Por que os Patriots estão interceptando menos?

Bill Belichick assumiu o comando dos Patriots em 2000, e aos poucos começou a implantar sua genialidade defensiva na equipe.

Nem todos os anos da gestão Belichick tiveram uma grande defesa dos Patriots, mas mesmo nos piores anos, era uma defesa que roubava muito a bola.

Quando olhamos as estatísticas de 2010 para cá, vemos que a cada ano o número de interceptações diminuir. Por que?

Por que os Patriots estão interceptando menos?

No fim dos anos 2000, a defesa de New England não era mais a potência que deu à franquia seus três primeiros títulos.

A reformulação ocorrida entre 2008 e 2010 fez com que a defesa dos Patriots demorasse a se encontrar, sendo por anos uma das piores da NFL.

Mesmo nos anos de péssima fase defensiva, como em 2010 e 2011, os Pats eram um das equipes que mais forçavam turnovers.

No entanto, o número de interceptações diminuiu a cada ano, e a razão para isso não é de fácil constatação.

Comparando a defesa de 2010 com as mais recentes, é óbvio que os Patriots passaram a ter melhores secundárias.

Em 2010/11, com uma secundária formada por Kyle Arrington, Darius Butler, Brandon Meriweather e um jovem cornerback chamado Devin McCourty, os Patriots jogavam primordialmente em zona.

Sem grandes cornerbacks capazes de marcar homem a homem, Bill armava a defesa para evitar big plays e, em zona, de frente para o quarterback adversário, interceptar os passes piores.

Assim, foram 25 interceptações pela defesa em 2010.

De lá para cá, os números de interceptações são os seguintes:

2011: 23

2012: 20

2013: 17

2014: 16

2015: 12

2016: 13

Patriots
De 2010 para cá, número de interceptações vem diminuindo.

Em 2016 tivemos uma melhora quase insignificante.

Em 2017, com 3 interceptações em 5 jogos, caso mantenham esse ritmo os Patriots terminarão a temporada com apenas 9 interceptações, pior marca em mais de 25 anos.

Como dissemos, a partir de 2013, com Aqib Talib, em 2014 com Darrelle Revis e 2015 com Malcolm Butler, os Patriots passaram a contar com cornerbacks capazes de jogar em man coverage.

Com isso, os olhos dos corners estão nos recebedores adversários, não no quarterback.

Seria essa então a causa da diminuição do número de interceptações?

Outro possível motivo é o fato de o número de bons wide receivers estar aumentando na liga.

Além disso, os ataques aéreos vêm sendo privilegiados em detrimento dos terrestres, deixando os quarterbacks com mais jogadas em que há muitos alvos para escolher.

Com isso, talvez os QBs fiquem em menos situações em que são obrigados a lançar bolas em coberturas apertadas.

E você, torcedor Patriota, atribui a diminuição do número de interceptações a que motivos? Deixe sua opinião nos comentários.

Compartilhe esta matéria:

Share on facebook
Share on twitter

Este post tem 2 comentários

  1. Defesa ruim mesmo, pois mesmo os corners em marcação homem a homem deveriam interceptar passes.

    1. É, precisamos forçar mais turnovers.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

O Patriotas é um fã clube oficial no Brasil e reconhecido pelo New England Patriots nos Estados Unidos.

Site desenvolvido pela equipe Patriotas.