Pode-se confiar em Jimmy Garoppolo?

Após Tom Brady decidir não levar adiante o deflategate para a Suprema Corte e, com isso, “aceitar” ficar de fora dos quatro primeiros jogos, a pergunta que todo torcedor dos Patriots vem fazendo é se pode confiar em Jimmy Garoppolo.

Pode-se confiar em Jimmy Garoppolo?

Jimmy Garoppolo na Universidade:

jimmy-garoppolo

De 2010 a 2013, Jimmy jogou pela Universidade de Eastern Illinois. O quarterback mostrou uma evolução significativa com o passar dos anos. Para se ter uma noção, na sua temporada de calouro, ele passou para 1639 jardas e 14 touchdowns. Já no seu último ano com os Panthers, Garoppolo teve incríveis 5050 jardas e estrondosos 53 touchdowns. Ele ainda quebrou o recorde da universidade de mais passes completos, ultrapassando Tony Romo.

Falando em prêmios individuais, Jimmy ganhou quatro. O mais importante foi o Walter Payton Award, dado para o mais excelente jogador ofensivo da Division I. O estilo de jogo que mais combinou e deu certo com Garoppolo, foi o “no huddle offense”(interessante, pois os Pats costumam se dar bem nessas jogadas).

Jimmy Garoppolo na NFL:

images (3)

No Draft de 2014, com a 62ª escolha, os Patriots draftaram Jimmy Garoppolo, surpreendendo o mundo da NFL (assim como foi a escolha de Jacoby Brissett). Jimmy foi a escolha mais alta da posição na história de New England desde Drew Bledsoe em 1993.

Sem contar a pré-temporada (pois não é parâmetro), Garoppolo somente atuou em 11 partidas em 2 anos de NFL, sendo todas elas entrando no final. Ao todo, o QB já lançou 20 passes certos, 188 jardas e 1 TD.

Esses números são baixíssimos, mas vale ressaltar que Jimmy praticamente não teve oportunidades, sendo a maior em 2014 na última semana contra os Bills, quando Belichick poupou os titulares.

Portanto, a partida na semana 1, contra o Arizona Cardinals será a estreia do quarterback como titular, logo num jogo que será no horário nobre. Com isso, é de se esperar muitas provocações adversárias para aumentar o nervosismo de Jimmy G.

A tabela:

IMG_20160715_231236

Analisando a tabela, vejo o jogo contra os Cardinals (obviamente), o mais difícil. Seja pelo fator estréia, sunday night football, nervosismo e pelo ótimo time do Arizona. Os três restantes, todos em casa, acredito que Jimmy G tenha condições de ganhar, porém jogos de divisão sempre são difíceis (Dolphins e Bills). Com isso, penso que o QB deverá conseguir três ou duas vitórias.

Vale ressaltar que ele nunca comandou um ataque com Lewis, Edelman, Gronkowski, Amendola e Bennett como armas, fato que ajuda e empolga qualquer quarterback.

Moeda de troca?

Garoppolo está entrando no seu penúltimo ano de contrato com os Patriots, e a falta de certeza de se ele vai renovar já fez Belichick buscar mais um QB via Draft. Sendo apontado como um dos melhores reservas da NFL, Jimmy possui um valor de contrato baixíssimo e de ótimo benefício para os Pats.

Pensando numa situação hipotética que ele consiga três ou impressionantes quatro vitórias, certamente o valor do seu passe irá subir, dificultando mais ainda sua permanência. Com isso, os Patriots podem planejar uma troca, levando em conta seu potencial e idade, para conseguir uma escolha alta de draft.

Digo isso, claro, caso Garoppolo esteja decidido a sair de New England pela falta de oportunidades. Caso ele confie no projeto de Bill e espere Tom Brady se aposentar, será o cenário perfeito para a passagem de bastão.

Por fim, pode-se ou não confiar em Jimmy?

A resposta mais sensata hoje seria a que Garoppolo ainda não demonstrou um football que transmitisse 100% de confiança. Porém, ele está longe de ser um “reserva qualquer” e desesperar a torcida.

Abaixo, veja uma enquete feita no nosso twitter (@nepatriotas), perguntando se o torcedor confia ou não em Jimmy Garoppolo:

IMG_20160716_155212

Compartilhe esta matéria:

Share on facebook
Share on twitter

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

O Patriotas é um fã clube oficial no Brasil e reconhecido pelo New England Patriots nos Estados Unidos.

Site desenvolvido pela equipe Patriotas.