Quanto um treino ruim vale para um quarterback?

Jarrett Stidham Cam Newton Quarterback New England Patriots

2020 é definitivamente um ano atípico para o torcedor dos Patriots, não só por tudo o que o coronavírus nos causou mas também por estarmos, depois de 20 anos, vivendo a situação de uma disputa real pela vaga de quarterback titular.

Coração de torcedor é um negócio complicado. Principalmente quando estamos neste período do ano em que os jogos estão perto de começar, mas o que temos para alimentar nossa ânsia são somente treinos.

Em 2020 ainda pior, já que nem os nossos amados/odiados jogos de pré-temporada estão sendo feitos.

Mas até onde o coração pode influenciar o cérebro quando lemos alguma notícia do que vem acontecendo no Training Camp? Quando vemos que um quarterback sofreu interceptações por exemplo.

É aí que o coração e o cérebro se matam internamente com as notícias.

Quando ficamos sabendo que Stidham sofreu interceptações no treino ou Cam Newton não foi o melhor em campo ou Brian Hoyer foi o melhor no dia, temos a tendência de deixar o coração falar mais alto e achar que está tudo definido.

O coração vai dizer que obviamente nenhum jogador treina mal de propósito. Nenhum jogador entra em campo para fazer as coisas mais ou menos. Portanto, se ele está dando o seu melhor e mesmo assim os números são ruins, é a sentença final para a decisão.

Porém deixe um pouco o cérebro trabalhar nesta questão e não deixe a razão de lado nestes casos. Pense comigo, será que é um detalhe desse que vai definir a titulariedade? Digo mais, para que serve um treino em um atleta?

Infelizmente a NFL e principalmente o New England Patriots não liberam informações como gostaríamos, mas qual a chance de, em um treino, um quarterback estar praticando algo que normalmente ele não faz tão bem? Grande né!

Afinal, como falamos acima, ninguém quer treinar mal, mas principalmente, ninguém quer jogar mal. E é para isso que os treinos existem, para evoluirmos e melhorarmos.

Se foi identificado que Stidham normalmente tem problemas passando para o lado direito (apenas um exemplo), é completamente normal e até óbvio de que isso precisa ser trabalhado.

E se é algo que ele tem problemas, também é completamente normal e óbvio que ele não apresente uma melhora instantânea e tenha números ruins.

Newton, por exemplo, não tem feito jogadas que sabemos que ele é excelente. Estão colocando ele numa situação de playbook diferente do que ele está acostumado. Por qual motivo? Para treinar! 

Obviamente ele não vai entregar de primeira. Logo é completamente normal que ele não seja o melhor no treino.

Não me entenda mal. Não estou aqui para dizer que o treino não serve de padrão para nada, que não podemos levar em conta do que está acontecendo. Ele ajuda bastante sim.

Mas pegar interceptações, dias fracos ou qualquer outra coisa isolada e mensurar isso sem saber o que foi pedido para eles trabalharem nesta situação, é deixar o coração falar mais alto.


O Patriotas faz a cobertura em tempo real dos treinos e das notícias em português pelo twitter. Siga por la.

Compartilhe esta matéria:

Share on facebook
Share on twitter

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

O Patriotas é um fã clube oficial no Brasil e reconhecido pelo New England Patriots nos Estados Unidos.

Site desenvolvido pela equipe Patriotas.