdmkw0RZk

Compartilhe esta matéria:

Share on facebook
Share on twitter

Este post tem 2 comentários

  1. Olá Pessoal,

    Sinceramente não gostei de nosso primeiro tempo na parte ofensiva! Fomos pegos de surpresa pelo plano de jogo defensivo de Dallas e nossa OL foi engolida pela infiltração dos LB de Dallas, Marcus Cannon jogando como LG não dá! Outro ponto negativo que precisa ser muito bem avaliado foram as duas faltas de Pass Interference que Julian Edelman cometeu, parece que os juízes nessas trombadas começarão a marcar falta do ataque com mais frequência, foram duas jogadas explosivas com Amendola que foram jogadas no lixo pelas faltas, Os lados positivos do ataque foram a mudança radical de nossa OL após o intervalo, isso mostrou uma grande capacidade de adaptação ao jogo do adversário e a capacidade do ataque executar grandes jogadas mesmo com Gronk muito bem marcado! E o que dizer de Deion Lewis? Que grata surpresa! O jogador não nos deixar ter saudades de Shane Vereen!
    Já nossa defesa foi muito bem mas, precisamos levar em consideração os desfalques dos Cowboys, que além de tornar o ataque deles praticamente unidimensional com o jogo terrestre, também não contou com o Lance Dunbar.

    1. A defesa dos Cowboys utilizou um esquema que eles raramente usam, isso complicou a vida do nosso ataque no começo. Cannon jogou de LT mesmo, como RT ele até da conta, mas na esquerda é dificil. Além disso, Hardy bateu todo mundo, até Vollmer.
      Essas jogadas onde tiveram PI foram o diferencial da partida, nao pelas faltas, mas pelo estilo da jogada, as pick plays. Foi basicamente isso que o ataque mudou no 2o tempo do jogo, além de botar mais gente na OL, como Gronk e Williams.
      E esse foi de longe o melhor jogo de nossa defesa, apesar que Weeden está longe de ser bom.
      Abs Paulo!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

O Patriotas é um fã clube oficial no Brasil e reconhecido pelo New England Patriots nos Estados Unidos.

Site desenvolvido pela equipe Patriotas.