Patriots x Packers: análise

Finalmente! Após 6 meses de inatividade, enfim o New England Patriots entrou em campo para matar as saudades de seus milhares de torcedores pelo mundo.

No primeiro jogo da pré-temporada, os Patriots receberam o Green Bay Packers no Gillette Stadium e foram derrotados por 22 x 11. Como todo jogo de pré-temporada, o resultado em si não importa, mas o desempenho dos atletas, principalmente dos que brigam por uma vaga entre os 53 do roster final.

Patriots x Packers: análise

Como é costumeiro nos jogos de pré-temporada, a comissão técnica aproveita a partida para fazer vários tipos de testes, mudando constantemente as escalações do ataque e da defesa. Por isso, torna-se difícil perceber uma dinâmica no jogo.

Assim, é mais interessante que a análise se atenha ao desempenho individual dos atletas.

ATAQUE

A grande surpresa da noite foi a presença do quarterback Tom Brady entre os jogadores que começaram a partida no Gillette Stadium. Após ter estado em Nova York na véspera do jogo para uma audiência com a NFL a fim de se encontrar uma solução para o interminável “deflategate”, Brady voltou a Foxborough a tempo de começar a partida contra os Packers.

A participação durou pouco, apenas dois drives, mas o fato de Brady ter sido escalado demonstra que a Bill Belichick achou importante que ele ganhasse um pouco de ritmo de jogo. Tomara que isso signifique que há esperanças por parte da comissão técnica de que Brady esteja disponível para o jogo de abertura da temporada regular.

Brady terminou a partida com um modesto desempenho: 1/4 para 10 jardas. No entanto, sua mera presença trouxe otimismo para os torcedores.

Após os dois drives com Tom Brady “under center”, coube a Jimmy Garoppolo assumir o comando do ataque pelo restante da partida (o recém-chegado Ryan Lyndley não entrou em campo).

A expectativa era grande, já que Jimmy G. será o titular por quatro partidas caso Tom Brady não consiga reverter na justiça a decisão que o suspendeu. O jogo de Jimmy Garoppolo, entretanto, foi marcado por altos e baixos.

De fato, pode-se dividir a participação de Garoppolo em duas fases distintas: lançando para Josh Boyce e lançando para o restante dos recebedores.

Jimmy G. procurou bastante Josh Boyce durante a partida. Embora alguns passes não tenham sido tão bons, a maioria permitia ao wide receiver fazer a recepção. Boyce segurou apenas 2/8 passes lançados por Garoppolo, conquistando 19 jardas.

O desempenho de Garoppolo foi melhor se considerarmos seus lançamenos para os demais wide receivers. O calouro Chris Harper, por exemplo, agarrou todas as 7 bolas lançadas em sua direção, conseguindo 48 jardas. Harper foi uma das surpresas da noite.

No fim das contas Jimmy G. terminou a partida com 20/30 para 159 jardas e 1 interceptação.

Não é o desempenho dos sonhos do torcedor Patriota, ainda mais com a possibilidade de que Garoppolo venha a ser titular por quatro rodadas. No entanto, deve-se levar em consideração que nenhum recebedor titular dos Patriots estava em campo.

Além disso, a linha ofensiva à frente de Garoppolo era inteiramente reserva. Jimmy G. foi sacado 7 vezes, e embora alguns desses sacks tenham ocorrido porque o quarterback segurou demais a bola, a maioria esteve na conta da linha ofensiva.

Por falar nela, a linha ofensiva foi inteiramente poupada, e Belichick aproveitou a partida para observar os calouros e os jogadores que brigam por um lugar no roster final.

A boa notícia foi o desempenho dos calouros Tre Jackson e Shaq Mason, que na maioria da partida ocuparam as posições de guard. Destaque para o ótimo bloqueio de Mason que permitiu o touchdown de Jonas Gray.

Outra boa surpresa foi o undrafted free agent David Andrews, que atuou como center na partida de ontem e não comprometeu. O fato de Andrews ter substituído o center titular Bryan Stork dá a impressão de que ele não está descartado para uma vaga no roster final.

No tocante ao jogo terrestre, com LeGarrette Blount e Brandon Bolden poupados, coube a Jonas Gray e James White cumprirem na maioria das vezes a função de running back.

Jonas Gray foi muito bem, demonstrando muita força e velocidade (o jogador admitiu que perdeu alguns quilos para esta temporada a fim de ganhar velocidade). Na melhor jogada do ataque dos Patriots na noite, Gray conseguiu uma ótima corrida e anotou um touchdown de 55 jardas.

Se Jonas Gray melhorou sua posição na concorrência pela vaga de reserva de Blount como “power back”, James White mostrou que vai brigar forte para ser o sucessor de Shane Vereen como running back nas 3ªs descidas.

White conseguiu belas conexões com Jimmy Garoppolo e terminou a partida com 4 recepções para 52 jardas (melhor marca entre os recebedores).

Patriots x Packers
Jimmy Garoppolo teve altos e baixos enfrentando os Packers.

DEFESA

Assim como ocorreu com o ataque, vários jogadores titulares da defesa foram poupados do jogo. Oportunidade então para acompanhar os jogadores que chegaram aos Patriots nesta temporada, calouros ou não.

Basicamente, pode-se dizer que a defesa nº 2 dos Patriots segurou bem o ataque titular dos Packers, com Aaron Rodgers e companhia.

Os destaques da defesa foram jogadores do “front 7”, setor mais reforçado do time (como temos ressaltado no Patriotas durante essa offseason).

Logo no primeiro snap, Chandler Jones fez ótima jogada e pressionou Aaron Rodgers a se livrar da bola.

O DE/OLB Jabaal Sheard, que chegou este ano do Cleveland Browns, foi talvez o melhor jogadore em campo, dando trabalho aos tackles de Green Bay e pressionando constantemente os quarterbacks (Aaron Rodgers jogou apenas o 1º quarto).

Entre os calouros, destacaram-se Malcom Brown, Trey Flowers, Geneo Grissom e Rufus Johnson.

Malcom Brown, escolha de primeira rodada do último draft, cumpriu o que dele se esperava e quase sempre atraiu a atenção de dois jogadores da linha ofensiva dos Packers. Com isso, outros jogadores conseguiram fazer jogadas.

Trey Flowers se mostrou uma força como defensive end, conseguindo sacar Aaron Rodgers uma vez ao bater o left tackle titular dos Packers. Infelizmente Flowers saiu de campo após uma pancada na cabeça. O time ainda não divulgou detalhes da contusão.

Outro recém-draftado, Geneo Grissom, também foi bem jogando de defensive end/outside linebacker. Com exceção do lance em que permitiu um touchdown dos Packers quando, ao marcar o running back, trombou com outro jogador, Grissom deu trabalho à linha ofensiva de Green Bay.

Por último, Rufus Johnson, que chegou para o jogo praticamente desconhecido embora viesse se destacando nos treinos, foi muito bem, causando estragos na OL dos Packers. Johnson também saiu contundido, mas a lesão não aparenta ser grave.

Na posição de linebacker, com Dont’a Hightower e Jerod Mayo poupados e Jamie Collins utilizado apenas no início do jogo, a carga maior coube a Johnathan Freeny e James Morris.

Freeny jogou bem, estando sempre por perto da bola e fazendo tackles. O jogador tem a oportunidade de brigar por uma vaga entre os 53, já que as vagas abaixo de Mayo, Hightower e Collins estáo praticamente abertas.

Na secundária, não vimos em campo a provável dupla titular de cornerbacks, que ao que tudo indica deve ser formada por Malcom Butler e Tarrell Brown (este nem entrou em campo).

Malcom Butler participou apenas dos primeiros ataques de Green Bay, mas foi o suficiente para mostrar que o cornerback tem condições de ser titular dos Patriots. Nas bolas lançadas em sua direção, sempre estava na cola do wide receiver. Butler cedeu apenas uma recepção.

O calouro Darryl Roberts começou como titular ao lado de Butler, mas logo no primeiro quarto sofreu uma contusão e foi poupado do restante da partida.

Na maior parte do jogo, os Patriots jogaram com Logan Ryan e Bradley Fletcher nas laterais e Robert McClain no slot. Ryan foi queimado em um longo touchdown dos Packers. Já McClain foi bem no slot, sendo responsável por vários tackles.

Na posição de safety, a dupla campeã do Super Bowl XLIX, formada por Devin McCourty e Patrick Chung, participou muito pouco da partida.

O calouro Jordan Richards, selecionado na segunda rodada do último draft, fez sua estreia como jogador dos Patriots.

O interessante sobre Richards é que ele recebeu da comissão técnica uma espécie de tratamento de titular. Apesar de ser calouro, Richards foi poupado do último quarto, enquanto jogadores mais experientes como Tavon Wilson e Duron Harmon permanceram em campo.

Patriots x Packers
Trey Flowers conseguiu um sack em sua estreia com a camisa dos Patriots

DESTAQUES

Jonas Gray (running back): 7 corridas para 74 jardas e 1 TD.

James White (running back): 4 recepções para 52 jardas.

Johnatan Freeny (linebacker): 7 tackles.

Jabaal Sheard (defensive end): mostrou que tem qualidade para entrar na rotação ao lado de Chandler Jones e Rob Ninkovich.

Trey Flowers(defensive end): 1 sack.

Rufus Johnson (defensive end): 1 sack e 1 passe desviado.

Patriots x Packers
Mais magro e veloz, Jonas Gray anotou um TD de 55 jardas!

First Downs: 14 (3 corridas / 10 passes / 1 faltas) | Terceira Descida: 5/14 (35%) | Total de Jardas: 211 (94 correndo / 117 passando) | Faltas: 8 (78 jardas) | Touchdowns: 1 (1 correndo / 0 passando / 0 retorno) | Field Goal: 1-1 (100%) | RedZone: 0/0 (0%) | Pontuação Final: 11 pontos | Tempo de Posse: 25:20 min.

COMENTÁRIOS PÓS-JOGO

Bill Belichick (técnico)

“Está óbvio depois de hoje que nós temos muito trabalho a fazer.”

Jimmy Garoppolo (quarterback)

“Houve altos e baixos. Obviamente nós temos um longo caminho pela frente. 11 pontos não são de forma nenhuma bons o suficiente.”

Jonas Gray (running back)

“A primeira coisa que você tem que fazer é não pensar no ano que passou. É um novo ano, uma nova oportunidade, e toda vez que você tem uma oportunidade você tem que fazer jogadas”.

Patriots x Packers.
Tom Brady surpreendeu a todos e entrou em campo para a abertura da pré-temporada.

Como se trata da pré-temporada, o resultado é o que menos importa. Esses quatro jogos são oportunidades para avaliar jogadores e dar um pouco de experiência aos calouros para sua primeira temporada na NFL.

O desempenho de Jimmy Garoppolo não encheu os olhos, mas não se deve fazer um julgamento definitivo sobre o quarterback após a performance de ontem, afinal, como dito anteriormente, Garoppolo jogou atrás de uma linha ofensiva reserva e sem os recebedores titulares.

No próximo dia 22, os Patriots enfrentarão o New Orleans Saints fora de casa. Antes do jogo, os dois times farão algumas sessões de treinos em conjunto. Esses “joint practices” são sempre ótimas chances para praparar os jogadores para as mais variadas situações que possam encontrar em campo quando começar a temporada regular.

Sem dúvida traremos no site, facebook e twitter todas as notícias dos treinos em conjunto com os Saints, não deixem de acompanhar!

Compartilhe esta matéria:

Share on facebook
Share on twitter

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

O Patriotas é um fã clube oficial no Brasil e reconhecido pelo New England Patriots nos Estados Unidos.

Site desenvolvido pela equipe Patriotas.