Porque Bill Belichick paga pouco para Cornerback

As notícias mais impactantes para os Patriots nessa offseason (depois do Deflategate) tem a ver com as decisões tomadas envolvendo nossa secundária e a saída de 4 jogadores titulares: Revis, Browner, Arrington e Dennard. Mas analisando os 15 anos de história dos Patriots, veremos que a surpresa não é tão grande assim.

Nesses 15 anos com Bill Belichick a frente da equipe, podemos mensurar a importância que os cornerbacks tem no sistema. Por mais que em alguns momentos o time gaste muito dinheiro para um contrato de um ano, eles nunca assinaram um contrato monstruoso com ninguém.

Era Ty Law

Em 2000, tínhamos Ty Law e Otis Smith. Law estava na metade de um contrato de $51.000.000,00 assinado antes de BB assumir e Smith, com 34 anos, foi contratado pelo salário mínimo da época. Em 2004, Law queria mais uma extensão, e os Patriots ofereceram $26 milhões por 4 anos. O jogador chamou isso de insulto e assinou com os Jets, por 7 anos e $50 milhões, sendo cortado no ano seguinte por problemas no cap.

Patriots substituíram Law por uma escolha de 4ª rodada de 2003, Asante Samuel, que começou a ganhar confiança de BB em 2004, jogando ao lado de Tyrone Poole, outro veterano contratado pelo mínimo. Ambos tiveram um ótimo desempenho e a defesa foi uma das melhores em 2003.

Era Asante Samuel

Samuel liderou a NFL em interceptações em 2006, e os Patriots  não ofereceram nenhum contrato longo, mas usaram a franchise tag, e em 2007 Samuel assinou com os Eagles.

De 2005 a 2007, o parceiro de Samuel foi Ellis Hoobs, outra escolha de 4ª rodada. Ele foi trocado com os Eagles em 2009 por duas escolhas de 5ª rodada.

samuel2
Asante Samuel

A primeira reconstrução

Mais uma vez, os Patriots tiveram que refazer a posição de cornerback, e trouxeram Leigh Bodden pelo salário mínimo, Shawn Springs por 3 anos e $13 milhoes e draftaram Darius Butler. Bodden teve um ótimo ano e conseguiu um bom contrato, 4 anos e $20 milhões. Infelizmente, perdeu toda temporada de 2010 e foi cortado durante e de 2011.

Nesse meio tempo, o não draftado Kyle Arrington começou a aparecer e mostrar seu valor, tendo sido um dos melhores slot CB´s da NFL em 2011, com 7 interceptações. Em 2013, ele assinou um contrato de 4 anos e $16 milhões, tendo sido cortado pelo time nesta offseason.

Em 20012, Patriots fizeram uma troca com Tampa Bay por Aquib Talib, que teve um bom ano apesar das lesões e assinaram um contrato de 1 ano e $4.86 milhões em 2013. Em 2014, Talib foi para os Broncos como free agent.

Isso nos mostra que BB está disposto sim a gastar dinheiro com um bom CB, mas por um curto período de tempo. 2015 se parece muito com o ano de 2009, onde o time precisou refazer a posição, trazendo vários veteranos para completar o roster e somar com os rookies. Apesar de 2009 não ter sido um bom ano para a defesa, ficamos em 16º contra o passe.

Não sabemos o que pode acontecer esse ano, se alguém vai realmente despontar e crescer durante a temporada. Mas sabemos que a metodologia dos Patriots é a consistência, confiando em jogadores novos e rookies, e as vezes trazendo uma estrela pra completar.

E também sabemos o quão vitoriosa é essa metodologia!

Siga o Patriotas nas redes sociais: twitter e facebook

Compartilhe esta matéria:

Share on facebook
Share on twitter

Este post tem 2 comentários

  1. Excelente artigo sobre como BB monta suas secundárias, com o histórico dos anos dele nos Pats. Reforça como o time e o sistema (não só de jogo, mas de gerenciamento) são mais importantes que jogadores. Os Patriots não se comprometem com jogadores a não ser que eles sejam consistentes e mesmo assim mesmo os melhores precisam entender que os contratos deles não devem reduzir as chances do time ser competitivo. Está ai o segredo de BB e dos Patriots na era do salary cap.

    1. Perfeito Eduardo! Abraço e obrigado pela mensagem!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

O Patriotas é um fã clube oficial no Brasil e reconhecido pelo New England Patriots nos Estados Unidos.

Site desenvolvido pela equipe Patriotas.