Por que esperar tanto de Dominique Easley

Dominique Easley

Na era Bill Belichick, os Patriots nunca tiveram um jogador como Dominique Easley. Desde que a defesa saiu do esquema 3-4 para uma defesa mais leve e rápida, focando em pressionar o QB, Belichick ainda procura um jogador disruptivo, que consiga forçar e agir por dentro da linha.

Neste ano, ao invés de investir pesado na secundária, os Patriots focaram na construção de um forte front seven, com 5 jogadores escolhidos no primeiro round. Analisando seu ano de rookie e o precedente no college, conseguimos perceber que o time espera que Easley seja um fator importante este ano.

Um início difícil

Easley perdeu quase toda a offseason no seu primeiro ano. Consequentemente, jogou sapenas 270 snaps defensivos em 11 jogos, sendo que metade foi em apenas 1. Devido essa falta de treinamentos, não foi uma surpresa vê-lo tendo trabalho contra a defesa dos Dolphins na semana 1. Os Patriots tentaram recriar uma defesa 3-4 quase o jogo todo, forçando Easley a alinhar em pé na lateral do RT e na frente do center. Por conta disso, ele foi extremamente ineficiente, e raramente o vimos nessas posições no restante da temporada.

Analisando tanto o jogo dos Dolpinhs quanto dos Bengals, vemos que raramente Easley conseguiu o que fez sua fama, explodir no first step, atacando o QB, inclusive até sendo parado por um TE, como na imagem abaixo:

e1

Comparando com algumas jogadas do college, onde ele parece um canhão rasgando a defesa:

e2

e5

É importante lembrar que Easley esteve afastado por 1 ano pela torção dos ligamentos do joelho, então devemos dar um desconto.

Mas já desconsiderando a parte física, podemos ver que a parte técnica também influenciou muito. Nas vezes em que ele jogou em pé, causou pouco impacto. Mas nas jogadas que ele partia com as mãos no chão, ele teve uma participação efetiva, no que é conhecido como bull rush. Apesar disso, nas 5 rodadas iniciais, Easley conseguiu 2 pressões no QB contra 95 pass rushing snaps, resultado da fraca offseason e do mal alinhamento dele no campo.

A promessa

A maior carga de trabalho que Easley teve foi no jogo 8, contra os Bears, onde jogou quase 50% dos snaps defensivos. Nesse jogo, conseguiu seu primeiro sack e 3 pressões no QB. Desta vez, ele foi alinhado como um Edge Rusher, por fora dos tackles. Na imagem abaixo, podemos ver uma jogada onde ele entra pela defesa e força Jay Cutler a sair do pocket:

e3

Já nessa outra imagem, podemos ver Easley empurrando um guard maior e mais pesado, apressando o passe de Andrew Luck:

e4

Apesar dos números ruins, nós estamos confiantes que ele se desenvolva no jogador explosivo e forte como era no college. Vencer jogadores mais fortes de linha ofensiva com sua explosão é o que fez dele 1ª escolha de draft. Os Patriots vem nos últimos anos reforçado a linha defensiva, e esperamos que Easley seja a peça que falta para algo importante na NFL hoje, um bom pass rusher.

Acompanhe o Patriotas no Twitter e Facebook.

Compartilhe esta matéria:

Share on facebook
Share on twitter

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

O Patriotas é um fã clube oficial no Brasil e reconhecido pelo New England Patriots nos Estados Unidos.

Site desenvolvido pela equipe Patriotas.