Qual deve ser o foco dos Patriots no restante da free agency?

free agency

Inúmeras contratações, reforços para quase todos os setores e um elenco inegavelmente já superior ao de 2020: os Patriots foram o grande destaque do início da free agency 2021.

Porém, analisando minunciosamente o elenco atual, ainda é possível encontrar posições que precisam de um upgrade. Portanto, trazemos neste artigo a principal necessidade que New England pode suprir nessa agência livre, levando em consideração os jogadores disponíveis.

Por exemplo, a posição de quarterback é uma clara necessidade, mas na free agency não há opções que elevem o setor de patamar, então não há motivo para mencioná-la neste artigo.

Vamos lá.

Linha defensiva, a principal necessidade para ser preenchida na free agency

A defesa contra o jogo corrido foi o calcanhar de Aquiles do sistema defensivo dos Patriots em 2019 e 2020, e, não coincidentemente, foi logo endereçada por Belichick nos primeiros dias da free agency, com as contratações de Davon Godchaux, Henry Anderson e Montravius Adams, bem como a renovação de Deatrich Wise.

Com a defesa projetada para atuar no 3-4, New England tem hoje como teóricos titulares Godchaux de NT e Wise e Anderson nas pontas, tendo como principais substitutos destes dois Adams e Byron Cowart. Já Beau Allen, cujo seria o reserva de Godchaux, foi dispensado.

Assim, seria interessante adicionar mais um jogador de linha defensiva ao plantel. Não só pela ausência de substituto para Godchaux, mas também porque Deatrich Wise, em seus quatro anos de Pats, nunca foi uma unanimidade. Apesar de ter evoluído contra o jogo corrido em 2020, o que culminou na preferência de sua renovação em detrimento da de Adam Butler, Wise ainda não transmite total confiança.

Ademais, Montravius Adams, em 45 jogos na carreira pelos Packers, atuou apenas em 3 com titular, ou seja, ele não é garantia que ficará no elenco final, ainda mais por ter assinado um contrato de 1 ano, com valor máximo de $2,5M. É um nome que chega para disputar espaço no training camp.

Destarte, seria interessante que os Pats adicionassem mais um nome à sua DL, via free agency, sendo este um jogador já comprovado e que trouxesse o sentimento de segurança ao setor, ou seja, de preferência um veterano já estabelecido em vez de uma aposta, que é o caso Montravius Adams.

E no mercado, felizmente, há diversas opções. A primeira e mais lógica é a renovação de Lawrence Guy. Desde 2017 nos Pats, ele sempre foi um sólido e confiável jogador, sendo inclusive eleito para a Seleção da Década 2010 da franquia. Aos 31 anos, Guy não consegue mais atuar no nível de um principal jogador da DL, mas com uma função rotacional e de complemento ele é uma certeza de produtividade.

Outro velho conhecido é Danny Shelton. Campeão pelos Patriots do Super Bowl LIII, o ex-escolha de primeira rodada pelos Browns foi recentemente dispensado pelo Detroit Lions, que precisava liberar espaço no salary cap. Aos 27 anos, Shelton viveu a melhor fase de sua carreira em 2019 pelos Pats, e um retorno seria muito bem-vindo.

Outrossim, entre os que nunca passaram por Foxborough, pode-se destacar nomes como Jurrell Casey e Geno Atkins, que apesar de já terem ultrapassado a casa dos 30 anos e estarem em declínio, possuem também o pass rush em seus repertórios. Além deles, Ndamukong Suh é outro veterano que traria uma ajuda imediata à linha defensiva Patriota. Entre os abaixo dos 30 anos, DaQuan Jones, ex-Titans, também chama atenção.

Logo, está bastante claro que há diversas opções na free agency para reforçar a linha defensiva dos Pats, e Bill Belichick tem motivos suficientes para querer melhorá-la.


Acompanhe o Patriotas no Instagram para saber tudo da free agency de New England!

Compartilhe esta matéria:

Share on facebook
Share on twitter

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

O Patriotas é um fã clube oficial no Brasil e reconhecido pelo New England Patriots nos Estados Unidos.

Site desenvolvido pela equipe Patriotas.