Procura-se o substituto de Julian Edelman

Edelman

Quinta-feira, na estreia da temporada, vimos um New England Patriots estranho em campo, principalmente no ataque, que deixou um ar de que sentiu e muito a falta de Julian Edelman.

Na partida, vimos Brady sofrer em encontrar no meio de campo seu passe seguro, aquele que movimenta poucas jardas, mas faz com que o ataque continue avançando sempre. Foram apenas 5 passes tentados no jogo todo nesta área do campo, sendo que em 2016, 30% dos passes de Tom, foram parar nas mãos do minitron.

Procura-se o substituto de Julian Edelman

Nesta tentativa de fazer o ataque andar, Brady utilizou na maioria dos seus passes positivos Danny Amendola, um jogador que desde quando chegou aos Pats, veio como um espelho de Edelman. Mas como já se esperava (infelizmente essa é a verdade), Dola acabou se machucando e continua no protocolo de concussão, sem uma data certa de volta.

Outro jogador que foi convocado para essa função, foi o agora receiver ativo mais antigo no elenco, Chris Hogan. Mas claramente Chris não se encaixou na função.

Para atuar no slot é preciso um jogador de agilidade. Às vezes temos a impressão de que se o jogador for rápido (caso de Hogan), conseguirá entregar o esperado, mas na verdade é a agilidade que faz com que em poucos segundos, o quarterback tenha um alvo livre.

Com isso, temos um problema a ser resolvido, precisamos encontrar alguém que emule da forma mais parecida o jeito de Jules jogar.

Eu sei que muitos neste ponto do texto já devem estar pensando “olha a falta que o Austin Carr já está fazendo” mas a verdade é que Carr já é passado neste elenco.

Muitos outros falam também em trazer um jogador de fora, mas eu, pelo menos, não gosto desta opção neste momento. Já que o conhecido e temido playbook complexo dos Patriots pode fazer com que mais um jogador novo neste elenco acabe se perdendo no esquema (já temos Dorsett precisando e tentando engrenar).

Duas opções me aparecem em mente, o TE Jacob Hollister, que mostrou na pré-temporada ser um jogador ágil e que trabalha bem no meio do campo, além de conseguir boas jardas após a recepção.

E passar usar mais os running backs alinhados no slot. Já vimos James White e Dion Lewis atuando nesta posição em situações anteriores e a agilidade deles, pode vir a calhar num momento de necessidade como esse. Rex Burkhead, que mostrou incrível habilidade em receber passes no training camp, poderia se encontrar aqui também.

Com isso, teríamos Hogan e Cooks atuando da forma em que se sentem mais confortáveis (por fora) enquanto Phillip Dorsett evolui no sistema e encontra seu caminho neste ataque.

Concorda com as opções, tem alguma outra que podemos ver em campo? Deixe nos comentários abaixo e em nosso twitter e facebook.

Compartilhe esta matéria:

Share on facebook
Share on twitter

Este post tem 4 comentários

  1. Realmente, não achei que a falta do Edelman fosse impactar tanto nesse primeiro jogo.

    Mas para mim, o maior culpado pelo ataque pouco produtivo no segundo tempo de jogo foi o Macdaniels. Achei as escolhas e chamadas extramente pobres e sem criatividade.

    Ainda teve as péssimas escolhas nos turnovers on downs.
    Nessas jogados, eu gostaria que o Macdaniels espalhasse o ataque, colocasse o White ou Lewis de RB para manter o passe como ameaça. Aquela formação pesada com o Develin e o mike gillislee deixa a corrida pelo meio muito óbvia. Nossa OL nunca consegue ganhar na força de boas DLs como a dos Chiefs, essa formação só funciona contra DLs ruins, como a dos Colts.

  2. Não entendi pq quando o Malcolm Michell foi posto no IR, não subiram o RB/WR DJ Foster. Esse era minha 1º opção pra substituir Eldeman, e o pensamento é o mais lógico possível: Além da substituição pura e simples, pois ele também atuava como WR no College, você ganharia um 5º RB e com isso Dion Lewis e James White os mais experientes poderiam intercalar os retornos de punt. DJ Foster tinha 1 ano de experiencia no elenco, conhecia a movimentação das jogadas e jogou bem na off season. E uma coisa interessante é que ele fisicamente (peso/altura) é o mais próximo de Eldeman. Brady não precisaria lançar nem mais alto e nem mais baixo em relação ao antigo WR de slot.

    Gosto da ideia de Jacob Hollister fazer esse papel, pois acho que um cara alto fazendo esse papel pode dar um diferencial muito bom para esse ataque. Sem dizer que ele parece ter demostrado que é confiável recebendo.

    Porém! algo me diz (e gosto da ideia) que vai ficar a cargo de Bradin Cooks e não o Dorsett, pois além de já ter jogado assim em Nova Orleans ele é melhor que Dorsett em rotas e catches, deixando o Dorsett e Hogan esticando o campo.

    Ou simplesmente fixar Dion Lewis no slot.

    O bom que ainda temos bastante opções no elenco, mas só de pensar no estrago que esse ataque faria com Julian Eldeman SAUDÁVEL durante toda a temporada, me deixa triste.

  3. Aposto em Rex Burkhead.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

O Patriotas é um fã clube oficial no Brasil e reconhecido pelo New England Patriots nos Estados Unidos.

Site desenvolvido pela equipe Patriotas.